Sites premium 

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
Os Mitos e a Humanidade  (10-11-2017)
Referências  (10-11-2017)
Umbanda  (10-11-2017)
Tarot   (10-11-2017)
Vikings - Runas  (10-11-2017)
Textos para reflexão  (10-11-2017)
Contactos  (03-11-2017)
O Homem e a Oração  (03-11-2017)
Numerologia  (03-11-2017)

Rating: 2.7/5 (382 votos)




ONLINE
2




Partilhe este Site...




Os Mitos e a Humanidade
Os Mitos e a Humanidade

 

sites premium

 

Desde as épocas mais remotas a humanidade aprendeu a conviver com os mitos através da oralidade que ultrapassou gerações. Ancestrais reuniam-se com a família para contar os feitos dos homens através do tempo sobre aspectos sociais, políticos e religiosos.

A mitologia se constitui como um conjunto de mitos de acordo com a cultura da civilização existente. Cada narrador tinha uma explicação convincente sobre o “tudo” (cotidiano dos humanos) e sobre o “todo” (o sobrenatural), pois os acontecimentos da existência eram interpretados pela sabedoria de deuses e deusas que descreviam façanhas, seres sobrenaturais ou humanos heróis que executavam grandes proezas e estas histórias eram integradas à tradição de cada civilização.

Desta forma, a sociedade aceitava os preceitos ou desígnios sem discuti-los, através de uma crença absoluta, pois o homem tinha necessidade de entender o universo e foram os primeiros a se perguntarem “Quem somos nós? “, “de onde viemos?” e “para onde vamos? “e os deuses os satisfaziam com as respostas. Mas cada sociedade obtinha esclarecimento dos seus deuses específicos.

Além das explicações para satisfazer as inquisições do homem estes mitos propagavam a cultura de um povo através dos rituais religiosos, semeando seus dogmas para preservar a tradição e manter unida a estrutura social e o poder sobrenatural sobre a unidade e o coletivo.

Suas tarefas primordiais eram explicar e convencer que fatos do passado não foram dirimidos com o tempo por representar o alicerce da humanidade. Era tarefa dos deuses castigar ou premiar de acordo com a obediência ou desobediência e assim controlavam as ações entre o bem e o mal.

Os deuses ocupavam lugares de destaque em seu panteão, pois representavam a natureza divina e a humana. Eram agraciados em rituais com festas regadas a banquetes e bebidas, servidas em taças de outro cravejada de pedras preciosas. Festividades envolviam também liberdade sexual e prazer. Seus poderes atuavam entre o sagrado e o profano, enfim, estes mitos eram donos da vida e da morte do indivíduo. E entre homens, deuses, alegorias e metáforas os laços secretos se conectavam.

 

 

sites premium

 

A mitologia grega é uma das heranças mais fantásticas da humanidade. O vocábulo grego mythos (mito) significa “palavra”, “fala”, “conto” ou “história”. Ela abarca temas universais sobre o homem e seus aspectos básicos relacionados aos quatro planos de consciência ou expressão: físico, mental, emocional e espiritual. Sua influência na humanidade traz a alegria, a jovialidade, a força, a ousadia, a luta, a beleza, o amor em todas suas ramificações, a sexualidade. Seus deuses e outros personagens sobrenaturais são homens e mulheres glorificados, que permanecem humanos, sensatos e justos.

Os deuses e as deusas mais conhecidos são: Zeus, Hera, Posidon, Deméter, Hades, Héstia, Afrodite, Apolo, Ares, Ártemis, Atena, Dionísio, Hefesto, Hermes.

 

sites premium 

 

Afrodisíacos, os cinco sentidos e o poder mental


Afrodisíaco é qualquer substância ao qual se atribuem propriedades estimulantes sexuais. Seu nome é derivado da grega Afrodite, divindade relacionada ao amor, beleza corpora, sexo e prazer. Para os gregos, ela tinha uma forte influência no desenvolvimento e prazer sexual das pessoas. Era considerada também a deusa protetora das prostitutas na Grécia Antiga. Foi cultuada nas cidades de Esparta, Atenas e Corinto.

Os afrodisíacos podem influenciar os sentidos singularmente ou em combinação entre eles. Os mais importantes receptores dos afrodisíacos são: Visão, Audição, Olfato, Gosto, Tato e o último, mas não menos importante, a Mente. Acreditem ou não existem algumas provas cientificas que reputam certos afrodisíacos. Alguns pesquisadores admitem que diferentes espécies de ervas e de plantas são reconhecidas por incrementar o desejo sexual. Outros médicos utilizam ervas e produtos naturais em suas clínicas, eles acreditam que o produto natural, em combinação com um saudável estilo de vida, pode melhorar a vida sexual de cada indivíduo e tratar a impotência e a frigidez.

A comunicação pode revelar-se o melhor dos afrodisíacos, pois a informação dos recíprocos desejos traz a sintonia. A habilidade de se inter-relacionar com outra pessoa através do olhar, é sem duvida um impulso sexual.

 

Alimentação

 Não existe comprovação científica de que exista alimentos com qualquer tipo de componente que possa ter propriedades afrodisíacas, mas a crença lendária é proveniente da cultura grega. Um dos exemplos mais conhecidos são ovos de codorna devido à crença de que a codorna é um animal que copula diversas vezes em curto espaço de tempo, há quem acredite que este "vigor sexual" seria transmitido pelo espírito da codorna aos ovos por ela produzidos.

Outro exemplo de várias culturas é a crença de que alimentos com propriedades comprovadamente energéticas como o guaraná, a catuaba, o chocolate e o amendoim contribuirão para o desempenho em toda e qualquer atividade física ou até mesmo mental. Portanto, não é que estes alimentos energéticos propiciem estimulações sexuais, mas o fato é que se houver ato sexual, que também é uma atividade física, os alimentos energéticos proporcionarão mais energia para a prática, dependendo da quantidade consumida.

Há outros alimentos considerados afrodisíacos devido à criatividade de algumas pessoas que associam a semelhança no formato de alguns alimentos com o de órgãos sexuais feminino ou masculino (exemplos são o morango, a ostra e a banana). A combinação de várias reações sensoriais, a satisfação visual ao ver, a estimulação olfativa dos odores e a gratificação tátil conduz à um estado de euforia, favorável à expressão sexual. A bebida alcoólica é com certeza um afrodisíaco ímpar.

Especiarias

 

Açafrão - Possui propriedades estimulantes das zonas eróticas. Os estudos têm provado que há efeitos similares aqueles dos hormônios. Atenção ao seu consumo: doses excessivas provocam risadas incontroláveis.

Alcachofra - Há algo de ritualístico no processo de despir a alcachofra, removendo suas folhas uma a uma para molhá-las num molho de azeite, limão, sal e pimenta. Depois, para chegar ao “coração” da alcachofra abre-se uma região repleta de fibras, semelhantes a pêlos, para finalmente, saborear o que estas fibras encobrem.

Amêndoa - É uma semente fundamental na culinária árabe, pois é considerada um dos ingredientes mais sensuais, associada à paixão e à fertilidade.

Aspar - Por seu formato fálico, desde a Antigüidade foi considerado um dos maiores afrodisíacos. É rico em vitamina E.

Almíscar - Se trata de uma substância escura de odor muito ativo extraída de uma glândula sob a pele do abdômen dos cervos jovens que vivem no sudeste asiático. É apreciada pelas suas virtudes afrodisíacas. É reduzido em pó e parcimoniosamente espalhado sobre a comida (causa vertigens se usado em excesso). 

Aipo - O aipo contém as vitaminas A B C e minerais. É excelente para os músculos e ajuda a liquefação do sangue. Os antigos Romanos dedicavam o aipo ao deus Plutão, deus do sexo.

Baunilha - Possui efeitos eufóricos e pode ser consumida à vontade. Combate à astenia sexual, agindo no sistema nervoso central e, por meio do seu odor, age indiretamente como estimulante sexual.

Bebidas Alcoólicas - Além de dilatar os vasos sangüíneos, com moderação, o álcool desinibe, relaxa e alegra. Vale lembrar que o exagero pode ter efeito contrário. Como o Amaretto a base de amêndoas, acredita-se que é capaz de aumentar a libido. Uma dose é o ideal, mais que isso pode causar enjôo e reduzir o efeito afrodisíaco. Champanhe: é a mais apreciada das bebidas, sua propriedade afrodisíaca está relacionada com o exotismo que exerce a atração do brinde especial.

Berinjela - classificada como estimulante, especialmente quando combinada com outros ingredientes eróticos como alho, cebola, pimenta e várias especiarias.

Catuaba - Este afrodisíaco tipicamente nacional tornou-se conhecido internacionalmente. A planta, abundante no Brasil, é usada na forma de chás e tinturas. Acredita-se que suas propriedades estimulantes (como as do guaraná) atuem combatendo o stress e aumentando a disposição orgânica.

Cebola: têm sido atribuídos às cebolas, quase desde a pré-história, atributos afrodisíacos. Eles são mencionados em muitos textos clássicos sobre a arte de fazer amor.

Chocolate: aumenta a produção de serotonina (responsável pela sensação de bem-estar). É feito com cacau, açúcar e outras substâncias aromáticas. Desde os astecas é considerado poderoso afrodisíaco.

Coentro - As suas sementes secas têm efeitos eufóricos, especialmente nas mulheres. É utilizado em infusões com vinho. Todavia se recomenda aos homens para não abusarem desta substância, pois neles, pode causar efeitos opostos.

Cravo - É um dos mais potentes afrodisíacos naturais. Além disso, é muito eficaz para combater o cansaço mental, como também a perda de memória.

Damasco - É considerada fruta sensual principalmente pelo seu perfume, sua textura suave e suculenta e seu colorido.

Esclareia - Considerada como "a planta sagrada". Destaca-se como a planta da mulher em seu processo criativo, é afrodisíaco feminino, age contra a frigidez.

Figo - Segundo o imaginário erótico, sua polpa assemelha-se ao órgão genital feminino.

Guaraná - Sua fama como afrodisíaco viria do fato de que a planta apresenta propriedades tônicas e estimulantes que afastam o esgotamento físico e mental, aumentando a disposição geral do organismo.

Ginger - É utilizado em bebidas destinadas a despertar a sensibilidade. Ingerido com moderação, causa ímpeto salutar, em dose excessiva, irrita o intestino.

Mostarda - Estimula a ação das glândulas sexuais. Existem três qualidades de mostarda: preta, branca e amarela, proveniente da Índia. A mostarda conheceu um notável sucesso na Idade Média. 

Noz-moscada -  Não particularmente eficaz para as mulheres, mas para os homens tem a reputação de ser a melhor aliada. Provém da ilha de Banda, na Indonésia. 

Orégano - Em infusão é um bom agente excitante. 

Ostras - Possuem grandes quantidades de fósforo, iodo e zinco. Este último elemento ajuda na produção de testosterona, o hormônio masculino fundamental para a excitação sexual.

Ovo de esturjão - (caviar), provavelmente por ser um símbolo de fertilidade.

Pimenta de Cayenna - Contém uma grande quantidade de vitamina C. É também um agente excitante que estimula a circulação. 

Rábano - Sua polpa tem propriedade afrodisíaca.

Pinhões - Os pinhões têm reputação afrodisíaca por todo o Mediterrâneo e no Leste Europeu. Teriam a propriedade de manter o vigor durante a relação sexual. Podem ser servidos como aperitivos ou fazer parte de pratos afrodisíacos.

Romã - Na Europa ainda é considerado um fruto com poderes afrodisíacos.

Trigo: Uma das mais antigas formas de alimentação humana e, assim como o arroz, representa fertilidade. O formato da cabeça do trigo é fálico, daí a associação com o erotismo.

Tomilho - Erva que fornece óleo de poder anti-séptico. Da mesma erva igualmente se obtêm um tônico nervoso com efeitos afrodisíacos.

Uva - É uma fruta associada ao prazer, à fertilidade, a procriação. Atribui-se propriedades estimulantes e afrodisíacas as uvas não fermentadas.

 

Incensos

Almiscar – traz sensualidade e atração, tranqüilidade e segurança emocional.

Canela - Estimula a sensualidade e favorece os assuntos relacionados à união homem/mulher.

Dama-da-noite - Usavam ofertá-la a deusa do amor (Vênus). Propicia a paixão e atrai novos amores. Ativa o emocional. Ajuda a encontrar pessoas com a mesma afinidade.

Jasmim – Essa deliciosa flor é cultivada no mundo inteiro, mas é principalmente o jasmim espanhol a ser utilizado para aromatizar licores. Atenção: as sementes de jasmim são venenosas. 

Maçã-rosada – Símbolo máximo da tentação desde que Eva seduziu Adão. Possui propriedades estimulantes. Sua fama entre os rituais eróticos e de sedução é universal, era usada em inúmeras poções mágicas, filtros de amor e encantamentos.

Ópio-rosa – Desperta a sensualidade de forma envolvente e sutil. Proporciona êxtase e prazer, desperta a sensualidade de forma envolvente e sutil, proporciona êxtase e prazer.

Vetiver – É um forte afrodisíaco para os homens.

Ylang – Assim como o óleo de jasmim, a Aromaterapia considera o óleo obtido de suas flores um poderoso afrodisíaco, que estimula o apetite sexual aguçando os sentidos. Aplicado em massagens ou simplesmente vaporizado no ambiente, acredita-se que esse óleo essencial é capaz de maravilhas.

Patchouly - Estimulante sexual, antidepressivo e revigorante. Muito usado como afrodisíaco e atua contra impotência sexual masculina. Traz abundância e reativa a fertilidade.

Sândalo -  A destilação da madeira interna produz um óleo grosso e amarelado, de fragrância doce, picante, intensamente oriental. Na Aromaterapia, o óleo de sândalo é utilizado no tratamento de problemas ligados especialmente à impotência e frigidez. Por sua ação tônica e estimulante das funções sexuais, é considerado um afrodisíaco.

 

 

topo