Oyá, Senhora do Entardecer 
Microcosmo Místico
Microcosmo Místico

 

O Microcosmo, mundo pequeno, representado pelo homem. O Homem em sua viagem infinita, como partícula do Universo, participa da constante evolução do todo e de tudo e, no decurso dessa interminável trajetória evolutiva, percorre todos os reinos da Natureza (Mineral, Vegetal e o Animal), acumulando poder e sabedoria, através de experiências múltiplas até alcançar o grau suficiente que o habilita a evoluir na forma humana, quando já dispõe de uma inteligência básica capaz de poder usufruir da faculdade do Livre-Arbítrio, com a qual poderá fazer suas escolhas e assumir a responsabilidade de suas ações. Neste momento, sua evolução de um ritmo lento, mas constante, sofre uma mudança fundamental, pois ele é o gerador de seu progresso através de suas atitudes úteis ou nocivas. Sua vida e traçada por sua semeadura e sua colheita, aproveitada e absorvida. O homem tem a seu favor quatro planos de consciência ou expressão a serem desenvolvidos e equilibrados (físico, mental, emocional e intuitivo), através de sua inteligência e, toda a gama de energias do Macrocosmo. Nesta viagem o homem vai ser impulsionando a conviver com as energias dos quatro elementos que governam a natureza e com sua essência interior concluindo que em seu aprendizado não poderá ocorrer o retrocesso, pois sua meta final é o caminho da evolução e ascensão que é feita, individualmente, em grupos pequenos e grandes à nível universal.

 

O HOMEM

O homem é uma árvore do Macrocosmo. Os componentes principais da árvore são: as raízes, que ancoram ao solo e a abastecem com água e outros nutrientes, o tronco, galhos e folhas que formam seu corpo e o fruto, que contém as sementes com as quais a árvore se reproduz. A vida espiritual do homem também inclui raízes, um corpo, e frutos. As raízes representam à fé, nossa fonte de sustento e perseverança. Tronco, ramos e folhas simbolizam o corpo de nossa vida espiritual, nossas conquistas intelectuais, emocionais e práticas. O fruto é nosso poder de procriação espiritual – o poder de influenciar os outros, de plantar uma semente em um ser humano, nosso próximo, e vê-la brotar, crescer e dar frutos.

Raízes e corpo

As raízes são as partes menos formosa da árvore e a mais vital. Enterrada sob o solo, praticamente invisível, não possuem a majestade do corpo da árvore, o colorido de suas folhas nem o sabor de seus frutos. Mas sem as raízes, uma árvore não pode sobreviver. Além disso, a raiz deve se equiparar ao corpo, se o tronco e folhas de uma árvore crescem e se espalham sem um desenvolvimento proporcional às suas raízes, a árvore desabará sob seu próprio peso. Por outro lado, uma profusão de raízes proporciona uma árvore mais saudável e mais forte, mesmo se tiver um tronco esquálido e poucos ramos, folhas e frutos. E se as raízes são fortes, a árvore se regenerará mesmo quando seu corpo for danificado ou tiver os galhos cortados.

A fé é caracterizada por uma “simples” convicção e comprometimento com a essência do ser, carece da sofisticação do intelecto, das cores vivenciadas pelas emoções, ou do senso de satisfação que provém da realização. E a fé está enterrada no subsolo, sua verdadeira extensão oculta das outras pessoas, e até de nós mesmos.

Mesmo assim nossa fé, nosso comprometimento supra-racional a Deus, é o alicerce de toda nossa “árvore”. Dela brota o tronco de nosso entendimento, do qual brota o ramo de nossos sentimentos, motivações e atos. E embora o corpo da árvore também forneça parte de sua nutrição espiritual, a parte principal de nosso sustento espiritual provém de suas raízes, de nossa fé e comprometimento com nosso Criador.

Uma alma pode desenvolver um tronco majestoso, ramos numerosos que se espalhem para todos os lados, lindas folhas e frutos deliciosos. Porém esses devem ser igualados, na verdade suplantados, por suas “raízes.” Sobre a superfície, pode haver muita sabedoria, profundidade de sentimentos, experiência abundante, copiosas realizações e muitos discípulos, mas se estes não estiverem seguros e vitalizados por uma fé e engajamento ainda maiores, será uma árvore sem raízes, fadada a desabar sob seu próprio peso.

A árvore deseja se reproduzir, espalhar suas sementes o mais longe possível, para que enraízem em locais distantes e diversos. Mas o alcance da árvore é limitado à extensão de seus ramos. Deve, portanto, buscar outros “mensageiros” com mais mobilidade para transportar suas sementes, desta forma, a árvore produz os frutos, nos quais as sementes estão envoltas em polpas e sucos saborosos e coloridos. As sementes por si mesmas não despertariam os interesses dos animais e do homem, porém com seu envoltório atraente, não há falta de “fregueses” que, após consumirem o fruto externo, depositam a semente naqueles locais distantes e variados onde a árvore deseja plantar sua semente.

Quando nos comunicamos com outras pessoas, usamos diversos meios para tornar nossa mensagem atraente. Nós a reforçamos com sofisticação intelectual, impregnamos com molho emocional, vestimos com palavras e imagens coloridas. Mas deveríamos ter em mente que isso é apenas o envoltório – o “fruto” que contém a semente. A própria semente não tem sabor – o único modo pelo qual podemos verdadeiramente causar impacto nos outros é transmitindo nossa própria fé simples naquilo que estamos lhes dizendo, nosso simples comprometimento à causa que estamos defendendo.

Se a semente lá estiver, nossa mensagem criará raízes em suas mentes e corações, e nossa própria visão será enxertada na deles. Porém se não houver semente, não haverá descendentes de nossos esforços, não importa quão saborosos sejam nossos frutos.

Para fortalecer a semente Deus presenteou o Homem, ou essa Árvore, com dons divinos que podem ser chamados de Faculdades Espirituais, pois quando o homem nasceu e deu seu primeiro vagido no plano terreno como encarnado, entrou em um processo de aprendizado e evolução, de acordo com seu livre arbítrio. Contudo, o homem nunca se desfez completamente de seu contato com a força divina. Se quiser progredir em direção ao coração dos mistérios do Cosmos, seu caminho consiste na meditação e na realização do silêncio, da pequena voz, do Deus interior, porque todos os mistérios da eternidade jazem dentro de seu coração. Nenhum livro pode ensinar-lhe, embora em livros possa ser encontrado estímulo mental. A sabedoria chega através do coração. Assim, para conhecer Deus, você deve aprender a viver mais abundantemente, você deve saber saborear a vida na sua plenitude. Participe das alegrias e tristezas de seus companheiros, e, embora mantendo seu próprio equilíbrio, chore quando eles chorarem e sorria quando eles sorrirem, “seja um com eles”. Você ficará espantado com o que eles têm para lhe ensinar. Não recue deste contato com a humanidade, mas experimente ver a beleza debaixo da vulgaridade e da crueldade.

Não esqueça que, sua vida é governada pela lei e você acha-se exatamente no lugar e nas circunstâncias que você escolheu. Você dirá. “Eu nunca teria escolhido esta vida.” Isto é discurso do eu exterior, a mente mortal. O eu real, o divino espírito interno, conhece as necessidades de sua alma. Pense neste impulso divino como uma luz radiante sempre guiando sua alma no caminho. Nenhum momento de seu tempo necessita ser desperdiçado. A finalidade total de sua vida é o desígnio atrás de cada experiência humana, é o progresso e o desenvolvimento de sua alma. Na atualidade um grande auxílio está sendo enviado ao homem. O espírito humano está sendo estimulado por um afluxo de poder e luz e amor do mundo espiritual. Um grande ímpeto varre a humanidade. Alguns têm experimentado a iniciação e sabem que ela traz uma expansão de consciência e fornece uma visão do futuro e o desejo de viver de tal modo que o indivíduo se torne harmonizado com o espírito, de modo que a alma possa mais rapidamente penetrar no reino dos céus.

Entretanto, a média da humanidade permanece ainda inconsciente dos mundos espirituais que interpenetram a vida física. Uma pesada cortina obscurece a visão do homem de modo que, incapaz de registrar o espiritual, ele é consciente apenas das coisas que pode perceber através dos sentidos físicos. Quando nos damos conta da existência daquela parte divina dentro de cada um de nós, quando descobrirmos com a emoção mais profunda do coração que essa divindade íntima quer que desvendemos as esferas superiores de nossa Consciência, enfim, quando em nossas viagens internas começamos a responder à inteligência do nosso Mestre Interior.

 

O Homem e sua Natureza

O Homem foi criado à semelhança de Deus, porém sua natureza é muito complexa. Passar-se-ão infinitos anos e a sabedoria conjugada com a inteligência dos mais variados ramos de pesquisadores não a definirá, pois a mesma faz parte de um grande mistério – A CRIAÇÃO. O Homem foi presenteado na sua criação com vários atributos, sendo os principais: Sabedoria, Inteligência e Livre Arbítrio. Estes três atributos levam o homem a viver suas fases de vida que são: Nascimento – o início de tudo. Infância – momento onde o homem cria suas próprias bases.  Maturidade - Fase da comunhão com as outras pessoas. Velhice - Fase de reflexão, sabedoria. Morte - Tempo do término para um novo início e a equilibrar ou não seus quatro planos primordiais que fazem parte de sua Natureza Oculta e tem correspondência com os quatro elementos da natureza:

Plano Físico

O corpo é o invólucro físico dos aspectos não físicos do ser. É onde se manifestam os sintomas físicos dos conflitos não resolvidos.  A harmonização neste Plano ajuda a desfazer os tabus que formam as emoções reprimidas. Assim, pode ocorrer grande melhora em dores e moléstias crônicas através do desbloqueio de energias, do relaxamento e da maior aceitação de si, de seu meio ambiente e o incentivo para a busca de realizações.

Plano Mental

O aspecto mental é a parte do ser que contém a programação que cria os processos de pensamento no corpo físico, entre eles nossas lógicas pessoais e nossas crenças. É necessário adquirir a conscientização dos vários comportamentos que não fazem parte de sua verdadeira natureza. A harmonização nesse Plano devolve ao indivíduo o modo original de se ligar à vida.

Plano Emocional

O aspecto emocional é a parte do ser que contém a programação que cria os sentimentos expressos através do corpo físico. A harmonização desse plano tem por objetivo cicatrizar feridas do passado para integrar-se à vida adulta e ao superar as partes obscuras da personalidade, chegar a uma compreensão clara da própria vida. Como resultado, o indivíduo se apropria de sentimentos e emoções adormecidos, como alegria e criatividade.

Plano Intuitivo

Aspecto espiritual é uma parte da nossa mente. É o aspecto não programado do ser, cheio de qualidades entre elas, a intuição. Esta parte existe em todo ser humano, contendo um estado de tranqüilidade e equilíbrio, onde a mente é calma e as emoções estão em paz. Harmonizado este Plano o Homem revela simplesmente um estado de auto-aceitação, conseguindo entender o equilíbrio entre os mundos físico e espiritual.

 

 

Anatomia Humana

O corpo humano é uma máquina biológica complexa, cujo funcionamento e constituição é quase inteiramente idêntico ao funcionamento e constituição dos corpos de outras espécies de animais, particularmente aquelas que estão evolucionariamente mais próximas do Homem (os mamíferos, entre estes os primatas e entre estes os macacos antropóides). A fisiologia, para uma melhor compreensão do funcionamento do corpo humano, divide o organismo em diversos sistemas ou aparelhos, constituídos por órgãos que funcionam em conjunto para realizar uma determinada função. O corpo reflete o que está ocorrendo no nível consciente e inconsciente e a mente usa símbolos particulares e desenhos para se comunicar e, esses desenhos se manifestam através de moléstias, enfermidades ou acidentes.

Aprendendo a linguagem que está sendo usada, é possível entender o que está sendo comunicado. E necessário aceitar que as expressões exteriores de nossas vidas são um reflexo direto de nossas experiências interiores. Em outras palavras, nós somos o que pensamos e, se nós casualmente, analisarmos todas nossas enfermidades, normalmente não terão muito sentido, mas se  forem observadas em conjunto com a atitude de que o corpo expressa exteriormente e nossos conflitos interiores, é possível aprender a linguagem que está sendo usada, então surge à compreensão, isto é, o relacionamento corpo-mente trabalhando.

O desconforto físico é o último recurso: depois de tudo, nós não podemos querer, realmente, nos machucar ou sofrer. Quando problemas físicos surgem é o momento de observarmos a advertência do corpo, sinalizando aspectos  em nosso ser com os quais não estamos de acordo. As sensações observadas no lado direito do corpo são relacionadas às doenças físicas, no lado esquerdo o aspecto é emocional, na frente do corpo são energias positivas que estamos absorvendo e nas costas energias negativas que magnetizamos.

O nosso organismo é formado por células, órgãos e sistemas que desempenham funções específicas, mas, complementares. É dividida em duas, a Anatomia setorial que divide a estrutura corpórea em grupos: cabeça e pescoço, membro superior, tórax e abdômen, coluna vertebral, pelve e períneo e membro inferior e Anatomia sistemática que divide a estrutura corpórea em sistemas: cardiovascular, digestivo, endócrino, imunológico, tegumentar, linfático, muscular, nervosos, reprodutor, respiratório, ósseo e excretor.

Somos constituídos dos seguintes sistemas: nervoso - endócrino - respiratório - cardiovascular - digestivo – gênito/urinário - muscular.

SISTEMA NERVOSO - é o mais complexo no que se refere às funções e às atividades. Coordena todas as atividades orgânicas, conduzindo sensações e idéias para o espírito e do espírito, serve como elemento adaptador do organismo às condições do momento.

SISTEMA ENDÓCRINO - é formado por glândulas que secretam hormônios: hipotálamo, hipófise, tireoide, paratireoide, supra-renais, pâncreas, epífise, ovários (mulher) e testículos (homem). Hipófise e hipotálamo - estão divididas no interior do crânio e elaboram diversos hormônios que participam do: - desenvolvimento do indivíduo. - controle da secreção dos hormônios produzidos pelas supra-renais, tireoide, ovários, testículos, etc.Pineal - situada no interior do crânio. A sua função não está devidamente esclarecida

Tireoide - localizada no pescoço. Interferem no psiquismo, freqüência cardíaca, peso ponderal, tensão arterial, etc.

Paratireoide - são em número de quatro e estão ao nível do pescoço. Regulam o metabolismo do cálcio.

Supra-renais - localizadas no abdome, estão alojadas na parte superior do rim e exercem múltiplas funções: controle da pressão arterial influencia o psiquismo, regula o peso ponderal, etc.

Pâncreas endócrino - localizado no abdome, produz a insulina que participa do metabolismo da glicose.

Ovários - situados bilateralmente no abdome, elaboram os hormônios que asseguram os caracteres sexuais femininos.

Testículos - são em número de dois; produzem o hormônio responsável pelos caracteres sexuais masculinos.

 

SISTEMA RESPIRATÓRIO - É formado pelos seguintes componentes: fossas nasais, laringe, traqueia, brônquios e pulmões.

Função:

  1. a) absorção do oxigênio proveniente da atmosfera;
  2. b) transformar o sangue venoso enviado pelo coração em sangue arterial.
  3.  

SISTEMA CARDIO VASCULAR - constituído pelo coração e vasos sanguíneos. O coração é formado por quatro cavidades: aurícula direita, ventrículo direito, aurícula esquerda e ventrículo esquerdo. A fisiologia cardíaca é composta pela sístole e diástole. Durante a sístole (fase de contração), o sangue arterial é enviado para todo o organismo garantindo a vitalidade dos órgãos e o sangue venoso é impulsionado para os pulmões. Na fase de diástole (fase de relaxamento), ocorre o enchimento das cavidades cardíacas. Sintetizando: sístole- esvaziamento, diástole- enchimento.

SISTEMA DIGESTIVO - é formado pelos órgãos: boca, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, pâncreas, fígado e vesícula biliar.

Boca - A digestão inicia-se nesta cavidade, quando os alimentos são submetidos à ação das enzimas.

Esôfago - possui a função de transportar alimentos para o estômago.

Estômago - realiza a digestão, armazenamento e produção do suco gástrico.

Intestino Delgado - participa da digestão dos alimentos e contribui decisivamente para a absorção das substâncias nutritivas, ou seja, encaminhando-as para o sangue.

Intestino Grosso - tem a função principal de armazenar o bolo fecal e excretá-lo.

Fígado - é uma glândula que exerce múltiplas atividades:

  1. a) transformação das substâncias
  2. b) armazenamento da glicose
  3. c) metabolismo do colesterol
  4. d) produção de bile
  5. e) produção de substâncias que participam da coagulação sanguínea.

Divisão anatômica do abdome. É dividido em regiões, visando localizar a situação topográfica dos órgãos:

Vesícula biliar - órgão localizado no abdome. Armazena a bile temporariamente, a qual será encaminhada para o intestino delgado.

Pâncreas exócrino - produz suco pancreático rico em água e enzimas que participam da digestão dos alimentos.

Sistema Gênito-urinário - tem os seguintes componentes:

Urinário - formado pelos rins, bexiga e uretra. Elabora a urina, que é um veículo de excreção das substâncias tóxicas ou em excesso, existentes no sangue.

Genital - No sexo feminino encontramos: ovários, trompas, útero e vagina. No masculino, detectamos os testículos, os epidídimos, vesículas seminais, canais deferentes e próstata. Em ambos os sexos, desempenham a função de reprodução.

SISTEMA MUSCULAR - Os músculos são os órgãos ativos do movimento. São eles dotados da capacidade de contrair-se e de relaxar-se, e, em conseqüência, transmitem os seus movimentos aos ossos sobre os quais se inserem, os quais formam o sistema passivo do aparelho locomotor. O movimento de todo o corpo humano ou de algumas das suas partes - cabeça, pescoço, tronco, extremidades deve-se aos músculos. De músculos estão, ainda, dotados os Órgãos que podem produzir certos movimentos (coração, estômago, intestino, bexiga etc.). A musculatura toda do corpo humano pode, portanto, dividir-se em duas categorias:

1) Os músculos esqueléticos, que se ligam ao esqueleto; estes músculos se inserem sobre os ossos e sobre as cartilagens e contribuem, com a pele e o esqueleto, para formar o invólucro exterior do corpo. Constituem aquilo que vulgarmente se chama a "carne" e são comandados pela vontade.

2)  Os músculos viscerais, que entram na constituição dos órgãos profundos, ou vísceras, para assegurar-lhes determinados movimentos. Estes músculos têm estrutura "lisa" e funcionam independentemente da nossa vontade.

Uma categoria à parte é constituída pelos músculos cutâneos, os quais se inserem na pele, pelo menos por uma das suas extremidades. No homem, esses músculos são pouco desenvolvidos e são encontrados, na sua maior parte, na cabeça e no pescoço (músculos mímicos), mas são super desenvolvidos nos animais.

 

Anatomia Oculta/Energia Espiritual   

É a força que emana do espírito e é determinante do decurso de vida do ser humano sobre a Terra.  A Energia Espiritual tem relação com a energia magnética, pois as duas realizam funções interligadas, a magnética mantém a estrutura dos campos elétricos e energéticos, formadores da matéria, e a espiritual ativa as funções orgânicas e vegetativas do corpo.   A perda da energia magnética no conjunto vital é uma conseqüência do desequilíbrio espiritual, que poderá se refletir com o surgimento das disfunções orgânicas. Se o problema for percebido de início, bastará a reposição das energias que se reflitam no corpo bioenergético, através de Terapias Alternativas e, logo estará restabelecido o equilíbrio, cessando a perturbação. Entretanto, se o desequilíbrio da energia magnética e espiritual atingirem o sistema nervoso pode gerar algumas doenças físicas e, se levados a outros sistemas, é provável a ocorrência de distúrbios neurológicos.

Se o ser humano fosse desprovido de energia espiritual seria igual a todos os demais animais, inteligentes, vivazes, mas sem a capacidade de compreensão, que difere o homem dos animais. Existe outra energia que muito influencia a psique e o estado emocional do ser humano, que é a energia-ambiente. Essa energia não faz parte do conjunto de energias formadoras do indivíduo, mas atua como condicionadora. Daí se dizer, muito apropriadamente, que o Homem é um produto do meio.   A energia ambiente forma-se, como um campo magnético, pela energia emanada de cada um dos membros da coletividade, podendo ser positiva ou negativa, conforme as atitudes de solidariedade ou não de seus componentes.  Além disso, notam-se as diferenças entre as latitudes norte e sul, porquanto as latitudes norte têm etnias mais desenvolvidas e ricas do que as etnias de latitudes sul, que são na prática decorrentes de maior acúmulo da energia geradas pelo campo magnético terrestre, que se desloca continuamente do pólo sul para o pólo norte.

 

Anatomia Oculta do Homem  - O homem e seus Sete Corpos 

Deus colocou o Homem no Centro do Macrocosmo, soprando-lhe a centelha Divina, que se constitui na essência de sua vida interior. Apesar de ser o homem composto de matéria e espírito, seu corpo é somente o invólucro material dessa faísca Divina. Criando o homem apenas à Sua imagem, Deus deixou-o livre para escolher caminhos e para transcender a si mesmo, a suas contradições internas, suas inclinações, sendo capaz de atingir as alturas e as profundezas espirituais. Deixou-o livre para se afastar ou se aproximar Dele. No homem, a busca de si mesmo, de seu “eu verdadeiro”, inicia-se com o primeiro vislumbre de consciência e perdura até o último fôlego.

Todo homem anseia imbuir sua existência de sentido e objetivo, mas a realidade física em sua volta, bem como seus medos e desejos, interferem em sua percepção. Às vezes, ao acelerar o ritmo de sua vida para obter as coisas que deseja, acaba relegando para um segundo plano a procura do eu verdadeiro, não percebendo que pode aprender que a realidade é um todo no qual o visível e o invisível, o material e o espiritual se misturam e se unem. Nossa alma é repleta de sabedoria, mas ao nascimento, um anjo “arquiva” todo esse conhecimento em nosso inconsciente. E, assim, no decorrer da vida devemos “reaprender” esta sabedoria, transformando-a em realizações.

O homem criado à “imagem de Deus” é um Microcosmo de Seus poderes, e as qualidades básicas da mente e da emoção humana são o reflexo das “Qualidades” usadas por Deus para criar e governar Sua criação. As faculdades mentais do homem refletem o Intelecto que Deus usou para criar o mundo e, desta forma, o homem tem a capacidade de compreender as leis e a lógica da Criação.

A Espiritualidade ensina que a busca do “eu verdadeiro” deve trilhar o caminho da alma, pois esta é a verdadeira essência do homem, sua parte infinita, seu eu inapreensível. É quem nos dá a vida. É o centro espiritual, a parte do ser que ama, sente, percebe. É a fonte de energia inesgotável que permite criar, verbalizar, conectar-se com os outros em nossa volta e se manifesta através da mente, das emoções e dos atos. O homem é  composto das mesmas “forças fundamentais”, da mesma “matéria prima” através das quais Deus deu forma e conteúdo à Sua Criação.

A alma do homem – a Centelha Divina é o “cordão umbilical” que transcende todos os universos, e nos liga ao Infinito, Portanto, pode-se dizer que a alma do homem é o “cabo condutor” através do qual fluem e se individualiza a Vida.

O homem está ligado a um sistema de mundos superiores, apesar de este sistema não lhe estar revelado. Cada um de é composto por fluxos espirituais de energia que definem nossa personalidade. Através de nossas ações e como resposta a estas, que estabelecemos (ou não) um equilíbrio entre o espiritual e o material nossa mente e nossas emoções, assim como entre nós e o mundo que nos cerca. A jornada mística da busca do ‘eu verdadeiro’ se inicia com a conscientização deste fato espiritual da vida.

O ser humano é regido por um campo eletromagnético ao redor do corpo material e conseqüentemente dos outros corpos supra- físicos, que perfazem um total de 32, em realidades dimensionais distintas, todos ligados à essência do EU SOU. Esses corpos sustentam uma linha tênue, mas poderosa de energias eletromagnéticas, que têm conotação de interpelação dos campos de sustentação da alma dentro da materialidade, nos diferentes níveis de energia. Ou seja, sabemos que pelas descobertas científicas, já foram registrados sete corpos sombreados nos estudos dos átomos e de seus núcleos e diversas partículas que eles emitem. Portanto, os corpos sutis de um ser humano, planta, animal e cristais, universo da antimatéria. A interação de campos de ondas e partículas de energia pode ser medida e, também confirmado. Isso demonstra que o ser humano depende de uma energia de sustentação sutil, que provém de uma realidade sutil, intangível aos olhos e equipamentos comuns de medição, mas que já foram dimensionados em aparelhos de ultima geração dentro dos aceleradores de partículas.   Portanto a emissão de energia dos corpos sutis tem uma ação direta sobre o corpo material físico com o qual denominamos a nossa realidade existencial. Assim as trocas de energias, entre o corpo físico, astral, emocional, duplo etérico, mental inferior, mental superior, tela búdica, corpo átmico, corpo causal e morontial, são realidades ainda   pouco explicadas, mas aceitas dentro da comunidade espiritualizada e em muitas linhas filosóficas e religiosas.

Sabe-se que toda vez que um corpo sutil fica sobre a ação de energias mais densas, existe uma resposta direta e correlata do corpo físico material. Assim podemos explicar inclusive a ação das curas e cirurgias espirituais que ocorrem em milhares de centros espíritas e dentro do próprio Reiki, Cura Quântica, e outras modalidades de tratamentos com energias sutis. Ocorre, portanto, uma interação de energias eletromagnéticas não mensuradas, mas eficazes.

Particularmente nos seres humanos, estas manifestações energéticas que vibram numa freqüência acima da velocidade da luz representam à expressão da personalidade, os sentimentos, os pensamentos e os aspectos espirituais.

Corpo Físico

O instrumento para manifestação, experimentação e aprendizagem no mundo físico. Corpo e meio físico pertencem à mesma dimensão eletromagnética, é formado por células e essas células se renovam a cada sete anos. Nascem, crescem, alimentam-se, reproduzem-se e desencarnam (sua contraparte astral perde a contraparte material) e se (ou seja, conquistam através da atração e da sintonia outra matéria similar à anterior). Em alguns casos isso ocorre muito mais rapidamente do que sete anos (cicatrização).

Os neurônios são as únicas células que não sofrem essas modificações. Elas crescem, mas se forem lesadas ou morrerem, não se recompõe e não reencarnam. Eles não se tocam, a comunicação é feita através de impulsos de energia, porque eles não pertencem ao corpo físico, mas ao corpo astral. Eles formam o sistema nervoso: central (atividades mentais conscientes – nervos motores); simpático/autônomo (atos involuntários) e parassimpático (estimula as glândulas internas).

O cérebro (maior concentração dos neurônios) córtex cerebral, encéfalo e tálamo que fica na base em cada hemisfério – é ovalado e é o ponto que permite que se conscientizem as sensações recebidas pelo córtex. Funciona (como um interruptor-sono, anestesia).

É amplamente sabido que há um mecanismo no cérebro que faz com que subestimemos os efeitos de nossas próprias ações. Os estudiosos acham que a chave para entender o fenômeno é o fato de que o cérebro, ao perceber algum movimento, se prepara para ordenar uma resposta física. Esse “alerta”, porém, faz com que a própria resposta seja exagerada. O cérebro dá muita importância aos laços sociais. Por estudos, já foi constatado que a rejeição causa a mesma reação no cérebro que a dor. Neurônios de dor e rejeição são compartilhados, a qual mostra que uma área chave do cérebro se salienta quando a rejeição ocorre, bem como a todos os sentimentos desagradáveis, causados pela dor física. A dor psicológica nos humanos, especialmente o luto e a solidão, segundo os cientistas, podem dividir os mesmos neurônios usados para elaborar a dor física. Cada cérebro é diferente em formato, tamanho e organização. Cada cérebro lida com o raciocínio e com o aprendizado de uma palavra de forma diferente. “A execução dessas funções envolve um complexo circuito cerebral.” O cérebro humano é dividido em dois hemisférios: o encéfalo que é o nosso lado esquerdo, responsável pelas resoluções puramente concretas, lógica pura, e o parencéfalo que é o hemisfério direito, que atua com o plano sutil do invisível, das realidades paralelas. Com o aumento da freqüência Shumann, temos uma nova mudança de ativação neurológica que obriga a pessoa a ter uma ativação do hemisférico intuitivo, o que explicaria o aumento global da mediunidade e sensitividade para com as realidades sutis.

As vias nervosas comunicam o cérebro ao restante do corpo. As vias principais têm mão única – cérebro/corpo/corpo-cérebro. As vias secundárias se cruzam (e podem se embaralhar, criando doenças como tumores). As concentrações desses cruzamentos formam os Plexos, que tem ligação direta com as principais glândulas do corpo físico.

Corpo Etérico ou Vital

No momento em que a pessoa se torna ciente do seu corpo por dentro, o segundo corpo automaticamente surge à vista. O segundo corpo será conhecido pelo lado de fora agora. Se você conhecer o primeiro corpo pelo lado de dentro, então se tornará ciente do segundo corpo pelo lado de fora. O segundo corpo, o corpo etérico, é como fumaça condensada. Você pode passar através dele sem qualquer impedimento, mas não é transparente; você não pode olhar para dentro dele do lado de fora. O primeiro corpo é sólido. O segundo corpo é exatamente como o primeiro no que tange à forma, mas não é sólido.

Quando o primeiro corpo morre, o segundo permanece vivo por 13 dias. Ele viaja com você. Então, depois de 13 dias, ele também morre. Ele se dispersa, evapora. Se você chega a conhecer o segundo corpo enquanto o primeiro ainda está vivo, pode se tornar ciente deste acontecimento. O segundo corpo pode sair do corpo. Às vezes, em meditação, este segundo corpo vai para cima e para baixo, e você tem a sensação de que a gravidade não age sobre você; você deixou a terra. Mas quando abre os olhos, está no chão, e sabe que esteve lá o tempo todo. Essa sensação de que você subiu acontece por causa do segundo corpo, não do primeiro. Para o segundo corpo, não existe gravidade, então no momento em que conhece o segundo, você sente  uma  certa liberdade que era desconhecida para o corpo físico. Agora você pode ir para fora do seu corpo e voltar. Agora pode se tornar ciente do seu segundo corpo pelo lado de dentro, exatamente como se tornou ciente do primeiro por dentro. Fique ciente do seu funcionamento interior, do seu mecanismo interior, da vida interior. Na primeira vez que tentar, será difícil, mas depois disso você sempre estará dentro de dois corpos: o primeiro e o segundo e  seu ponto de atenção agora estará, para dois reinos, duas dimensões. O corpo vital está constituído por quatro éteres: éter químico, de vida, luminoso e refletor:

- Éter Químico: As forças que produzem a assimilação e a excreção trabalham por meio dele, é o processo pelos quais, diferentes elementos nutritivos do alimento se incorporam ao corpo da planta, do animal e do homem. Essas forças não atuam cega ou mecanicamente, mas de uma forma seletiva, realizando assim a sua finalidade que é o crescimento e a manutenção do corpo. A excreção é efetuada por forças da mesma índole, por meio das quais são expulsos os materiais contidos nos alimentos, que são impróprias para o corpo, ou são expulsos os que já prestaram toda a sua utilidade possível e que, portanto, devem ser eliminados do sistema. Esses processos, como todos os demais que são independentes da vontade do homem, são sábios, seletivos e não puramente mecânicos em sua atuação.

- Éter de Vida: Assim como o éter químico é o condutor ou meio de atuação das forças que têm como finalidade a manutenção da forma individual, o éter de vida é o meio de operação das forças que têm como meta a manutenção das espécies, a força de propagação. O éter de vida tem pólos positivos e negativos. As forças que trabalham através do pólo positivo são as que atuam na fêmea durante o período de gestação, tornando-a assim capaz de efetuar o trabalho ativo e positivo de formar um novo ser. Por outro lado, as forças que trabalham pelo pólo negativo do éter de vida tornam o macho capaz de produzir o sêmen.

- Éter luminoso: Este éter é também positivo e negativo e as forças que atuam pelo seu pólo positivo são as que geram o calor do sangue dos animais superiores e do homem, as que os convertem em fontes individuais de calor. As forças que atuam pelo pólo negativo do éter luminoso são as que operam através dos sentidos, manifestando-se como função passiva da visão, audição, tato, olfato e paladar. São também os que constroem os olhos e os conservam. Nas plantas, as forças que atuam pelo pólo positivo do éter luminoso produzem a circulação da seiva. No inverno, quando o éter luminoso não está carregado de luz solar como no verão, a seiva deixa de correr até o estil. As forças que atuam pelo pólo negativo do éter luminoso depositam a clorofila e dão cor às flores.

- Éter Refletor: A imagem mental de uma casa, gerada pela mente do arquiteto, pode ser recuperada, tomando-a da memória da natureza, ainda mesmo depois de falecido o arquiteto. É que todo conhecimento deixa após se uma destrutível imagem neste éter refletor. Assim como as samambaias gigantescas da infância da Terra deixaram sua marca no carvão petrificado, assim como a marcha dos glaciais que podem ser observadas pelos sinais que deixa nas rochas, assim os pensamentos e atos dos homens ficam gravados indelevelmente pela natureza no éter refletor no qual o clarividente treinado pode ler sua história ou uma exatidão proporcional à sua habilidade. O éter refletor é assim denominado por mais uma razão: as recordações ou imagem que nele se encontram são apenas reflexos da memória da natureza. A memória da natureza encontra-se em um reino muito mais elevado. Nenhum clarividente desenvolvido dá importância à leitura deste éter, porquanto as imagens que ele apresenta são obscuras e vagas, comparadas com as que encontram no reino superior. Lêem neste éter os que geralmente não podem fazer outra coisa ou que na realidade não sabem onde estão lendo. Em geral, os psicômetras e médiuns obtêm neste éter as suas informações. Até certo tempo, também os estudantes das escolas ocultistas, nos primeiros passos do caminho do desenvolvimento, observam este éter refletor, mas sempre o seu instrutor o previne da influência deste éter como meio de adquirir informações exatas, evitando assim que venha a tirar conclusões errôneas. Este éter é o agente pelo qual o pensamento faz impressão sobre o cérebro humano.

Neste corpo encontramos os sete principais centros de energia denominados “Chakras”. Estes centros estão ligados pelos meridianos médios da acupuntura, ou condutores de energia, do corpo físico: o vaso da concepção, que se encontra na parte da frente, e o vaso governador, que percorre a medula espinhal pela parte de trás. Os Chakras estão ligados uns aos outros por canais energéticos sutis, na Índia, chamados, Nadis.

Corpo Astral ou Corpo de Desejos

Este veículo é um corpo mais sutil que o etérico e nele tem sua vivenda os sentimentos e as emoções. Nas horas de vigília, envolve completamente o corpo denso, tendo a aparência de um ovoide luminoso; quando projetado para fora do corpo físico, assume a mesma forma deste. Durante o sono normalmente abandonamos temporariamente a parte densa do corpo físico, utilizando-nos do corpo astral como veículo. Porém, o homem comum e corrente não é consciente do que lhe sucede no mundo astral enquanto dorme em seu corpo físico. Muitas vezes recorda-se parcialmente e dirá que “sonhou”. O Homem que deixa o corpo físico pelo exercício de sua própria vontade o deixa com plena consciência e conhece   conseguinte tudo o que o rodeia no mundo astral. Então, utiliza o corpo astral como veículo, como utiliza o corpo físico, tornando-se capaz de estudar os fenômenos do mundo astral tão claramente como quando em seu corpo de carne e osso estuda os fenômenos do mundo físico. Diz-se que o homem está desperto no mundo astral quando é capaz de se valer de seu corpo astral como veículo operante de sua consciência, quando observa e discerne os fenômenos astrais como qualquer um de nós pode observar e discernir os fenômenos do mundo físico. Neste corpo existe certo número de centros sensoriais (Chakras) que na maioria das pessoas se encontra em estado latente. Na grande maioria das pessoas estes Chakras são simples redemoinhos e não tem qualquer atividade como meio de percepção. No clarividente involuntário, desenvolvido no sentido negativo e impróprio, esses vórtices de energia giram na direção oposta à dos ponteiros do relógio. No corpo de desejos de um clarividente voluntário, devidamente desenvolvido, gira na mesma direção dos ponteiros do relógio. Esta é uma das diferenças fundamentais entre um médium e um clarividente devidamente desenvolvido. Diferenças que trazem implicações sérias do ponto de vista evolutivo do ser humano. No ser humano comum e corrente, o corpo de desejos é quase completamente desorganizado, sombrio e de natureza lunar, impossibilitando o indivíduo de usufruir de uma série de experiências conscientes. Num ser completamente desenvolvido, este corpo é de natureza solar, eletrônica, tendo sido elaborado de forma consciente, através de grandes esforços. Tal corpo lhe possibilitara experiências transcendentais como a saída consciente em corpo astral.

Corpo Mental

O quarto corpo é absolutamente sem paredes. De dentro do terceiro corpo, não existe sequer uma parede transparente. É simplesmente uma fronteira, sem paredes, então não há dificuldade em entrar e não há necessidade de métodos. Então, aquele que atingiu o terceiro, pode atingir o quarto muito facilmente.

Mas para ir além do quarto, existe tanta dificuldade quanto havia em ir além do primeiro, porque agora o mental cessa. O quinto é o corpo espiritual. Antes que ele possa ser alcançado, existe uma parede, mas não no mesmo sentido que a parede entre o primeiro e o segundo. A parede agora é entre diferentes dimensões. É de um plano diferente.

Os quatros corpos mais baixos estão todos relacionados a um plano. A divisão era horizontal. Agora é vertical. Então a parede entre o quarto e o quinto é maior do que entre quaisquer dos corpos mais baixos – porque nossa maneira comum de olhar é horizontal, não vertical. Nós olhamos de um lado para outro, não de baixo para cima. Como olhar para cima? Qual é o caminho? Você deve ter ouvido que, em meditação, os olhos têm de estar olhando para cima, para o ajna chacra. Os olhos têm de estar focalizados para cima como se você fosse enxergar dentro do seu crânio. Olhos são apenas simbólicos. A questão real é de visão. Nossa visão, nossa faculdade de enxergar, está associada aos olhos, então os olhos se tornam o meio através do qual até mesmo visão interior acontece. Se você  vira os olhos para cima, então a sua visão também vai para cima.

Então, no quarto corpo, a sua consciência tem de se tornar como fogo – indo para cima. Existem muitas maneiras de conferir isso. Por exemplo, se a mente está fluindo em direção ao sexo, é exatamente como a água fluindo para baixo, porque o centro do sexo está embaixo. No quarto corpo, a pessoa deve começar a direcionar os olhos para cima, não para baixo.

Se a consciência deve ir para cima, ela tem de começar de um centro que está acima dos olhos, não abaixo dos olhos. Existe apenas um centro acima dos olhos a partir do qual o movimento pode ser ascendente: o ajna chacra. Agora os dois olhos têm de olhar para cima, em direção ao terceiro olho. O terceiro olho tem sido lembrado de muitas formas. E no momento em que os seus dois olhos olham para cima em direção ao terceiro olho, um grande fogo é criado no centro, existe uma sensação de queimação ali. O terceiro olho está começando a se abrir e tem de ser mantido fresco. Então, na Índia, é usado creme de sândalo. Ele não apenas é fresco; também tem um perfume particular relacionado ao terceiro corpo e à sua transcendência. O frescor do perfume e o local em particular onde é  colocado, se torna uma atração para cima, uma lembrança do terceiro olho. Se você fecha os olhos e eu coloco meus dedos no local do seu terceiro olho, não estou realmente tocando o terceiro olho, mas você começará a senti-lo. Mal e mal um toque, apenas um suave pressionar. Então, o perfume, o delicado toque dele e o seu frescor é o suficiente. Então a sua atenção está sempre fluindo dos seus olhos para o terceiro olho.

Então, para atravessar o quarto corpo, existe apenas uma técnica, um método, e esse é olhar para cima. Mas, primeiro, os quatro primeiros corpos têm de ser atravessados. Somente então isso pode ser útil, do contrário não. Do contrário, isso pode ser perturbador, pode criar todo tipo de doenças mentais porque todo o ajustamento do sistema será despedaçado. Os quatro corpos estão olhando para baixo e com a sua mente interior você está olhando para cima.

Não se deve experimentar com técnicas de olhar para cima antes de atravessar os primeiros quatro corpos. Do contrário, será criada uma divisão impossível de ser atravessada e a pessoa terá que esperar a próxima vida para começar novamente. É melhor praticar técnicas que comecem do princípio. Se você passou pelos três primeiros corpos em nascimentos anteriores, então passará por eles novamente num instante. Não haverá dificuldade. Você conhece o território; conhece o caminho. Num instante, eles passam diante de você. Você os reconhece e você os passou. Então pode ir adiante.

Corpo Causal ou da Vontade

O corpo causal vem a ser o veículo da alma humana. No ser humano comum e corrente, este corpo ainda não está formado, tendo encarnado dentro de si mesmo apenas uma fração mínima da alma humana. Tal fração é denominada Essência. Podemos e devemos estabelecer diferenças entre os corpos da vontade dos seres humanos comuns e correntes, do tipo lunar, e o corpo da vontade consciente de um Mestre. O legítimo corpo da vontade permite realizar ações nascidas da vontade consciente e determinar circunstâncias. Normalmente, pensamos que temos força de vontade para realizar tal ou qual coisa ou projeto. Porém, na verdade, o que temos é desejo concentrado e, de acordo com este desejo, efetuamos sacrifícios a fim de lograr, triunfar.

Corpo Búdico ou Crístico

Constitui a primeira estrutura vibratória que, envolvendo o espírito, manifesta-o de modo ativo. É atemporal, isto é, não se desfaz com a morte, levando consigo todas as experiências desenvolvidas pelos demais corpos. É o núcleo da consciência e grande depósito onde elas são armazenadas todas as experiências, além de ser o veículo de reciclagem das energias desequilibradas e mal resolvidas. É a sede da Iluminação.

Corpo Átmico ou Centelha Divina

É o Espírito Puro, a Essência Imutável e perfeita existente em todos nós. Somos idênticos a Deus pelo ser, mas diferentes Dele pelo existir, pois Deus é eternamente presente. O Absoluto, o Universal manifesta-se em todos os seres individualizados (princípio da igualdade) ainda que aparentemente esses seres pareçam bem distantes dessa Essência. O evoluir no homem é experimentar todas as manifestações desde a mais material até a mais divina. Aquilo que é inato em nós se une com as experiências colhidas em contato com a matéria perfazendo e totalizando nossa consciência. Por isso, sempre afirmamos que somos iguais em potenciais e capacidades superiores. Nossas escolhas na vida é que nos define em termos de expressão na vida e na sociedade. Ninguém está acima de ninguém. Todos somos oriundos da mesma fonte e todos estamos interconectados. Daí também afirmarmos que cada degrau que subimos na evolução da consciência a humanidade inteira sobre junto conosco.

 

 

 O HOMEM E AS EMOÇÕES

As Estruturas Cerebrais na Formação das Emoções

É importante destacar que as estruturas envolvidas com a emoção se interligam intensamente e que nenhuma delas é exclusivamente responsável por este ou aquele tipo de estado emocional. No entanto, algumas emoções contribuem mais que outras de acordo com a emoção. Desta forma, antes de conhecer as emoções é necessário conhecer o funcionamento de nosso Cérebro.

Amígdala

Está situada dentro da região anteroinferior do lobo temporal, se interconecta com o hipocampo, os núcleos septais, a área pré-frontal e o núcleo dorso-medial do tálamo. Essas conexões garantem seu importante desempenho na mediação e controle das atividades emocionais de ordem maior, como amizade, amor e afeição, nas exteriorizações do humor e principalmente, nos estados de medo e ira e na agressividade. A amígdala é fundamental para a autopreservação por ser o centro identificador do perigo, gerando medo e ansiedade e colocando o animal em situação de alerta, aprontando-se para se evadir ou lutar. A destruição experimental das amígdalas (são duas, uma para cada um dos hemisférios cerebrais) faz com que o animal se torne dócil, sexualmente de forma indiscriminada, afetivamente descaracterizado e indiferente às situações de risco. O estímulo elétrico dessas estruturas provoca crises de violenta agressividade. Em humanos, a lesão da amígdala faz, entre outras coisas, com que o indivíduo perca o sentido afetivo da percepção de uma informação vinda de fora, como à visão de uma pessoa conhecida. Ele sabe quem está vendo, mas não sabe se gosta ou desgosta da pessoa em questão.

Hipocampo

Está particularmente envolvido com os fenômenos de memória, em especial com a formação da chamada memória de longa duração (aquela que persiste, às vezes, para sempre). Quando ambos os hipocampos, direito e esquerdo são destruídos, nada mais é gravado na memória. O indivíduo esquece, rapidamente, a mensagem recém-recebida.  Um hipocampo intacto possibilita ao animal comparar as condições de uma ameaça atual com experiências passadas similares, permitindo-lhe, assim, escolher qual melhor opção a ser tomada para garantir sua preservação.

Forni e Giro Parahipocampal

Importantes vias de conexão do circuito límbico que é um sistema em forma de anel cortical contínuo, que contorna as formações inter-hemisféricas. Está relacionado com o equilíbrio dos processos Emocionais e do Sistema Nervoso Autônomo. Sua função principal é regular os processos emocionais e os processos motivacionais essenciais à sobrevivência da espécie e do indivíduo e, sua função secundária se relaciona com o mecanismo da memória e aprendizagem e participam da regulação do sistema endócrino.

Tálamo

Lesões ou estimulações do núcleo dorso-medial e dos núcleos anteriores do tálamo estão correlacionadas com alterações da reatividade emocional, no homem e nos animais. No entanto, a importância desses núcleos na regulação do comportamento emocional possivelmente decorre não de uma atividade própria, mas das conexões com outras estruturas do sistema límbico. O núcleo dorso-medial conecta com as estruturas corticais da área pré-frontal e com o hipotálamo. Os núcleos anteriores ligam-se aos corpos mamilares no hipotálamo e, através destes, via forni, com o hipocampo e ao giro cingulado, fazendo, assim, parte do circuito de Papez.

Hipotálamo

Esta estrutura tem amplas conexões com as demais áreas do prosencéfalo e com o mesencéfalo. Lesão dos núcleos hipotalámicos interfere em diversas funções, como regulação térmica, sexualidade, combatividade, fome e sede. Especificamente, as partes laterais parecem envolvidas com o prazer e a raiva, enquanto que a porção mediana parece mais ligada à aversão, ao desprazer e à tendência ao riso (gargalhada) incontrolável. De um modo geral, contudo, a participação do hipotálamo é menor na gênese do que na expressão (manifestações sintomáticas) dos estados emocionais. Quando os sintomas físicos da emoção aparecem, a ameaça que produzem, retorna, via hipotálamo, aos centros límbicos e, destes, aos núcleos pré-frontais, aumentando, por um mecanismo de "feed-back" negativo, a ansiedade, podendo até chegar a gerar um estado de pânico. O conhecimento desse fenômeno tem importante sentido prático do ponto de vista clínico e terapêutica.

Giro Cingulado

Situado na face medial do cérebro, entre o sulco cingulado e o corpo caloso (principal feixe nervoso ligando os dois hemisférios cerebrais). Há ainda muito por conhecer a respeito desse giro, mas sabe-se que a sua porção frontal coordena odores, e visões com memórias agradáveis de emoções anteriores. Esta região participa ainda, da reação emocional à dor e da regulação do comportamento agressivo. A ablação do giro cingulado (cingulectomia) em animais selvagens os domestica totalmente. A simples secção de um feixe desse giro (cingulectomia), interrompendo a comunicação neural do circuito de Papez, reduz o nível de depressão e de ansiedade pré-existentes.

Tronco Cerebral

O tronco cerebral é a região responsável pelas "reações emocionais", na verdade, apenas respostas reflexas, de vertebrados inferiores, como os répteis e os anfíbios. As estruturas envolvidas são a formação reticular e o lócus cérulus, uma massa concentrada de neurônios secretores de nor-epinefrina. É importante assinalar que, até mesmo em humanos, essas primitivas estruturas continuam participando, não só dos mecanismos de alerta, vitais para a sobrevivência, mas também da manutenção do ciclo vigília-sono. Outras estruturas do tronco cerebral, os núcleos dos pares cranianos, estimuladas por impulsos provenientes do cortex e do estriado (uma formação subcortical), respondem pelas alterações fisionômicas dos estados afetivos: expressões de raiva, alegria, tristeza, ternura, etc.

Área tegmental ventral

Na parte mesencefálica (superior) do tronco cerebral existe um grupo compacto de neurônios secretores de doapmina - área tegmental ventral - cujos axônios vão terminar no núcleo accumbens, (via dopaminérgica mesolímbica). A descarga espontânea ou a estimulação elétrica dos neurônios desta última região produzem sensações de prazer, algumas delas similares ao orgasmo. Indivíduos que apresentam, por defeito genético, redução no número de receptores das células neurais dessa área, tornam-se incapazes de se sentirem recompensados pelas satisfações comuns da vida e buscam alternativas "prazerosas" atípicas e nocivas como, por exemplo, alcoolismo, cocainomania, compulsividade por alimentos doces e pelo jogo desenfreado.

Septo

Anteriormente ao tálamo, situa-se a área septal, onde estão localizados os centros do orgasmo (quatro para a mulher e um para o homem). Certamente por isto, esta região se relaciona com as sensações de prazer, mormente aquelas associadas às experiências sexuais.

Área Pré-frontal

A área pré-frontal compreende toda a região anterior não motora do lobo frontal. Ela se desenvolveu muito, durante a evolução dos mamíferos, sendo particularmente extensa no homem e em algumas espécies de golfinhos. Não faz parte do circuito límbico tradicional, mas suas intensas conexões bi-direcionais com o tálamo, amigdala e outras estruturas subcorticais, explicam o importante papel que desempenha na gênese e, especialmente, na expressão dos estados afetivos. Quando o cortex pré-frontal é lesado, o indivíduo perde o senso de suas responsabilidades sociais, bem como a capacidade de concentração e de abstração. Em alguns casos, a pessoa, conquanto mantendo intactas a consciência e algumas funções cognitivas, como a linguagem, já não consegue resolver problemas, mesmo os mais elementares. Quando se praticava a lobotomia pré-frontal, para tratamento de certos distúrbios psiquiátricos, os pacientes entravam em estado de "tamponamento afetivo", não mais evidenciando quaisquer sinais de alegria, tristeza, esperança ou desesperança. Em suas palavras ou atitudes não mais se vislumbravam quaisquer resquícios de afetividade.

 

O Homem e seus poderes

O homem possui quatro poderes os quais contribuem para seu equilíbrio ou desequilíbrio emocional:  Sensação, Emoção, Razão, Intuição

Sensação

A primeira forma de comunicação receptiva é a sensação, o uso dos sentidos que captam a realidade física do mundo, portanto o primeiro poder humano, o mais antigo e o mais intenso, pois é compartilhado pela maioria dos seres vivos desde os primórdios da evolução, capaz de mostrar a realidade do Universo. A sensação é uma condição sensorial da percepção e a mesma é dividida em dois aspectos, o conhecimento do objeto e suas qualidades e o estado afetivo determinado por uma reação motora. Os dois elementos, cognitivo e afetivo, estão em relação inversa um do outro, quanto mais forte for o estado afetivo, menos clara será a representação. Para que ocorra este processo torna-se necessário que sejam estudados seus aspectos primordiais, como a excitação que age sobre o organismo sensorial e nossos cinco sentidos: a impressão orgânica é quando a excitação age sobre o órgão periférico e nele produz uma impressão, a qual é recolhida pelo nervo condutor e recolhida ao cérebro para que ocorram os movimentos necessários, a apreensão das qualidades sensíveis relacionadas aos objetos próprios de cada um dos órgãos na forma externa e aos sentidos internos chamados de sinestesia, ou seja, qualquer um dos sentidos pode se interligar a qualquer outro e até maneiras de perceber algo podem se misturar. Só existe erro dos sentidos quando o órgão sensorial é defeituoso ou o ser não aceita o que não lhe convém.

O poder da sensação é exercido através do tato, onde logo abaixo da pele, os neurônios sensoriais registram as sensações captadas e as enviam para os neurônios da associação, que enviam as informações recebidas para os neurônios efetuadores, os quais recebem os impulsos e, imediatamente os enviam para o corpo. Sob a pele existem outros órgãos chamados corpúsculos sensoriais que registram as sensações de temperatura, pressão e dor. É o mais intenso, pois pode desencadear as mais fortes reações no organismo e na psique, de forma instantânea e inegável.

Emoção

O segundo poder é a emoção, que são perceptíveis no organismo, através principalmente do sistema endócrino. As sensações podem produzir emoções, mas as emoções embora produzam sensações, arrepios e cansaço físico, raramente o fazem de forma tão intensa. A emoção e a inteligência se relacionam em todo o percurso psicológico do indivíduo e o ideal seria encontrar um equilíbrio entre reações afetivas e inteligência, mas nem sempre é possível devido à intensa subordinação emocional em determinados indivíduos, porém a relação entre emoção e inteligência é realmente intensa. Nossas emoções estão ligadas as sensações corporais diante de situações específicas e podem variar de intensidade em uma escala sutil à forte. É necessário diagnosticar qual desses aspectos ou qual a combinação destes aspectos está afetando o Plano Emocional, pois reconhecendo a causa, o indivíduo busca o equilíbrio que é fundamental em sua existência. Quando criança, ao ser percebido pelos pais um descontrole emocional deve ser de imediato tratado, pois quando adulto a cura é mais difícil em virtude do medo em enfrentar os desafios.

Razão

O terceiro poder humano é a razão que move o ser humano, distingue o certo ou errado em todas as atitudes da vida cotidiana, ou seja, a vida do homem em sociedade é medida na razão. A razão é capaz de orientar o aprendizado de forma mais eficiente, bem menos evidente metabolicamente, só podendo ser de fato observado, à nível de organismo, através da atividade eletroquímica cerebral de determinadas áreas da massa encefálica, o que por sinal ainda é duvidoso cientificamente. Ela é ainda menos capaz de operar manifestações físicas no organismo, mesmo assim sua presença e inegável em nossa natureza humana. A razão opera seguindo princípios por ela estabelecidos e que estão em concordância com a própria realidade, mesmo quando os empregamos sem conhecê-los explicitamente. O conhecimento racional obedece a certas regras ou leis fundamentais que respeitamos até mesmo quando não conhecemos diretamente quais são e o que são. Nós as respeitamos por que somos seres racionais e por que são princípios que garantem que a realidade que é racional. O homem cria tudo a partir de sua consciência (razão), a ciência, tecnologia e até mesmo a religião é fruto da razão humana.

Intuição

O quarto poder é a Intuição que é capaz de fornecer de forma instantânea uma compreensão a respeito da realidade, ou de uma forma não necessariamente instantânea mais sem dúvida indefinidamente mais rápida que a razão, o responsável pela mística humana e a base de todas as religiões, além de influenciar em todas as outras formas de interação com o mundo, ainda discutível e misteriosa.  A palavra intuição vem do latim “intuir”, que significa ver por dentro. É uma sabedoria interior, uma inteligência que permite resoluções ou elaborações por meio da visão interior, embora o conceito de intuição varie um pouco conforme a linha de pensamento. Alguns pesquisadores consideram que, a intuição é uma capacidade interior de perceber possibilidades, provavelmente uma condensação de uma ou mais linhas de pensamento racional, num único momento, em que a mente reúne rapidamente uma gama de conhecimentos e passa para a conclusão, que é a parte do processo que ele recorda. Muitas vezes, a intuição condensa anos de experiência e de aprendizado num clarão instantâneo. Muitas pessoas se arrependem, por vezes de não terem seguido sua intuição, em determinados momento da vida. Porém, o arrependimento é fruto de um resultado insatisfatório. Será que, se o resultado fosse satisfatório elas se lembrariam de que não seguiram a intuição, admitindo para si mesmas que a intuição estava errada? Concluímos que, por condensar uma série de conhecimentos, a intuição tem grande probabilidade de estar certa, mas isso não significa que estará sempre certa. Outra questão é quanto ao fato de confundirmos medos, pressentimentos e até mesmo superstições com intuição. É necessário considerar as diferenças entre intuição, insight, pressentimento e presságio O pressentimento seria uma impressão ou sentimento de que um fato irá ocorrer. Já o presságio é um fato a partir do qual se supõe que ocorrerá um evento não relacionado a ele, ou seja, o que se costuma chamar de sinal.

 

Saúde nas Emoções – Plano Emocional

Este Plano perfaz a soma do Eu+Mente+Pensamento+Emoção

Nele está a origem da razão e emoção, pois somos nós que determinamos a qualidade das emoções que estão em nosso interior, através da análise externa dos nossos pensamentos e emoções do passado, do presente, que sem estrutura equilibrada nos afetará no futuro. A maneira correta de fazer uma análise neste plano seria selecionar os pensamentos e inseri-los em uma escala de valores, analisar a intensidade e seu significado ou se, estamos propostos a conviver com eles, muitas vezes, em um processo de punição e autodestruição. Os bons pensamentos permitem uma melhor qualidade de vida, conduzindo a felicidade e ao contrário a infelicidade. Além disso, a quantidade excessiva de informações diárias absorvidas pela mente não nos permite o tempo necessário para buscar a origem do que pensamos, bem como, manter a qualidade deste pensamento, até mesmo lidar com esta complexidade abstrata e poder estruturá-lo, ou seja, primeiro pensar no que nos convém e viver após, este pensamento de forma emocional.  Quando este Plano está em equilíbrio é possível redirecionar o pensamento, quando ele entra na energia negativa, a mente emite um alerta, ou seja, está na hora da substituição, sua mente cria um estado imunológico, capaz de propiciar a cura de forma gradativa.

 

 As emoções e as doenças

Existem três fatores causadores de doenças que são levados em conta: os externos, internos e mistos. Os externos se referem às influências climáticas perniciosas (Vento, Frio, Calor, Umidade, Secura e Fogo). Os mistos se referem ao estilo de vida (nutrição, ocupação, atividade física, relacionamentos, traumas, parasitas, etc.) e os fatores internos são as Emoções, que vivenciadas em excesso causam o desequilíbrio no indivíduo, afetando os Corpos Sutis e, consequentemente, os  sistemas: Digestivo (Digestão), Endócrino (Hormônios), Excretor (Urinário), Linfático, Muscular, Nervoso, Reprodutor, Respiratório, Sensorial (Sentidos), ocasionando doenças.

As doenças são produzidas pelas nossas emoções negativas e são retidas no corpo pela atenção que damos a elas. Se você sente uma dor não foque sua energia no que sente, não converse com outras pessoas sobre o que sente, ao contrário substitua por outra emoção benéfica, caso contrário, atrairá esta energia para sua vivência. As raízes de suas doenças estão nas emoções negativas, é seu dever restabelecer o equilíbrio e buscar a cura em seu interior o processo natural de regeneração, pois doença não é um estado normal do organismo e sim um alerta de que algo está ocorrendo de anormal.

O Macrocosmo (Universo) é circundado por infinitas energias positivas, o Microcosmo (O Homem) vibra em dois polos o positivo e o negativo e, o limite que os separa é uma energia tão tênue que muitas vezes, não é percebido até que ocorra o despertar da Iluminação e a conexão com a Energia Vital.

 

AS EMOÇÕES BÁSICAS DO SER HUMANO: RAIVA, MEDO, TRISTEZA, ALEGRIA, AFETO.

Diante de um estímulo, o nosso corpo reage de acordo com a circunstância e intensidade, desencadeando uma das cinco emoções básicas. Desde a detonação da carga emocional até seu efeito corporal, podemos identificar três tempos da emoção:

Sentir: É um processo intrapsíquico. Todo ser humano vem programado para sentir as cinco emoções básicas.

Expressar verbal: É traduzir a emoção por palavras. É humano, e até onde sabemos, somente os humanos têm a possibilidade de exprimir o que estão sentindo através das palavras, é o processo verbal, é o grande diferencial do homem para os demais animais: o poder da palavra.

Expressão corporal: É a expressão corporal das emoções, ou seja, o modo como a emoção sentida ou verbalizada se exprime através da linguagem do corpo. Sabemos que a energia da emoção se espalha por todo o corpo, atingindo determinados setores, e que ao alcançar nossos músculos, as emoções produzem movimentos diversos: finalista e não finalistas, repentino ou calmamente, aproximativos ou separativos, espontâneas ou provocativas.

 

EMOÇÃO DA RAIVA

Induz movimentos violentos de ataque ou de defesa, aumentando a força corporal, gera força e energia para superar obstáculos, todas as vezes que houver ameaça à sua vida, ou condição de vida a raiva se apresenta como defesa natural, uma espécie de força vital. Como não existe uma emoção chamada coragem, a raiva funciona como antídoto natural contra o medo.  Facetas da Raiva:

Agoniado

A Agonia é produto de um estado insatisfatório permanente, causado por situações conflitantes onde o indivíduo perde a paz interior, vive com medo, intranquilidade, pressentindo o perigo no minuto seguinte. Pode ser causado por doenças, afetividade e ameaças. Órgão Afetado: Coração (alteração batimentos cardíacos) - os batimentos apresentam alterações do tempo que decorre entre um batimento e o outro. Terapias Alternativas. Cromoterapia: Violeta – ótimo para equilibrar os batimentos cardíaco. Aromaterapia: Violeta - diminui a sensação de agonia. Cristais: Ametista – Elimina todos os aspectos produzidos pela raiva.

Agressivo

A agressividade existe nas diferentes formas e lugares e não poderia ser diferente uma vez que traz consigo a energia vital. Saber lidar com a agressividade própria e de outrem é que é tarefa a ser ensinada e aprendida. Divide entre agressividade saudável e manifestação de pulsão (de ato de amor) do ato de violência como algo destrutivo. A agressividade muitas vezes não se pode evitar e conter, mas pode ser educada. Órgão: Fígado - Entre as principais doenças que podem atacar o fígado está a hepatite, doença inflamatória que compromete as suas funções. Pode ser viral, autoimune (ou seja, o sistema imunológico passa a reconhecer seus próprios tecidos como estranhos e a atacá-los) ou causada pela reação ao álcool ou a medicamentos. Há vários tipos de hepatite viral, designadas pelas letras A, B, C, D e E.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Verde - É a cor média do espectro, dilata os capilares e produz sensação de tônico natural, relaxa o organismo, refresca o sangue, restaura o corpo pela estimulação dos nervos. Estimula a glândula pituitária e é um reconstrutor dos tecidos e músculos, é uma cor desinfetante, remove emoções negativas. Usada em vestuário, roupas de cama e mesa ou, através de uma lâmpada. Aromaterapia: Violeta - Transforma o negativo em positivo, modificando as vibrações espirituais. É indicado para equilibrar as emoções. Diminui a agressividade. Acender em uma terça-feira. Cristal: Crisópraso - Ajuda a acalmar e a sentir-se menos egoísta. Torna a pessoa mais aberta a novas situações. Estimula a criatividade e reforça a fertilidade. Também contra arrogância e egoísmo.

Arrogante

Sentimento de poder absoluto, ou altivez e prepotência com misto de orgulho exagerado e insolência que leva o arrogante a realizar a sua intenção a qualquer custo. Sentimento de posse, domínio, ou de dono da verdade. Doença: Artrite é um termo genérico para aproximadamente 100 doenças que produzem ou uma inflamação no tecido conjuntivo (particularmente nas articulações), ou uma degeneração não-inflamatória desses tecidos. Ela afeta aproximadamente 350 milhões de pessoas no mundo todo. As formas mais comuns são a osteoartrite, uma doença degenerativa causada pelo uso e desgaste da articulação, e a artrite reumatoide, uma doença inflamatória resultante de uma alteração no sistema imunológico. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Azul - Esta é a cor da paz de espírito, da tranquilidade e da calma. Os tons mais claros são indicadores de uma imaginação geradora e de grande capacidade intuitiva. Os mais escuros revelam a solidão e o isolamento. Este estado de espírito, indicado pelo azul-escuro pode ser um indicador da procura do divino. Os tons mais fortes do azul apontam para uma postura honesta e uma grande capacidade de avaliação. Finalmente as diferentes cores e tons de azul como se estivessem todas misturadas, são indicadoras de bloqueios a diversos níveis. Aromaterapia: Alecrim - Energético natural atua contra a depressão e o reumatismo, a ansiedade, stress, indecisões, ressaca e contra dores musculares, usar na quinta-feira. Cristais: Azurita – é um carbonato natural azul acobreado, ajuda a aliviar a artrite, problemas nas juntas e reduz a dor nos ossos da bacia (osso ilíaco).

Chateado

É um estímulo impertinente gerador do estado ou sensação de incômodo, aborrecimento e indisposição, produzidos por uma perda ou por não alcançar o objetivo. Doença: Trombose - A trombose é o desenvolvimento de um trombo (coágulo de sangue) dentro de um vaso sanguíneo venoso com consequente reação inflamatória do vaso, podendo, esse trombo, determinar obstrução venosa total ou parcial. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Rosa forte - desobstrui e cauteriza as veias, vasos e artérias e elimina as impurezas do sangue. Aromaterapia: Mirra - é um importante auxiliar no tratamento de inflamações. Cristal: Granada – revigora o sistema sanguíneo.

Chocado

É uma emoção que contraria as expectativas de uma pessoa e quando a mesma é informada de uma situação inacreditável, vivencia uma emoção que pode gerar frustração ou dor emocional ou uma sensação de revolta. Doenças: Infarto - O infarto do miocárdio se dá quando o suprimento de sangue a uma parte do músculo cardíaco é reduzido ou cortado totalmente. Isso acontece quando uma artéria coronária está contraída ou obstruída, parcial ou totalmente. Com a supressão total ou parcial da oferta de sangue ao músculo cardíaco, ele sofre uma injúria irreversível e, parando de funcionar, o que pode levar à morte súbita, morte tardia ou insuficiência cardíaca com consequências desde severas limitações da atividade física até a completa recuperação. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Verde - É a cor media do espectro, dilata os capilares e produz sensação de tônico natural, relaxa o organismo, refresca o sangue, restaura o corpo pela estimulação dos nervos. Estimula a glândula pituitária e é um reconstrutor dos tecidos e músculos, é uma cor desinfetante, remove emoções negativas. Aromaterapia: Alfazema - Eleva o astral e transmite tranquilidade. Reativa a alegria, alivia as dores de cabeça e ajuda na depressão. Proporciona equilíbrio emocional, dá coragem para batalhar pelas coisas que se deseja, favorece a prática da oração, aumenta o sentimento de fé. Atua no plano astral eliminando maus fluidos, e as energias negativas nos ambientes. Use no domingo. Cristais: Rodocrosita – previne os colapsos mentais, equilibra os traumas físicos e emocionais, inspira o perdão e atrai o amor, ajuda a encarar a realidade e as situações novas.

Ciumento

Sentimento de paixão que envolve um terceiro elemento. Sentimento de defesa do domínio, posse e de exclusividade, repulsa, ódio, perda do objeto da paixão, em favor do terceiro elemento. O estado psíquico de tortura de origem e natureza sentimental provocado pelo ciúme dura do intervalo da propensão para a reação até a solução do impasse. Nesse período há uma mistura de raiva de medo e de ansiedade tendendo, progressivamente, ao inconformismo, suspeita, apreensão, mágoa, angústia e irritação podendo terminar em ódio, rejeição, revolta e sentimento de traído. Doença: Tuberculose - é uma doença infecciosa, transmissível, causada por uma bactéria, o Mycobacterium tuberculoses, conhecida como Bacilo de Koch. Ela pode causar lesões em qualquer parte do organismo humano, mas tem preferência pelos pulmões. A tuberculose continua sendo uma das principais doenças causadoras de altos índices de morbidade e mortalidade no mundo, especialmente em países em desenvolvimento.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Laranja – A cor alaranjada indica sentimentos fortes entre os quais estão a ambição e o orgulho. É a coragem, a alegria e grande sociabilidade. A combinação dos diversos tons laranja mostra-nos umas cores mais claras outras mais escuras. Essas combinações, podem revelar outras situações entre as quais sentimentos de medo ou preocupação e ainda de alguma vaidade. Aromaterapia: Canela - Anti-séptico, combate espasmo, gripe e doenças cardíacas e pulmonares. Cristais: Albina – reforça os tecidos dos pulmões.

Colérico

Impulso violento contra o que nos ofende, fere, ou indigna, muitas vezes chega à ferocidade por estar extremamente irritado. Energético e tenso, quente, impaciente, transformador. Doença: Fígado (Cirrose) - é uma doença difusa do fígado, que altera as funções das suas células e dos sistemas de canais biliares e sanguíneos. É o resultado de diversos processos, entre os quais, a morte de células do fígado e a produção de um tecido fibroso sem funcionamento. Isto prejudica toda a estrutura e o trabalho do fígado.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarelo - hepatite, icterícia, fígado, vesícula-biliar, pâncreas, rins, intestinos. Aconselhado para pessoas com dificuldade nos relacionamentos. Aromaterapia: Alecrim - Energético natural. Purifica o astral, é refrescante e revigorante. Cristal: Ágata - É uma pedra energética e poderosa. Auxilia no sistema circulatório e bom funcionamento do fígado.

Crítico

A atitude crítica reproduz conhecimentos mais consistentes fazendo parte determinante da aprendizagem e desenvolvimento nos desafios, só se critica com base em conhecimento preciso. Quem critica pela positividade provoca movimentação saudável na vivência humana reproduzindo conhecimentos tidos como certos. É bom observar que há a crítica negativa que influi no criticado e o desequilibra, emocionalmente é preciso aprender a aplacá-la esquivando-se de reações emocionais negativas uma vez que estas tendem a inibir o bom aprendizado, reforçando possível patologia não só do crítico, mas também do criticado. É preciso aprender a limitar-se na crítica da obra e não do seu autor para que este possa produzir, realmente, boas obras. O bom crítico sabe criticar com elogio sincero e autêntico porque sabe como faz e mostra o melhor caminho a ser seguido. A crítica mais eficaz é feita através de sugestões. Doença: Flebite – são úlceras varicosas, resultado da inflamação das veias, quando não tratado corretamente pode retornar. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Turquesa - reduz a superatividade mental. Usada em vestuário ou lâmpada colorida. Aromaterapia: Olíbano - Tem um aroma doce e picante. Este óleo vem sendo utilizado como incenso por milhares de anos. Algumas gotas colocadas em um aromatizador têm efeito calmante, antidepressivo e estimula a concentração. Ascender em uma segunda-feira. Cristal: Ametista - reflete a mudança de uma realidade para outra. É uma das pedras mais eficazes para serem usadas na meditação devido aos seus atributos calmantes que relaxam a mente de modo a libertar-se das atitudes e palavras severas de críticas e da autocrítica.

Decepcionado

É uma expectativa frustrada, desencantada, desiludida. A decepção pode ser vivenciada em vários aspectos da afetividade, no convívio familiar, social, profissional e sentimental. A decepção pode gerar atitudes agressivas de autodefesa. Doença: Dificuldade na coagulação sanguínea - coagulação do sangue é um processo complexo no qual o sangue forma coágulos sólidos. É uma parte importante da hemostasia (o cessamento da perda de sangue de um vaso danificado) na qual a parede de vaso sanguíneo danificado é coberta por um coágulo de fibrina para parar a hemorragia e ajudar a reparar o vaso danificado. Desordens na coagulação podem levar a uma hemorragia aumentada e/ou trombose e simbolismo. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Vermelho - energia revigorante, que estimula o físico e o sistema nervoso. Seu uso tem sido recomendado para: desânimo, cansaço físico, elevação da pressão sanguínea e do ritmo da pulsação (quanto à circulação do sangue). Aromaterapia: Madeira - serve para encorajar e energizar as pessoas e tornar um ambiente exótico. Use na sexta-feira. Cristais: Rubi – além de ajudar o pensamento intuitivo, aumenta todos os níveis de energia, é usado para aliviar desordens no sangue, encoraja e estimula a troca de energias negativas.

Exasperado

É o descontentamento com algo ou alguém que resulta em atitudes de fúria, irritação, que pode gerar a cólera e a fúria. Doenças: Distensão abdominal, ocasionada pela elevação da energia, sensação de queimadura, garganta obstruída, com dificuldade de engolir, anorexia. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarelo (Estômago) - Estimulante do sistema nervoso motor, dos tecidos, do sistema linfático, intestinos e estômago. Verde (Garganta) - Equilibra as emoções e também o sistema imunológico. Aromaterapia: Verbena (estômago) – Afasta a negatividade, tristeza e melancolia, libera de energias negativas atraindo a desenvoltura, alegria e bom astral afasta a tristeza, a negatividade Cravo (garganta) - Purifica e é utilizado para despertar força, espiritualidade e atração. Protege contra pensamentos negativos subconscientes. Cristais: Peridoto (estômago) - Ajuda na digestão e no equilíbrio do sistema nervoso. Calcita Verde (garganta) - Suaviza as fronteiras rígidas da mente. Liberta os antigos conceitos, permitindo que as coisas novas entrem aliviando o medo e o stress. Auxilia nas afecções da garganta.

Frustrado

É um sentimento de desgosto que ocorre ao colhermos resultados negativos em determinadas situações onde os objetivos não são alcançados, está ligada a afetividade e má qualidade de vida. O indivíduo desde criança deve ter limites para desenvolver o autocontrole quando for adulto e tiver que vencer seus desafios. A ferramenta para vencer a frustração é a aceitação da realidade de vida e a coragem para traçar metas para o sucesso, entender que o fato ocorrido para gerar a frustração tem o lado negativo, mas também o positivo que é o da aprendizagem. Doença: Conjuntivite - Inflamação da conjuntiva, membrana mucosa localizada na parte anterior do globo ocular. E causada por alergia, poluição atmosférica, bactérias etc. Seus sintomas são: dores nos olhos, prurido, sensação de areia nos olhos, globo ocular avermelhado e lacrimejante, pálpebras inchadas, aversão à luz e, nas manifestações mais graves, febre, dor de cabeça e insônia.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Violeta - sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauteriza as infecções e inflamações. Aromaterapia: Limão - Desinfetante e anti-séptico. Estimula a concentração, o sistema nervoso e a espiritualidade. Sobe o astral, purifica e refresca. Cristais: Malaquita – um carbonato de cobre de cor verde, contém cobre, usado para diversas finalidades, como tudo relacionado aos olhos.

Histérico

É uma neurose marcada especialmente pela labilidade emocional. No campo interno do indivíduo, ela se manifesta através de sintomas como a paralisia, a cegueira, a surdez, entre outros. Os histéricos normalmente perdem o controle, pois se encontram sob intensa pressão do pavor radical que os atinge. Ela geralmente se manifesta quando a ansiedade latente se transforma em um sintoma orgânico, ou seja, ocorre uma somatização. As perturbações que atingem os pacientes histéricos são de ordem sensorial e motora. Entre as primeiras estão os distúrbios da visão, da audição, do paladar e do tato, excesso de sensibilidade ou anestesia geral, dores intensas, sem nenhuma origem orgânica. As motoras abrangem desde a paralisia completa, os tremores, os tiques nervosos, até contrações e convulsões. Outros sintomas histéricos são a perda completa ou parcial da voz, tosse, enjoos, vômitos e soluços. Mais raramente observa-se a incidência de amnésia e de sonambulismo. Doença: Histeria - As reações histéricas apresentam manifestações no corpo e na mente. No corpo são alteradas as funções sensoriais e motoras, já na mente são alteradas a memória, as percepções e a consciência. Uma pessoa histérica precisa de contato com outras pessoas e é incapaz de manter um relacionamento seja de qualquer espécie. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Laranja - estimula tanto a atividade física quanto a mental, revigora as emoções e produz uma sensação de bem-estar. Aromaterapia: Olíbano - Ajuda a mergulhar em estado de meditação e a encontrar o equilíbrio interno. Também estimula a generosidade, a esperança, a fé e a compaixão. Use na quinta-feira. Cristais:  Alexandrita - ajuda a reconstruir a mente, corpo e o espírito após traumas recente. Beneficia o sistema nervoso, e traz o equilíbrio emocional e mental. É uma pedra com poderes regenerativos.

Indignação

Sentimento de repulsa com raiva e inconformado com alguma situação. Pode levar à repugnância, aversão e desprezo com ódio, agressão e hostilidade. Doença: Pâncreas (Pancreatite) - Pancreatite é a inflamação do pâncreas. O pâncreas é um órgão situado na parte superior do abdômen, aproximadamente atrás do estômago. É um órgão com várias funções, sendo parte responsável pela produção de insulina e parte responsável pela produção de substâncias necessárias para a digestão dos alimentos. A pancreatite pode ser aguda ou crônica. Terapias Alternativas. Cromoterapia: Amarelo – fortifica os órgãos e age como cicatrizante. Aromaterapia: Flor de Laranjeira - Combate insônias, nervosismo e ansiedade, relaxante, tranquilizador do sono e calmante. Cristal: Olho-de-Tigre - É uma pedra que descomplica as coisas, clareando nossos pensamentos, ajuda a enxergar os vários ângulos da questão.

Invejoso

Sentimento de cobiça de possuir o bem alheio. Sentimento de desgosto e pesar pelo bem ou pela alegria de outrem. Surge em pessoas com tendência ao fracasso, nas que são ou se sentem excluídas ou rejeitadas e nas que desejam mais do que a própria capacidade pode proporcionar. Normalmente, as pessoas sentem inveja dos seus iguais ou em mais ou menos do mesmo nível e daqueles inferiores que passam à sua frente em capacidade, força, potência ou recursos. Doença: Fígado - Entre as principais doenças que podem atacar o fígado está a doença inflamatória conhecida como Hepatite que compromete as suas funções. Pode ser viral, autoimune (ou seja, o sistema imunológico passa a reconhecer seus próprios tecidos como estranhos e a atacá-los) ou causada pela reação ao álcool ou a medicamentos. Há vários tipos de hepatite viral, designadas pelas letras A, B, C, D, E.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Verde - É a cor média do espectro, dilata os capilares e produz sensação de tônico natural, relaxa o organismo, refresca o sangue, restaura o corpo pela estimulação dos nervos. Estimula a glândula pituitária e é um reconstrutor dos tecidos e músculos, é uma cor desinfetante, remove emoções negativas. Usada em vestuário, roupas de cama e mesa ou, através de uma lâmpada. Aromaterapia: Violeta - Transforma o negativo em positivo, modificando as vibrações espirituais. É indicado para equilibrar as emoções. Diminui a agressividade. Acender em uma terça-feira. Cristal: Crisópraso - Ajuda a acalmar e a sentir-se menos egoísta. Torna a pessoa mais aberta a novas situações. Estimula a criatividade e reforça a fertilidade. Também contra arrogância e egoísmo.

Irado

É uma manifestação violenta da raiva acumulada, uma situação nova é suficiente para a explosão de tudo de uma só vez. A ira manifesta-se com gritos, quebra de objetos e agressão, pode passar para o ódio que se prolifera. Doença: Enxaqueca - Caracteriza-se pela presença de dores de cabeça recorrentes, unilaterais ou bilaterais, geralmente de caráter pulsátil, com intensidade de moderada a intensa, precedidas ou não por sinais neurológicos focais denominados de aura. As crises podem durar de 4 a 72 horas. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarelo - irradia uma energia otimista e alegre, que afeta o sistema nervoso e estimula a mente, sendo seu uso recomendado para: depressão e letargia mental e a enxaqueca. Aromaterapia: Gerânio - Regenerador emocional. Aumenta a capacidade de superar obstáculos. Força e vitalidade, calmante e harmonizador. Use na quarta-feira. Cristais: Olho de Tigre - Traz uma alta frequência de energia vibracional. Equilibra a percepção.

Mágoa

Sentimento complexo em sua formação. É um sentir-se machucado por ofensa e desconsideração. Duas pessoas que se gostam muito podem magoar-se mutuamente e mais intensamente. É um misto de raiva, tristeza, inconformismo e ansiedade com tendência ao ódio e vingança após o ressentimento e decepção. Enquanto não ocorrer o perdão a mágoa se fará presente. Doença: Hemorroidas - são veias dilatadas (varizes) do reto e do canal anal. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Índigo - Estimula à paratireoide e controla erupções e hemorragias. Aromaterapia: Cipreste - vasoconstrictor, anti-espasmódico, hepático, sedativo, relaxante e refrescante para banhos. Cristal: Ágata – composta de sílica, dióxido com ferro, cálcio, sódio, manganês, cromo, traços de alumínio. Cicatrizante de vasos e veias.

Hostil

Provocação para agressão com ameaças de danos materiais e de violências ao inimigo declarado. A provocação persiste até a agressão física. Doença: Esôfago (esofagite) - alterações no esôfago resultantes do refluxo (retorno) anormal do conteúdo estomacal para o esôfago. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarelo - Estimulante do sistema nervoso motor, dos tecidos, do sistema linfático, intestinos e estômago. Aromaterapia:  Limão – protege contra todas as doenças ligadas ao estômago e intestino. Cristais: Citrino - seus raios amarelos são curativos Sua influência curativa tem grande valor contra problemas de digestão, inclusive prisão de ventre.

Rabugento

É ser contestador é um estado de espírito que não tem idade pré-fixada. Normalmente o rabugento sempre está de mal com a vida e, consequentemente, com as outras pessoas, pois vivencia suas opiniões e suas lamúrias, está sempre de mau humor e se alimenta de brigas e discussões. A pessoa rabugenta sempre espera que sua vítima, movida pelo sentimento de culpa, faça o que ela quer. Seu objetivo é incitar a vítima a obedecer-lhe, senão por achar realmente que precisa fazê-la, mas para acabar simplesmente com a discussão. Doença: Sinusite - é uma doença com base inflamatória e/ou infecciosa que acomete as cavidades existentes ao redor do nariz, pois a mesma deveria comunicar-se com as fossas nasais sem impedimentos. São cavidades revestidas por uma mucosa que necessita ventilação para a manutenção da normalidade na região. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Índigo - a sua faculdade de intuição fornece a energia capaz de aliviar o homem da sua consciência, dos temores, frustrações e inibições. Aromaterapia: Lavanda - Calmante para agitação, excitação, insônia, irritação, diminui a ansiedade, tensão, depressão. Dissolve negativismo e obstinação traz harmonia, paz e equilíbrio. Relaxa e acalma a mente, produz tranquilidade. Use na sexta-feira. Cristais: Sodalita – Equilibra e silencia a mente, removendo os padrões de pensamentos rígidos, ajuda no pensamento lógico e racional, amplia a perspectiva.

Revoltado

Insubmissão com agressão e raiva intensa por intolerância, produzido pela sensação de estar tolhido em suas ações, sentir-se preso ou vigiado. Doença: Sinusite - é uma doença com base inflamatória e/ou infecciosa que acomete as cavidades existentes ao redor do nariz, pois a mesma deveria comunicar-se com as fossas nasais sem impedimentos. São cavidades revestidas por uma mucosa que necessita ventilação para a manutenção da normalidade na região. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Índigo - a sua faculdade de intuição fornece a energia capaz de aliviar o homem da sua consciência, dos temores, frustrações e inibições. Aromaterapia: Lavanda - Calmante para agitação, excitação, insônia, irritação, diminui a ansiedade, tensão, depressão. Dissolve negativismo e obstinação traz harmonia, paz e equilíbrio. Relaxa e acalma a mente, produz tranquilidade. Use na sexta-feira. Cristal: Sodalita – Equilibra e silencia a mente, removendo os padrões de pensamentos rígidos, ajuda no pensamento lógico e racional, amplia a perspectiva.

Vingativo

Sentimento de desforra e retaliação. Em primeira instância, alimentado por um ressentimento passivo de forma imaginária para, posteriormente, ser executada através de atos. Doença: Pulmões (obstrutiva crônica) – É uma doença crônica dos pulmões que diminui a capacidade para a respiração. A maioria das pessoas com esta doença apresenta tanto as características da bronquite crônica quanto as do enfisema pulmonar. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Verde Limão, rejuvenesce, é antinatural e elimina as toxinas. Aromaterapia: Limão - Desinfetante e anti-séptico. Estimula a concentração, o sistema nervoso e a espiritualidade. Purifica e refresca. Cristal: Cornalina – usada para tratar todos os tipos de infecções, principalmente ligadas aos pulmões. Um poderoso tônico após grandes resfriados e gripes.

 

EMOÇÃO DO MEDO

O medo é um impulso, geralmente desqualificado pelos seres humanos. É muito comum nos referirmos ao medo como um impulso negativo, ou até mesmo como uma falha grave ou defeito nas pessoas. O medo nos ensina o respeito ao limite, precisa ser eliminado ou superado, quando ele é ou se torna patológico. Facetas do Medo:

Apavorado

Refere-se ao pavor irracional e altamente desproporcional que o indivíduo demonstra perante um ser, um objeto ou situação que, por si só, não apresentaria nenhum perigo real. Sendo assim, pela grande variedade de medos irracionais conhecidos, surge uma vasta diversidade terminológica, medo de espaços abertos ou fechado, da água, do fogo, das tempestades, da altura, dos animais. Doença: Diarreia é a eliminação de fezes, predominantemente desmanchadas ou líquidas, não importa o número de vezes. É crônica quando ocorre por um período maior que três semanas. Os intestinos, entre seus diversos trabalhos, absorvem os líquidos que ingerimos os contidos nos alimentos e os produzidos pelo próprio organismo. Estes últimos são as secreções, como a saliva da boca, o suco do estômago, a bile do fígado, o suco do pâncreas e os líquidos liberados pelas células que forram os intestinos. Portanto, o trato gastrointestinal contém os líquidos ingeridos e os próprios do aparelho digestivo; além disso, contém os alimentos sólidos, o ar deglutido e os gases elaborados pelas bactérias que vivem nos intestinos - a flora intestinal. Quando as fezes se compõem de certa proporcionalidade de elementos sólidos, líquidos e gasosos, elas são eliminadas com as aparências ditas normais: forma característica e consistência firme, porém macia. Seu maior ou menor volume e maciez dependem de ingerirmos mais ou menos das chamadas fibras contidas nos sólidos e líquidos que comemos e bebemos, particularmente nos alimentos de origem vegetal - frutas, verduras, legumes e alguns cereais. Ocorrendo uma dificuldade do intestino em absorver líquidos e/ou sendo estimulado a uma produção exagerada de secreções, a proporção líquida aumenta, diluindo ou dissolvendo as fezes, que aparecem como diarreia pastosa ou líquida.  Terapias: Cromoterapia:  Azul - Esta é a cor da paz de espírito, da tranquilidade e da calma. Os tons mais claros são indicadores de uma imaginação geradora e de grande capacidade intuitiva. Os mais escuros revelam a solidão e o isolamento. Este estado de espírito, indicado pelo azul-escuro pode ser um indicador da procura do divino. Os tons mais fortes do azul apontam para uma postura honesta e uma grande capacidade de avaliação. Finalmente as diferentes cores e tons de azul como se estivessem todas misturadas, são indicadoras de bloqueios a diversos níveis. Aromaterapia: Camomila – ajuda a cultivar a paciência e a confiança. Use em uma quarta-feira. Cristal: Quartzo Azul - Esta pedra pode ser encontrada de várias formas, entre elas, lapidada, oval, bruta ou esférica. Tal como o seu nome indica, podemos encontrá-la na cor azul. É conhecida como a pedra do equilíbrio. É muito rara, logo, bastante preciosa. É indicada para eliminar os bloqueios mentais de qualquer natureza, a sua energia transmite segurança. Equilibra o organismo de forma geral.

Ansioso

A ansiedade é uma sensação de excitação do sistema nervoso central, é quando o indivíduo se sente aflito e receia que uma coisa suceda ou não, a espera o torna impaciente e a percepção alerta sobre um possível perigo. Doença: Refluxo - O refluxo gastresofágico, isto é, retorno do conteúdo ácido do estômago para o esôfago, é a causa da azia e, eventualmente, de outros problemas. Entre estes: tosse, rouquidão e irritação da garganta, aspiração para traqueia e pulmão causando tosse crônica e até asma, dor no peito que pode ser confundida com angina ou infarto cardíaco. O contato persistente do suco gástrico ácido com a mucosa do esôfago provoca inflamação desse órgão, ou seja, esofagite. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarelo - Desperta as faculdades mentais, ajuda a dominar o sistema nervoso, promove o otimismo e favorece a criatividade e o raciocínio. É usado no tratamento de problemas digestivos. Aromaterapia: Laranja - reforça o sistema imunológico, problemas digestivos estimulam a circulação, combate a obesidade. Cristal: Citrino - Melhora a digestão, ajuda na limpeza dos órgãos e desintoxica o sangue. Elimina diminui a ansiedade e o medo.

Constrangido

O constrangimento é um sentimento relativo às emoções morais, ligadas à sociedade ou ao bem comum, é expresso por ansiedade real ou imaginária e inadaptação social.  Doença: A síndrome dos ovários policísticos não tem uma etiologia conhecida, mas sabe-se que ocorre uma disfunção hipotalâmica (pituitária) e resistência à insulina. A hiperinsulinêmica estimularia a produção excessiva de androgênios pelos ovários. A anulação crônica mantém o estímulo do endométrio pelo estrogênio sem oposição, aumentando a incidência de hiperplasia endometrial e carcinoma de endométrio nessas mulheres. Terapias Alternativas. Cromoterapia: Verde forte – Anti-infeccioso, anti-séptico e regenerador. Aromaterapia: Hortelã-Pimenta – Analgésico. Descongestionante, combate negatividade. Cristal: Amazonita - Acalma o sistema nervoso. Traz alegria. Ajuda a expressar as idéias com mais criatividade.

Culpado

Doença: Hérnia de Hiato - A hérnia de hiato é um deslocamento de parte do estômago para a cavidade torácica, onde normalmente ficaria só o esôfago. Isto acontece por incompetência da abertura normal que existe no diafragma (esfíncter inferior do esôfago), provocando refluxo do conteúdo gástrico para o esôfago. O tratamento cirúrgico do refluxo gastresofágico e da hérnia de hiato esofágico visa substituir o papel exercido pelo esfíncter e normalizar o calibre do hiato.  Terapias Alternativas para os dois itens: Cromoterapia: Amarelo - Desperta as faculdades mentais, ajuda a dominar o sistema nervoso, promove o otimismo e favorece a criatividade e o raciocínio. É usado no tratamento de problemas digestivos. Aromaterapia: Camomila - com propriedades excelentes, Antiinflamatória, analgésico, diurético, sedativo. Cristal: Citrino - Melhora a digestão, ajuda na limpeza dos órgãos e desintoxica o sangue. Elimina o medo e a angústia. Dissipa emoções negativas.

Desconfiado

O desconfiado não acredita que possa conhecer realizações pessoais, desta forma, vai aos poucos afastando pessoas e oportunidades, pois teme o próximo passo em qualquer aspecto de sua vida, alimentando uma baixa estima. Doença: Resfriado - na maioria das vezes, se dissemina pelo contato direto entre as pessoas, o vírus “Influenza” se dissemina, principalmente, pelo ar. Quando a pessoa resfriada espirra, tosse ou fala, gotículas com o vírus ficam dispersas no ar por um tempo suficiente para ser inaladas por outra pessoa. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Índigo - a sua faculdade de intuição fornece a energia capaz de aliviar o homem da sua consciência, dos temores, frustrações e inibições. Recomendado males dos olhos, ouvidos, nariz e garganta, doenças alérgicas. Aromaterapia: Sândalo - essência suave extraída da madeira interna da árvore, com propriedades anti-séptico, anti-espasmódico, anti-infeccioso, aplicado nos resfriados, bronquite, laringite, asma, rinites. Cristal: Água Marinha - É usada na cura de doenças das vias respiratórias como asma, bronquite, doenças pulmonares, laringite, rinites.

Envergonhado

Em muitas situações, as pessoas podem sentir vergonha, não por se comportarem de forma ridícula, mas por timidez, medo de errar ou de chamarem a atenção dos outros. Sentir ou não vergonha passa por medo de reprovação, introversão, timidez e outras características muito comuns. Os adolescentes, que começam a sofrer as primeiras mudanças corporais e de interesse, são alvo fácil da vergonha porque os adultos comentam tudo isto, causando desconforto em quem ainda não se acostumou com tantas transformações. Algumas outras situações também são comuns, como confessar paixão por outra pessoa, ir pela primeira vez a lugares em que não existem pessoas conhecidas, ficar sem roupa na frente de outra pessoa, e outras situações que, como estas, geralmente provocam vergonha em quase todas as pessoas. Muita gente supera rapidamente a sensação de vergonha e outras ficam absolutamente paralisadas por ela. A vergonha é normal e varia de pessoa para pessoa, ela só deve ser tratada por terapeutas e profissionais competentes quando é excessiva e incomoda quem a sente, por prejudicar seus relacionamentos. Doença: Diabetes - provocada pela deficiência de produção e/ou de ação da insulina, que leva a sintomas agudos e a complicações crônicas características. O distúrbio envolve o metabolismo da glicose, das gorduras e das proteínas e tem graves consequências tanto quando surge rapidamente como quando se instala lentamente. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Rosa forte - Age desobstruindo e cauterizando veias, vasos e artérias e eliminador de impurezas do sangue. Aromaterapia: Alecrim - Estimulante aumenta a disposição e a autoconfiança, e melhora o humor, usar na quinta-feira. Cristal: Quartzo Rosa - Liberta ressentimentos como o medo. Ótimo para quem tem medo de mostrar suas emoções.

Embaraçado

É quando a pessoa fica envergonhada perante uma determinada situação e não consegue ocultar dos demais, retraindo suas ações. Doença: Cáries - A cárie é uma das doenças dentárias mais frequentes e, em geral, decorre de uma má higienização. Ela é causada por bactérias.  Terapias Alternativas: Elemento terapia: Falta do Elemento Água. Cromoterapia:  Azul claro – usado na dor de dente por cáries ou friagem. Aplicar junto à boca, gengivas e toda arcada dentária.  Aromaterapia: Alecrim - Estimulante aumenta a disposição e a autoconfiança, e melhora o humor. Cristal: Água-Marinha - Ajuda os maxilares e os dentes. Aumenta a criatividade, aguça a intuição, é excelente para meditação e reduz o stress. Desbloqueia a comunicação e auxilia a expressão verbal.

Horrorizado

O horror é o sentimento de repulsa que geralmente ocorre depois de algo assustador é visto, ouvido ou experimentado.  É a sensação que se tem depois de chegar a uma terrível realização ou experimentando um acontecimento profundamente desagradável, é uma combinação de terror e repulsa. Doença: Rinite alérgica - Uma alergia é uma situação na qual o organismo apresenta uma resposta imunológica (de defesa) diferente da resposta protetora esperada, causando alterações indesejáveis. O termo “alergia” vem do grego “alelos”, que significa alterações do estado original. Então, a alergia é uma reação específica do sistema de defesa do organismo a substâncias normalmente inofensivas. Pessoas que tem alergias freqüentemente são sensíveis a mais de uma substância. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Índigo - a sua faculdade de intuição fornece a energia capaz de aliviar o homem da sua consciência, dos temores, frustrações e inibições. Recomendado males dos olhos, ouvidos, nariz e garganta, doenças alérgicas. Aromaterapia: Sândalo - essência suave extraída da madeira interna da árvore, com propriedades anti-séptico, anti-espasmódico, anti-infeccioso, aplicado nos resfriados, bronquite, laringite, asma, rinites. Cristal: Água Marinha - É usada na cura de doenças das vias respiratórias como asma, bronquite, doenças pulmonares, laringite, rinites.

Indeciso

Doença: Amigdalite - As amígdalas são duas pequenas estruturas arredondadas que se situam logo no início da garganta, uma em cada um dos lados que têm por função proteger o organismo contra bactérias e vírus, produzindo anticorpos, principalmente na infância. A causa da infecção das amígdalas pode ser viral ou bacteriana, sendo que, na maior parte dos casos, as amigdalites virais são mais problemáticas do que as bacterianas. As amigdalites virais são, também, as mais frequentes, estimando-se que representem 70% dos casos de amigdalite crônica. Terapias Alternativas: Elemento terapia: Falta do Elemento Água. Cromoterapia: Azul - acalma e equilibra, é analgésico, regenera as células.  Aromaterapia: Verbena - melhora a voz, pois atua sobre a garganta, a faringe e a tiroide. É excelente para prevenir contra gripes e resfriados. Cristal: Lápis-Lazuli - Encontrado somente na cor azul-diáfano. Beneficia o sistema respiratório, a garganta e os pulmões. Auxilia no tratamento da depressão e timidez

Incrédulo

Falta de credulidade, repugnância em crer, falta de fé, de crença, pode se estender a todos os aspectos de vida, social, familiar, profissional. Doença: Gripe - é uma doença com início súbito e mais grave que o resfriado comum. O período de incubação - tempo entre o contágio e o início dos sintomas da doença - é de 1-2 dias. Terapias Alternativas Resfriado e Gripe; Cromoterapia:  Índigo - Resulta na mistura do azul com uma pequena quantidade de vermelho, possui um efeito dissipador, relaxante, com a propriedade de energizar o corpo físico, tem um efeito tônico. Aromaterapia: Eucalipto – é expectorante, combate tosse e asma, desinfetante, purificador, calmante e descongestionante. Cristal: Fluorita – excelente para limpeza da aura e para a limpeza de vírus no corpo físico.

Modesto

A modéstia é a ausência da vaidade, o equilíbrio natural da auto-estima, é desenvolver a autoanálise para após analisar, agir sempre em prol do semelhante. Modéstia não deve ser confundida com a autocrítica exacerbada. Doença: Gagueira - A gagueira deve ser levada a sério e tratada, é uma dificuldade real da fala e não uma questão de falta de empenho ao falar. A comunidade científica mundial considera a gagueira como um distúrbio multifatorial, com interação de fatores genéticos, neurofisiológicos, emocionais e sociais. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Laranja -   proporciona maior alegria, jovialidade e libido. Aromaterapia: Rosa - afasta as vibrações negativas e traz alegria. Cristal: Citrino - Elimina o medo e a angústia. Dissipa emoções negativas. Tem ligação com a educação. Proporciona autoconfiança.

Medroso

É aquele indivíduo que tem medo, pessoa a que falta energia, ou resolução, receoso, temeroso. Doença: Diarreia - é a eliminação de fezes, predominantemente desmanchadas ou líquidas, não importa o número de vezes. É crônica quando ocorre por um período maior que 3 a 4 semanas. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Azul - transmite esperança e serenidade, tem efeito calmante sobre o sistema nervoso e a atitude mental. Aconselhado para náuseas, diarreia, gastrite. Aromaterapia: Alecrim - derivada das folhas e flores da planta, com propriedades estimulante, aplicado em distúrbios intestinais, usar na quinta-feira. Cristal: Lápis-Lázuli – recomendada para qualquer distúrbio intestinal.

Prudente

Uma pessoa capaz de tomar uma atitude embasada pela lógica, sem se expor aos riscos, se a prudência for em excesso obstrui as sensações e emoções normais e a ousadia. Doença: Arritmia - Nas arritmias, podemos perceber e registrar alterações do ritmo cardíaco ou da frequência. A frequência normal dos batimentos cardíacos é de 60 até 100 ciclos, ou batidas, por minuto. Em crianças, esses números costumam ser um pouco mais elevados. Nas alterações de ritmo cardíaco, os batimentos apresentam alterações do tempo que decorre entre um batimento e o outro. Pequenas alterações nesses intervalos podem ser consideradas normais. As alterações do ritmo cardíaco ou das conduções dos estímulos podem ser letais (morte súbita), podem ser sintomáticas (síncopes, tonturas, palpitações) ou podem ser assintomáticas. Terapias Alternativas para os dois itens: Elemento terapia: Falta do Elemento Água. Cromoterapia: Verde - Promove o equilíbrio, a harmonia e a serenidade. Tem um efeito refrescante e tranquilizador, promovendo a sensação de confiança e segurança. É utilizado no tratamento de doenças cardíacas e circulatórias. Aromaterapia: Eucalipto - com diversas propriedades, anti-séptico, antitérmico, analgésico, antiespasmódico, estimulante cardíaco. Cristal: Amazonita - Acalma o sistema nervoso. Traz alegria. Ajuda a expressar as idéias com mais criatividade.

Tímido  

É um padrão de comportamento caracterizado pela inibição, no qual a pessoa não expressa seus pensamentos e sentimentos e não interage ativamente, podendo ser acompanhada de algumas alterações fisiológicas, como aceleração da respiração e dois batimentos cardíacos. Embora seja uma área complexa é possível destacar seu anseio de liberdade, o confronto com seus desacordos internos. As barreiras que a impedem de uma espontânea expressão induzem ao mundo de fantasia, no qual suas emoções são vivenciadas com intensidade. Pode ser: Crônica - a pessoa é totalmente inibida, socialmente, profissionalmente e afetivamente, com extrema dificuldade de se adaptar a novas situações. Situacional - o indivíduo é tímido em determinadas ocasiões: ao pedir alguém em namoro, falar em público, expor um trabalho, procurar emprego, ser entrevistado, etc. Eventual - quando, por alguma razão traumática provocada por um acidente, boatos, fofocas ou discriminação racial, atingindo a integridade física, moral e/ou emocional, faz com que a pessoa se introverta. Doenças: Aparelho Digestivo – Esôfago, Estômago, Intestino / Canal anal, Parede abdominal, Fígado / Vesícula biliar, Doença do refluxo, Gastrite, Cálculos da Vesícula, Hemorroidas, Obesidade Mórbida, Hérnias. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarelo - significa a atividade mental. Pode indicar evolução, luz, sabedoria e intelecto. O amarelo é a capacidade e a clarividência, pode considerar-se como o despertar do ser para formas evoluídas de faculdades psíquicas e de uma elevada sensibilidade. Aromaterapia: Begônia - Para os que precisam resgatar a pureza da criança interna para se descobrir. Desbloqueia o canal da comunicação que é feita por nossa alma. Cristal:  Âmbar - é uma resina fossilizada das árvores coníferas, usada para permitir a autocura, absorvendo e transmutando a energia negativa em energia positiva, libertando bloqueios e traumas, traz como propriedades a sabedoria, equilíbrio e paciência, extrai do corpo a negatividade e a depressão. Ajuda na tomada de decisões e desenvolve um toque de originalidade, alinha o corpo mental e espiritual.

 

EMOÇÃO DA TRISTEZA

Leva a cessão dos movimentos. O medo e a tristeza levam a baixa estima, a tristeza é a negação da alegria. A alegria foi frustrada aparece uma raiva impotente e logo dará lugar a uma tristeza: tristeza por perda real ou condição de vida. O positivo é expressar a tristeza por palavras e gestos, entre em contato com o sentimento e permita-se chorar e ou recolher-se. Você precisa de um tempo para recuperar a energia e avaliar a extensão da perda e se redirecionar para outras emoções: passar a contatar como uma emoção autêntica subjacente e ir fundo nela. Longo período de tristeza leva a depressão, como já dissemos, baixa estima, baixa nos níveis de anticorpos, predispondo o ser a infecção com maior facilidade, é uma das mais perigosas a saúde quando muito prolongada. As modificações corporais provocadas pela tristeza são menos evidentes do que as das demais emoções. Facetas da tristeza:

Concentrado

É quando o homem desperta seu discernimento para os fatos que compõem sua vida e desenvolve a concentração em seus objetivos primordiais, em excesso causa introversão. Doença: Obstipação intestinal - Constipação para o paciente significa fezes excessivamente duras e pequenas, eliminadas sob excessivo esforço defecatório. Para o médico ela pode estar ocorrendo quando o paciente evacua até duas vezes por semana (menos de uma vez a cada 3-4 dias) ou há excessiva dificuldade para defecar.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarela - O amarelo simboliza o grau de perfeição: é luz, alegria, sabedoria, felicidade. Desperta e estimula as faculdades mentais, irradia alegria e otimismo, ajuda a dominar a depressão, afeta o sistema nervoso. Aromaterapia: Flor de Laranjeira - Combate insônias, nervosismo e ansiedade. Ultra relaxante, tranquilizador do sono e calmante. Atrai amor, humor e beleza. Cristais: Heliodoro – Harmoniza as atividades mentais e reduz os sintomas de stress. Amplifica dons psíquicos.

Desolado

As pessoas estão cada vez mais tristes, ansiosas, deprimidas, sentindo elevados níveis de stress culminando em desespero psicológico. Doença: Pneumonia - A pneumonia é uma infecção aguda que pode atingir os pulmões inteiros ou em partes. Certas variedades de pneumonia pioram rapidamente e requerem hospitalização do paciente para realizar um tratamento com antibióticos, oxigênio e líquidos endovenosos. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Laranja - estimula tanto a atividade física quanto a mental, revigora as emoções e produz uma sensação de bem-estar. Recomendado em casos de bronquite, asma, doenças pulmonares, tensão emocional, espasmos musculares. Aromaterapia: Eucalipto - purifica o ar e os pulmões. Cristais: Quartzo Rosa – Regula energias emocionais em desequilíbrio.

 Desgostoso,

São pessoas descontentes consigo a nível familiar, profissional e social. Doença: Coração (Infarto) - O infarto do miocárdio se dá quando o suprimento de sangue a uma parte do músculo cardíaco é reduzido ou cortado totalmente. Isso acontece quando uma artéria coronária está contraída ou obstruída, parcial ou totalmente. Com a supressão total ou parcial da oferta de sangue ao músculo cardíaco, ele sofre uma injúria irreversível e, parando de funcionar, o que pode levar à morte súbita, morte tardia ou insuficiência cardíaca com consequências desde severas limitações da atividade física até a completa recuperação. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Verde claro - Promove o equilíbrio, a harmonia e a serenidade. Tem um efeito refrescante e tranquilizador, promovendo a sensação de confiança e segurança. É utilizado no tratamento de doenças cardíacas e circulatórias. Aromaterapia: Laranja - Essência extraída da casca da laranja, com propriedade calmante e anti-espasmódico. Cristais: Turmalina verde - Curativa em todos os sentidos, é capaz de purificar e fortalecer o sistema nervoso. Ajuda a equilibrar todas as áreas. Beneficia o sistema nervoso, o cérebro e o sistema imunológico. Estimula a criatividade e a comunicação. Ajuda a reconhecer e a evitar as energias negativas antes que estas se tornem maléficas.

Depressivo,

A depressão é uma séria desordem primariamente associada ao humor diminuído e, secundariamente associada a outros sintomas que afetam a vida em todos os seus aspectos Doença: Diabetes - Doença provocada pela deficiência de produção e/ou de ação da insulina, que leva a sintomas agudos e a complicações crônicas características. O distúrbio envolve o metabolismo da glicose, das gorduras e das proteínas e tem graves consequências tanto quando surge rapidamente como quando se instala lentamente. Nos dias atuais se constitui em problema de saúde pública pelo número de pessoas que apresentam a doença, principalmente no Brasil. Apresenta diversas formas clínicas. Terapias Alternativas: Cromoterapia: O amarelo simboliza o grau de perfeição: é luz, alegria, sabedoria, felicidade. Desperta e estimula as faculdades mentais, irradia alegria e otimismo, ajuda a dominar a depressão, afeta o sistema nervoso. É usada para o tratamento de diabetes. É a cor da sabedoria, do intelecto, criatividade, raciocínio e espiritual. Aromaterapia: Alfazema - Estimula o sistema nervoso e age sobre as emoções, deixando a pessoa mais calma. Cristais: Quartzo Rosa - Pedra da harmonia e extremamente calmante. Auxilia-nos no resgate da auto-estima, elimina a carência afetiva e a ameniza a depressão, a insônia, a ansiedade e a agressividade.

Entediado

A pessoa entediada não sente prazer no que faz, esta sensação ocorre durante atividades monótonas e repetitivas, pode ser de curta duração, quando as tarefas são concluídas ou, crônica, a ponto de se confundir com uma depressão. Leva a pessoa ao isolamento e perde as perspectivas em relação ao futuro. Doença: A anemia - A anemia pode ser aguda ou crônica. Na anemia aguda (perda súbita de sangue) a falta de volume no sistema circulatório é mais importante que a falta de hemoglobina. A perda de até 10% do volume sanguíneo, como a que ocorre numa doação de sangue, é bem tolerada. Perdas entre 10 e 20% causam hipotensão postural, tonturas e desmaios. Nas perdas acima de 20% há taquicardia, extremidades frias, palidez extrema, e hipotensão, depois choque, se a perda ultrapassar 30%, sem reposição imediata de líquidos intravenosos, o choque torna-se rapidamente irreversível e mortal. Nas anemias crônicas não há baixa do volume sanguíneo, que é compensado por aumento do volume plasmático.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Laranja - É uma cor equilibrante, combinação do amarelo e do vermelho, tendo efeito sobre o físico (vermelho) e sobre o intelecto (amarelo). Sua energia estimula os nervos, anemia, representa a alegria de viver, induz à iluminação mental, fortalece a vontade, estimulam os que sofrem debilidade mental, insegurança, falta de coragem. É tônico e regenerador. Aromaterapia: Laranja - Aroma doce e refrescante. Bom para sintomas de depressão, tensão nervosa e stress, revitalizando o organismo como um todo, melhora ansiedade, auxilia no tratamento de anorexia nervosa. Atua no físico tônico, anti-séptico e depurativo. Promove o desprendimento, a criatividade, a positividade, a alegria, a autoconfiança e a amabilidade. Dispersa pensamentos obsessivos da mente e o medo do desconhecido, promovendo assim o bem-estar e a comunicação entre as pessoas.  Cristais: Granada - As granadas mais comuns são as vermelhas sendo o símbolo da lealdade e do amor profundo. Estimula a criatividade e o sistema circulatório. Pode reciclar sentimentos, renovar o amor e acalmar a raiva. Revigora o sistema sanguíneo e o coração.

Estafado

Uma pessoa que cansa ao ponto da exaustão para cumprir as tarefas que lhe são pertinentes.  Doença: pulmonar obstrutiva crônica - todas as doenças pulmonares obstrutivas crônicas mais comuns: bronquite crônica, enfisema pulmonar, asma brônquica e bronquiectasias. A bronquite crônica está presente quando uma pessoa tem tosse produtiva (com catarro) na maioria dos dias, por pelo menos três meses ao ano, em dois anos consecutivos. Mas outras causas para tosse crônica, como infecções respiratórias e tumores, tem que ser excluídas para que o diagnóstico de bronquite crônica seja firmado. O enfisema pulmonar está presente quando muitos alvéolos nos pulmões estão destruídos e os restantes ficam com o seu funcionamento alterado. Os pulmões são compostos por incontáveis alvéolos, que são diminutos sacos de ar, onde entra o oxigênio e sai o gás carbônico.  Nesta doença há uma obstrução ao fluxo de ar, que ocorre na maioria dos casos, devido ao tabagismo de longa data. Esta limitação no fluxo de ar não é completamente reversível e, geralmente, vai progredindo com o passar dos anos.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Laranja - É uma cor equilibrante, combinação do amarelo e do vermelho, tendo efeito sobre o físico (vermelho) e sobre o intelecto (amarelo). A cor laranja tem ação fortalecedora sobre as funções mentais e corporais, aumenta a energia física, dissipando depressões, desânimo. Induz à iluminação mental, fortalece a vontade, estimulam os que sofrem debilidade mental, insegurança, falta de coragem. É tônico e regenerador. Aromaterapia: Eucalipto - anti-séptico, desinfetante, cicatrizante, antitérmico, expectorante, analgésico, anti-espasmódico, estimulante cardíaco, diurético, excelente desinfetante e purificador do ar. Cristais: Citrino - Ajuda muito no tratamento de bronquite, inclusive nas crises respiratórias, melhorando a sensação de opressão torácica. Pode ser indicado em todos os sintomas respiratórios com muita produção de catarro, como rinite e sinusite com coriza abundante ou pressão acima dos olhos, pneumonia, tosse com muita secreção.

Ferido,

Um homem ferido inicia um processo de reclusão, incluindo a própria família, em defesa de suas emoções. Doença: Tireoide - São lesões arredondadas (ovóides) que se desenvolvem na glândula tireoide, situados na região anterior e inferior do pescoço. Podem ser únicos ou múltiplos. Quando são únicos, são denominados nódulos isolados ou únicos (também denominados bócios uni nodulares). Quando múltiplos, constituem o bócio multilocular. São provocados por tumores benignos, tumores malignos, cistos, doenças inflamatórias (tireoidites) e bócio coloide nodular. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Azul - Estimula a intuição, introspecção e refaz a vitalidade perdida.  Indicado para pessoas com dificuldades de concentração, memória e aprendizado.  É indicado para estimular a autoconfiança. Aromaterapia: Alecrim - propriedades estimulantes, ativador da memória e nervos. Cristais: Sodalita - azul mais pálido e escuro, afasta medos e ilusões, equilibrando a mente, traz a compreensão, presença de espírito, inspiração capacidade de aprendizado, desenvolvimento da personalidade, melhora dos objetivos de vida.

Meditativo,

O homem meditativo volta-se para a reflexão, à busca da sabedoria, o equilíbrio nas decisões, mas pode tornar-se melancólico e com o pensamento obsessivo. Doença: Varizes - Varizes, ou veias varicosas, são veias dilatadas, com volume aumentado, tornando-se tortuosas e alongadas com o decorrer do tempo. Microvarizes são varizes intradérmicas, superficiais e, por esse motivo, adquirem uma coloração mais avermelhada ou arroxeada. São mais comuns em mulheres do que em homens.  Terapias Alternativas: Cromoterapia: Verde - O verde é a combinação do amarelo (sabedoria mental), e do azul (cor da verdade, espiritual). Representa equilíbrio, harmonia, serenidade. Cor agradável, refrescante, tranquilizante, estimula e cura, confere sentimento de segurança. Aromaterapia: Hortelã pimenta – analgésico, sedativo, antitérmico, expectorante, anti-séptico, anti-espasmódico, antibacteriano, anti inflamatório, digestivo, hepático. Cristais: Aventurina - Purifica mentalmente e emocionalmente. Neutraliza as emoções, trazendo o equilíbrio para o corpo físico. Elimina o medo e cura problemas relacionados a doenças da pele. Inspira independência, criatividade e saúde.

Melancólico

A melancolia caracteriza-se por ser um estado mental depressivo sem uma causa definida e pode apresentar-se de diversas formas como a falta de ânimo e de energia para realizar determinadas ações e pode.  Doença: Flacidez - É o enfraquecimento das fibras de sustentação dos tecidos. Tanto poderá acometer a pele ou a musculatura esquelética. Com o passar dos anos as fibras destes tecidos vão diminuindo sua sustentação com o envelhecimento das estruturas de colágeno e elastina. E dependendo do biótipo (estrutura corporal), atividades físicas, hábitos alimentares e principalmente a herança genética, configurará um quadro de maior ou menor propensão ao acometimento desta condição de desagradável consequência estética dentro dos padrões atuais de beleza. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarelo: É estimulante, purificador e eliminador, estimula a percepção, o intelecto e o sistema nervoso central, desperta esperança. O excesso pode gerar tensão. É uma vibração positiva que sugere alegria e divertimento. Auxilia nas situações de desespero e melancolia.  Aromaterapia: Alecrim - Energético natural atuando contra a depressão e o reumatismo, a ansiedade, stress, melancolia, dores musculares. Purifica o astral, liberta a memória, é refrescante e revigorante. Cristais: Carnélia - Energiza as partes psíquicas, emocionais e mentais. Fortalece o corpo através do emocional, trazendo coragem e resistência. Inspira concentração, felicidade e sociabilidade.

Nostálgico,

O homem nostálgico alimentado pela saudade retorna ao passado, analisando o que fez, não fez e como desejaria ter vivenciado as oportunidades que a vida lhe ofertou, de uma forma diferente.  Doença: Bexiga (Incontinência) - é a perda involuntária de urina da bexiga em situações impróprias, devendo ser objetivamente demonstrável. A incidência de incontinência urinária na mulher aumenta com a idade, atingindo 25% após a menopausa. A perda involuntária de urina atua de forma devastadora na qualidade de vida da paciente e pode ser adequadamente tratada. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Verde - O verde é a combinação do amarelo (sabedoria mental), e do azul (cor da verdade, espiritual). Representa equilíbrio, harmonia, serenidade. Cor agradável, refrescante, tranquilizante, estimula e cura, confere sentimento de segurança. Aromaterapia: Laranja - Combate insônias, nervosismo e ansiedade, relaxante, tranquilizador do sono e calmante. Atrai amor, humor e beleza. Cristais: Ágata - Desenvolve a coragem e a força, ajudando a descobrir a verdade e a aceitar o destino. Fortalece o corpo e a mente. É uma pedra energética e poderosa.

Retraído,

O homem retraído mantém seus pensamentos ocultos, reprime seus atos e furta-se do diálogo. Recolhe-se como defesa emocional. Doença: Angina - ou mesmo sem fator provocador aparente. A angina é uma dor que provoca medo, daí o nome angina, que significa medo, angor em latim. É uma dor que costuma deixar o paciente imóvel, assustado e que dura poucos segundos. A sensação de dor na angina é provocada pela diminuição do sangue que passa pelas artérias que irrigam o músculo cardíaco. Este é um sinal de que pouco sangue está irrigando o coração durante aquele momento, geralmente, durante algum esforço. Se o esforço diminuir ou cessar, a dor pode ceder. Se a pessoa continuar no esforço e a dor persistir pode significar que a angina progrediu para um estágio mais grave da doença, qual seja o infarto do miocárdio. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Verde: O verde é a combinação do amarelo (sabedoria mental), e do azul (cor da verdade, espiritual). Representa equilíbrio, harmonia, serenidade. Cor agradável, refrescante, tranquilizante, estimula e cura, confere sentimento de segurança. Tem influência calmante sobre o sistema nervoso.  Aromaterapia: Benjoim - Energizado, aquece e relaxa, ajuda à fertilidade, atrai sucesso, facilita a expressão em público e ajuda a tomar decisões. Cristais: Um poderoso harmonizador e curador da aura. Neutraliza a negatividade em qualquer nível. Inspira claridade e confidência e traz cura ao físico.

Solitário,

A solidão é uma condição inerente ao homem, faz parte da vida, alguns lidam bem com esta sensação até porque conseguem se entender que cada ser é uma unidade, outros não sabem lidar com ela e conhecem a frustração. Doença: Edema - O edema é o acúmulo anormal de líquido no espaço intersticial. Ele é constituído por uma solução aquosa de sais e proteínas do plasma, cuja exata composição varia com a causa do edema. Quando o líquido se acumula em todo o corpo, caracteriza-se o edema generalizado. Quando ocorre em locais determinados o edema é localizado, como por exemplo, o edema nas pernas de pessoas com varizes. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Azul - Estimula a intuição, introspecção e refaz a vitalidade perdida.  É indicado para estimular a autoconfiança, atrair amizades e reduzir o stress. Aromaterapia: Cipreste - Seu aroma é fresco, amadeirado, balsâmico adocicado e tenaz. No físico atua como: cicatrizante, anti-reumático, adstringente, anti-espasmódico, diurético, restaurativo, cicatrizante, vasoconstritor, tônico respiratório e calmante, indicado nos casos de circulação deficiente, edemas, tensão nervosa, e stress. Atua no emocional encorajando a mudança, o entendimento, a sabedoria, a paz interior, a verdade, o poder de escolha e o equilíbrio. Com sua poderosa direção, o cipreste auxilia na conexão com a sabedoria do universo. Oferece proteção e força para aqueles que estão inseguros e que perderam seu propósito de vida. Cristais: Calcita Ótica - A principal indicação é para reparos em situações de rompimento, de desligamento, de separação sejam físicas ou emocionais. Ele junta de novo aquilo que se separou da pessoa. Separações afetivas, perdas de entes queridos. Ajuda as pessoas que se encontram divididas em duas situações ou caminhos e precisam sair desse conflito.

 

EMOÇÃO DA ALEGRIA

É a emoção mais boicotada, a alegria expande o ego e contagia. A alegria é salutar, é desfrutar a vida com prazer e compartilhar com os amigos, parentes, entes queridos. Ter alegrias por suas vitórias, seus feitos e suas realizações é auto-estima. Os efeitos da alegria são impulsos fortalecedores da energia geral. Sendo a alegria uma emoção contagiante há tendência a aproximação física, toques, abraços afagos. Facetas da alegria:

Animado, Contente, Confiante, Espirituoso, Feliz, Interessado, Satisfeito.

Terapias Alternativas: Cromoterapia: O verde é a cor da firmeza, constância, perseverança, resistência, esperança, segurança, amor-próprio, autoafirmação e do orgulho. É uma cor passiva, defensiva, concêntrica, imutável, possessiva e repressiva. Sua influência assinala persistência, determinação e, em casos extremos, obstinação. O verde dá maior flexibilidade ao poder da vontade. Aromaterapia: Pode usar qualquer destes incensos: Benjoim - Essência extraída da resina - o aroma quente, balsâmico, lembra uma mistura de baunilha e chocolate. Tem propriedade Anti-séptica, antidepressiva, expectorante, sedativa e diurética. Empregado nas artrites, ferimentos, tensão nervosa, estresse e, principalmente, nos casos de catarro, bronquite, tosse e resfriado. Aumenta a criatividade, seja em trabalhos artísticos ou escritos. Elimina bloqueios espirituais. Ajuda a mergulhar em estado de meditação e a encontrar o equilíbrio interno. Também estimula a generosidade, a esperança, a fé e a compaixão. Canela - É indicado para questões financeiras e tranquiliza o ambiente. Usado em purificação energética de ambientes protegem do "olho-gordo", inveja e outras perturbações. Também é usado para atrair prosperidade. Estimula a sensualidade e favorece os assuntos de ordem material. Também permite conter a agressividade e desenvolver o senso de liderança. Cedro - Diminui a compulsão e o medo. Tem efeito vigorante aumenta a força física, indicado para purificar os ambientes, pois atrai vibrações de harmonia. Quanto aos negócios, ajuda a ter sucesso com as vendas. Desperta o apetite sexual. Cravo – Abre os caminhos, atrai dinheiro, destrói as energias negativas reinantes e confere segurança. Protegem de pessoas mal-intencionadas, pensamentos negativos subconscientes. É uma das mais poderosas defumações protetoras. Ajuda a controlar as emoções e a superar o medo e o complexo de inferioridade. Fortalece internamente e afasta o sentimento de rejeição. Mirra – Usado para limpeza da casa, afasta maus fluidos e abre caminho, é também poderoso condutor de entidades do astral. Estimula a intuição, aumenta a consciência, acalma os medos relativos ao futuro. Indicado em terapia de regressão de vidas passadas. Poderoso no equilíbrio das funções do corpo, balanceando o físico e o espiritual. Cria o ambiente ideal para preces, meditações e trabalhos espirituais. Serve para abençoar e proteger. É muito utilizado para proteger amigos. Olíbano - Tem um aroma doce e picante. Este óleo vem sendo utilizado como incenso por milhares de anos. Algumas gotas colocadas em um aromatizador têm efeito estimulante, antidepressivo e estimula a concentração. É adstringente, cicatrizante, digestivo e é muito usado nos casos de bronquite, tosse, catarro, laringite. Pode ser usado como tônico rejuvenescedor para peles maduras. É usado pelos povos africanos para ajudar na concentração de espíritos e divindades positivas. Cristais: Ágata - A ágata é uma variedade translúcida da Calcedônia, pertencente ao grupo dos quartzos criptocristalinos.  Possuem bandas curvas ou irregulares de diferentes cores, tons ou transparências da mesma cor, tais como marrom, vermelho, branco, cinza e azul acinzentado. As cores muito vivas são quase sempre resultado do tratamento para realçar a cor natural. Está ligada à Terra, ajuda no equilíbrio físico e mental, melhorando a autoconfiança e aperfeiçoando a auto-estima. Atrai heranças, protege contra roubos, ajuda nos partos, atrai o sexo oposto, protege contra energias negativas, atrai dinheiro, bons empregos, fortalece o coração, dá coragem, é um antídoto contra venenos. Diminui as febres e tem até mesmo as propriedades das águas refrescantes. Aguça a visão, ilumina a mente, concede eloquência, auxilia na descoberta de tesouros, aumenta a vitalidade, vigor, coragem, longevidade, cura e proteção. Use ágata de cor musgo ou branca e preta.

Eufórico, deslumbrado, otimista

Doenças: O excesso de entusiasmo, euforia e otimismo provocam doenças cardíacas. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Marrom - o marrom representa a constância, a necessidade de segurança, a dependência, a disciplina e a uniformidade, induzindo ainda à observação de regras. Como o marrom é uma espécie de vermelho escurecido, ele possui a vitalidade e a força impulsiva do vermelho, só que de forma atenuada pelo preto neutralizante. Assim, o marrom é uma cor que transmite uma vitalidade passiva. É uma cor indiferente, comumente preferida por religiosos e andarilhos. Aromaterapia: Hortelã - Grande inibidor da fome evitando o consumo desnecessário de alimentos. Bom para o equilíbrio emocional. Anula as energias negativas. É muito indicado para aumentar a compreensão, o poder de decisão, a ordem e a consciência. É sinônimo de boa atividade e praticidade. Cristais: Quartzo fumê - Este quartzo bloqueia nosso corpo contra as energias negativas, traz equilíbrio às emoções, nos dá força para caminhar quando há o medo de errar, nos traz a vontade de aprender e também, de reconhecer nossos erros.

 

EMOÇÃO DO AFETO

Emoção presente nos estados de amor, em seus diversos rótulos, amor maternal, paternal, filial, fraternal e romântico. O afeto expande a alma engrandecendo-a, correlaciona-se ao prazer, sexo e ao amor, induzindo-nos a uma aproximação física tão grande que permite ou traz proteção e reprodução. Facetas do Afeto:

Encabulado, saudoso

Estas emoções afetam os relacionamentos afetivos em todos os níveis. Terapias Alternativas Cromoterapia: Violeta é uma cor resultante da mistura do vermelho com o azul, conservando as propriedades de ambos, embora seja uma cor distinta. Tenta unificar a conquista impulsiva do vermelho com a entrega delicada do azul. É a cor da identificação com o lado misterioso da vida. Permite a sensação de fusão entre o sujeito e objeto, entre o indivíduo e o todo. É, definitivamente, uma cor ligada ao sonho, ao estado mágico da mente, aos desejos espirituais. É a cor de pessoas inseguras emocionalmente e com certa instabilidade psíquica. É uma cor feminina, transmitindo misticismo, identificação cósmica, intimidade, sensibilidade. Aromaterapia: Jasmim – Calmante, antidepressivo, estimulante da sensibilidade, sempre usado na composição de perfumes afrodisíacos aumenta a resistência física e melhora os negócios. Acalma o ambiente. Destruidor de obstáculos. É usado para abrir caminhos com amor. Ajuda a superar o estresse e o esgotamento nervoso. Proporciona fé e favorece a prática de meditação. Cristais:   Água Marinha - Representa a capacidade de verbalização, a expressão da verdade interior e universal através da palavra falada. Relaciona-se com a essência de cada ser, trabalhando a pureza, a inocência, a clareza de visão e a compreensão sensível. Tem um grande efeito de equilíbrio em diversos níveis, estabilizando os corpos emocional, mental e físico.

Apaixonado

Terapias Alternativas: Cromoterapia: É uma cor equilibrante, combinação do amarelo e do vermelho, tendo efeito sobre o físico (vermelho) e sobre o intelecto (amarelo). Sua energia estimula os nervos, anemia, representa a alegria de viver. A cor laranja tem ação fortalecedora sobre as funções mentais e corporais, aumenta a energia física, dissipando depressões, desânimo. Induz à iluminação mental, fortalece a vontade. Aromaterapia: Alecrim - Energético natural atua contra a depressão e o reumatismo, a ansiedade, stress, indecisões, purificam o astral, liberta a memória, é refrescante e revigorante. Cristais:  Citrino - Pedra base para a realização pessoal. Efetiva na concretização de negócios, trabalho, emprego. Descomplica o cotidiano, esclarecendo as confusões mentais. Simboliza a luz do sol nascente, e por isso é extremamente benéfico para ser usado no início de um ciclo, de um projeto ou de uma nova fase.

Deslumbrado, malicioso, vidrado

Estas emoções podem levar o indivíduo a uma fuga da realidade de sua vida. Terapias Alternativas: Cromoterapia: Amarelo - É a cor da vivacidade, da alegria, do desprendimento e da leveza. Induz ao relaxamento, desinibição, brilho, reflexibilidade, alegria espirituosa e da espiritualidade. Psicologicamente o amarelo está ligado à liberação da carga da responsabilidade excessiva, à redução dos complexos, à diminuição da inquietação, ansiedade e preocupações, de forma suave, mas não inconsequente. É uma cor ativa, expansiva, ambiciosa, excêntrica e inquiridora. Está ligada a originalidade, a mente radiante, a franqueza, a luz solar e a felicidade. Aromaterapia: Verbena - Afasta a negatividade, tristeza e melancolia, nos libera de energias negativas atraindo a desenvoltura, alegria e bom astral afastam a tristeza, a negatividade. Promove o bom astral. Cristais: Ametista - Excelente para meditação, insônia, ansiedade e medo exagerado, medo do desligamento e medo da morte. Acalma e suaviza a mente, eleva o espírito, reequilibra e aumenta a consciência intuitiva, protege contra vibrações negativas. Aumenta o pique e a energia. Para energia mental congestionada, dificuldade de desligar a mente até para dormir. Indicada para angústia, depressão, pânico e desespero.

 

Doenças psicossomáticas

Doenças psicossomáticas (a palavra somatos, em grego, significa corpo) são manifestações orgânicas que podem ser provocadas ou cujos sintomas podem ser agravados por problemas mentais ou emocionais. É um processo pelo qual a pessoa “transfere” para o organismo a carga emocional decorrente de algum problema que está vivendo. A consequência, muitas vezes, é o surgimento de uma doença ou o agravamento de uma já existente. Em outras palavras, é quando a pessoa, por não saber expressar suas emoções e seus conflitos de forma adequada, acaba por armazenar suas tensões em seu corpo. Isso desencadeia processos no organismo, gerando o estresse que, em longo prazo, provoca o aparecimento de doenças. Todos nós já percebemos que, quando passamos por momentos importantes de tristeza, ansiedade, raiva e problemas afetivos, nosso organismo reage. Conflitos que não encontram espaço para serem resolvidos na mente são transferidos para o corpo.

I - SISTEMA CIRCULATÓRIO

 - Coração - entusiasmo e motivação pessoal.

- Problemas cardíacos em geral - desânimo e desmotivação.

- Angina - firmeza aparente, que esconde amarguras e sofrimentos. Dos falsos valores, perda da motivação e entusiasmo pela vida.

- Infarto - desmoronamento - Taquicardia - entusiasmo reprimido.

- PRESSÃO ARTERIAL - fuga dos conflitos que envolvem a afetividade.

- Pressão Alta - fuga através da preocupação ou dedicação excessiva aos afazeres.

- Pressão Baixa - fuga pelo esquecimento, o desejo de abandonar tudo.

- Sangue - expressão da individualidade, fiel representante da alma, que dá vida ao corpo.

- Anemia - falta de ânimo e vitalidade.

- Coagulação sanguínea - (in)capacidade de se refazer mediante as perdas.

- Hemorragia - desrespeito ao ritmo interno, ultrapassando os próprios limites e perdendo-se no que faz.

- Leucemia - ressentimento por não conseguir manter a integridade na vida.

- Tipos Sanguíneos:

A - Pessoas conservadoras, detalhistas, harmoniosas, prestativas, sem pretensões de liderança.

AB - Pessoas colaboradoras, cumpridoras de compromissos, prestativas.

B - Pessoas com autoconhecimento, que sabem o que querem, mas com dificuldades para lidar com os outros.

O - Pessoas comunicativas, com capacidade de liderança, convincentes, determinadas, expressivas

- Vasos Sanguíneos - senso de direção e limites.

- Aneurisma - negação da própria fragilidade e limitações, abraçando causas externas. Alta responsabilidade para se manter no poder e controle da situação.

- Arteriosclerose - resistência ao novo.

- Flebite - intransigência e irritação diante de obstáculos.

- Trombose - pessimismo e limitação na vida.

- Varizes - estagnação numa situação desagradável, frustração por não realizar idéias e objetivos. Fazer de tudo, menos o necessário.

II - SISTEMA DIGESTIVO

- Afta - autopunição por sentir-se despreparado e negar a própria capacidade.

- Dentes- decisão, vitalidade e força agressiva.

- Canal - índole, senso moral e familiar.

- Cáries - indecisão, perda da solidez interior.

- Diabetes - depressão, falta de docilidade, pessimismo.

- Hipoglicemia - ansiedade, resgate do tempo perdido.

- Digestão - elaboração e aceitação dos acontecimentos.

- Esôfago - realismo.

- Esofagite - constante irritação.

- Hérnia de hiato - sentimento de culpa.

- Estômago - processador das emoções básicas.

- Estomatite - sentimento de invasão e incapacidade de sustentar o próprio ponto de vista.

- Faringe - aceitação dos fatos triviais.

- Faringite - irritação por não saber lidar com episódios desagradáveis.

- Fígado - órgão da mudança, força agressiva.

- Cirrose - autodestruição.

- Hepatite - resistência ao novo, gerando bloqueios.

- Glândulas Salivares - sentimento de segurança.

- Caxumba - sentimento de impotência.

- Síndrome de Sogarem (SS) - revolta e indisposição em absorver os episódios da vida.

- Hemorroidas - apego às mágoas do passado.

- Intestino Delgado - absorção e aproveitamento das experiências de vida. Capacidade de entendimento.

- Diarreia - súbito desapego, sem elaborar a experiência.

- Intestino Grosso - expressão dos mais profundos sentimentos. Doação e generosidade.

- Intestino preso - recusa na exteriorização dos sentimentos.

- Prisão de ventre - meticulosidade, atrapalhar-se com detalhes, contenção da espontaneidade.

- Língua - prazer e articulação da expressão.

- Mau Hálito - desejo inconsciente de distanciar as pessoas.

- Maxilar - dosagem da força agressiva

 - Gengiva - firmeza nas decisões.

- Gengivite - frustração por não conseguir sustentar decisões.

- Náusea e Vômito - resistência e recusa a situações.

- Pâncreas - abrir-se para a vida e as pessoas, extraindo o melhor da situação. Alegria e descontração em viver.

- Depressão no Pâncreas - quadro psicológico que acompanha as principais doenças pancreáticas.

- Pancreatite - amargura, frustração e raiva.

- Suco Gástrico - resposta mental às situações da vida.

- Gastrite - atividade mental proporcionalmente maior que os fatos.

- Úlcera - não se permite falhar nem compartilha os problemas. Agressividade sufocada.

- Vesícula Biliar - sentir-se em condições de enfrentar os grandes obstáculos da vida.

III - SISTEMA REPRODUTOR

- SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

- Frigidez - bloqueios que impedem a entrega no ato sexual.

- Mamas - feminilidade e afetividade, capacidade de entrega e doação.

- Amamentação - capacidade de doação.

- Coceira - insatisfação com a dedicação ou a forma como é tratada pelos outros.

- Flacidez - falta de sustentação interior, perda da autoconfiança.

- Mastite - conflitos durante a dedicação.

- Nódulos - bloqueios afetivos.

- Menstruação - renovação, desprendimento e aceitação da feminilidade.

- Amenorreia - regressão na maturidade feminina, apego a situações ou pessoas que foram marcantes.

- Menopausa - maturidade emocional.

- Outros problemas - rejeição da própria feminilidade, dificuldade em lidar com mudanças.

- Ovários - criatividade feminina

- Cistos - criatividade sufocada, culpa pelas idéias que deram errado.

- Ovário policístico - confusão mental, dificuldade em expor idéias.

- Tubas Uterinas - elaboração das idéias, forma como se expressa a criatividade.

- Infertilidade/esterilidade - sentir-se incapaz de sustentar uma situação (igual para os homens)

- Laqueadura - influência negativa na elaboração das idéias.

- Útero - natureza feminina, originalidade e espontaneidade.

- Miomas e Fibromas - deixar-se moldar pelo externo, não preservar sua natureza íntima.

- Vagina - prazer na vida e no sexo.

- Coceira - expectativas frustradas em relação ao prazer ou ao parceiro.

- Corrimento - profundos ferimentos afetivos ou sexuais.

- Ressecamento - despreparo para o prazer.

- Vaginismo - falta de soltura e entrega ao prazer.

- SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

- Pênis - prazer masculino, capacidade de concretizar os objetivos da vida.

- Disfunção erétil – auto depreciação, inferioridade e fracasso na vida.

- Próstata - caráter masculino.

- Deixar de ser original e perder o caráter.

- Testículos - criatividade masculina.

IV - SISTEMA RESPIRATÓRIO

- Brônquios - relação entre os mundos interno e externo, interação harmoniosa com o ambiente.

- Asma brônquica - sentimento de inferioridade disfarçado pelo desejo de poder e controle do ambiente.

- Bronquite - dificuldade de relacionar-se com o ambiente. Incapacidade de expressar sentimento de agressão. Necessidade de chamar atenção, isolar-se ou fazer chantagem.

- Fossas Nasais - primeiro contato entre o externo e o

interno, habilidade para lidar com os palpites e sugestões dos outros.

- Gripe ou resfriado - confusão interior, despreparo

para lidar com mudanças, falta de confiança no novo.

- Rinite - abalar-se pelas confusões do ambiente, não se permitir errar, adotar comportamento exemplar.

- Sinusite - profunda irritação com alguém bem próximo, decepção provocada pelas expectativas.

- FENÔMENOS RESPIRATÓRIOS

- Bocejo - mobilização orgânica para refazer-se do desgaste físico ou da perda energética, desprendimento da negatividade agregada.

- Espirro - impulso de defesa contra idéias ou energias negativas.

- Ronco - teimosia, rigidez de idéias.

- Soluço - ansiedade e medo do desfecho de uma situação.

- Tosse - regressão dos impulsos agressivos e desejo de atacar.

- Laringe - seleção e discernimento entre idéias e fatos.

- Calos nas Cordas Vocais - revolta e aspereza na forma de falar.

- Disfunções da Fala - contenção dos impulsos.

- Engasgo - ser surpreendido por coisas que vêm atravessadas.

- Gagueira - incapacidade de falar por si, tolher-se na expressão.

- Laringite - irritação por não conseguir manter sua força de expressão, frustração por não falar o que pensa.

- Voz - via de expressão do ser.

- Pulmões - órgãos de contato e relacionamento com a vida e o ambiente.

- Edema - apego emocional seguido de desmotivação e perda da vontade de viver.

- Enfisema - medo e negação da vida, dificuldade em encarar os obstáculos.

- Pneumonia - cansaço da vida, irritação por se doar muito aos outros sem retorno.

- Tuberculose - crueldade e desejo de vingança sufocado.

V - SISTEMA URINÁRIO

- Bexiga - necessidade de aliviar tensões emocionais e psicológicas.

- Cistite - irritação com o parceiro ou com as intrigas no lar, traumas sexuais ou culpa pelas atitudes incorretas de alguém querido.

- Enurese noturna - emoções reprimidas, tensões e medos liberados durante o sono.

- Incontinência Urinária - medo de perder o controle emocional em situações afetivas.

- Uretrite - sentir-se irritado e chateado com as situações ao redor.

- Outros Problemas na Bexiga - apego a situações do passado, frustração e vitimíssimo.

- Rins - correspondem ao âmbito da parceria: capacidade de amar e de se relacionar.

- Cálculos renais - apego às complicações afetivas. Cultivar mágoas e cultivar excessivamente os entes queridos.

- Cólica renal - apego a quem ama, não admitir nenhum tipo de ruptura no relacionamento.

- Outros Problemas Renais - dificuldades nos relacionamentos.

 

 MÉTODOS DE ADMINISTRAR AS EMOÇÕES

A ferramenta correta é busca do autoconhecimento e administrar o temperamento e o ego, com razão e sabedoria.

TEMPERAMENTO

Os temperamentos se dividem em quatro grupos distintos, o Colérico, o Melancólico, o Fleumático e o Sanguíneo. Eles acrescentam forças ou fraquezas.

Colérico

Forças - Enérgico - vivaz, ativo, ardente, prático, independente, vontade férrea. Decidido, toma com facilidade decisões para si mesmo como para os outros; para ele, "a vida é atividade" – não precisa ser estimulado pelo meio em que vive ao contrário é ele quem estimula seu ambiente com idéias, planos e ambições infindáveis. Possui um cérebro perspicaz e prático – sua atividade tem sempre um objetivo, toma atitudes definidas diante de problemas e muitas vezes encontramo-lo em campanhas contra injustiças sociais ou situações prejudiciais à moral; Não vacila sob a pressão do que os outros possam pensar, não se amedronta diante das adversidades; elas têm o dom de encorajá-lo. Audacioso, possui uma firmeza inabalável e frequentemente, obtém sucesso, onde os outros fracassam  devido a sua persistência. Otimista e Chefe nato.

Fraquezas – Insensível. cruel, irado; autossuficiente; agressivo, amargo, rancoroso, impetuoso, orgulhoso, arrogante, vaidoso, astucioso, impaciente, sarcástico.

Muitos dos grandes generais foram coléricos. Ele pode vir a ser um bom gerente, planejador, produtor ou ditador, e até um criminoso, dependendo dos seus padrões morais. As necessidades espirituais básicas do temperamento Colérico são: o amor, a paz, a bondade, a paciência, a humildade e a benevolência.

Melancólico

Forças - É o mais rico dos temperamentos, pois é um tipo analítico, abnegado, bem-dotado; Amigo muito fiel; Artista - desfruta grande prazer com as belas artes. Sua excepcional habilidade analítica o capacita a diagnosticar apuradamente os obstáculos e perigos de qualquer projeto de cujo planejamento participe. Habilidoso, minucioso, idealista, dedicado, sensível, leal.

Fraquezas - Egocêntrico – são inclinadas à autoanálise, àquela benévola autocontemplação que paralisa a energia e a vontade. Hipocondríaco, desconfiado, pessimista, teórico, confuso, crítico e inflexível, perfeccionista, caprichoso, deprimido e sombrio, tendência a retroceder ao passado – fuga da realidade, vingativo.

Muitos dos grandes gênios do mundo – artistas, músicos, inventores, filósofos, educadores, e teóricos, eram de temperamento Melancólico. As necessidades primordiais são o amor, a alegria, a paz, a bondade, a fé e o autocontrole.

Fleumático

Forças - Calmo, frio, bem equilibrado. A vida para ele é uma experiência feliz, serena e agradável – pouco se envolve, coerente, possui uma combinação muito eficiente de habilidades, sente muito mais emoção do que demonstra e tem grande capacidade de apreciar as belas artes e as melhores coisas da vida. Embora seja tímido, gosta do convívio social, para ele não faltam amigos, tem um mordaz senso de humor ingênito – é o tipo de indivíduo que consegue manter muitas pessoas "as gargalhadas" sem jamais deixar escapar um sorriso. Possui a capacidade única de encontrar algo de engraçado nos outros e nas ações deles, possui um cérebro organizado, ótima memória e, frequentemente é um ótimo imitador. Simpático e de bom coração, cumpridor, eficiente, prático. Nunca aceitará a liderança por sua própria vontade, mas quando ela lhe é imposta prova ser um chefe capaz. Diplomata - exerce uma influência conciliadora sobre as pessoas e é um pacificador inato.

Fraquezas - Moroso e indolente provocador, calculista, egoísta, indeciso, temeroso, desconfiado; pretensioso, desmotivado, contemplativo.

As pessoas de temperamento Fleumático, tem maiores possibilidades de serem diplomatas, administradores, professores, técnicos. As necessidades primordiais do espaço são o amor, a bondade, a docilidade, a temperança e a fé.

Sanguíneo

Forças - Cordial, eufórico, vigoroso, vive para o presente, consequentemente, tem a tendência de ser otimista, bom companheiro, receptivo por natureza. Natureza apaixonada, emotiva, espontânea, bondosa. Compreensivo - conseguem sentir, verdadeiramente, as alegrias e tristezas dos indivíduos com quem convive. Comunicativo - gosta do convívio social. É a vida do grupo, pelo seu jeito alegre e folgazão. Simpático, crédulo. Possui um repertório inesgotável de casos interessantes os quais narra dramaticamente. Fala antes de pensar, mas sua franca sinceridade desarma muito dos seus interlocutores, obrigando-os a reagir com a mesma disposição de espírito, amável, amistoso e compassivo.

Fraquezas - Pouco prático, desorganizado, agitado, barulhento. Raramente é bom estudante, devido a seu espírito inquieto. Indisciplinado, ânimo fraco (não é resoluto ou leal); não conhece as suas limitações, medroso, exagerado, egoísta, volúvel, impulsivo, inseguro, egocêntrico, emocionalmente instável.

As pessoas sanguíneas enriquecem o mundo. São bons vendedores, funcionários de hospitais, professores, conferencistas, atores, oradores e, ocasionalmente, bons chefes. As necessidades espirituais básicas do temperamento Sanguíneo são:  abstinência ou autocontrole, paciência, fé, paz e bondade.

 

EGO

O Ego é muito estudado através da Psicologia, Filosofia e outras disciplinas afins. Falar de Ego é falar do abstrato e dos verbos sentir e ousar. Sentir porque o Ego é individual, portanto, não existem regras coletivas pré-definidas. Ousar porque na conscientização de sua essência o (Eu), homem pode polir seu Ego em seu próprio benefício e dos demais que fazem parte de seu ambiente familiar, social e profissional. Muitas vezes o homem transfere seus fracassos a terceiros e esquece ou não sabe que seu inimigo feroz está em seu interior e tem o nome de Ego, mas para conhecê-lo é necessário a análise e autoconhecimento, desta forma, é mais fácil usar os cinco sentidos e crucificar o meio ambiente.

Para vencer seu inimigo feroz e não ser vencido é necessário que o homem obedeça ao princípio da realidade, ou seja, à necessidade de encontrar objetos que possam satisfazer ao id (reservatório de energia psíquica) sem transgredir as exigências do superego. Quando o Ego se submete ao id, torna-se imoral e destrutivo, ao se submeter ao superego, enlouquece de desespero, pois viverá numa insatisfação insuportável. Desta forma, é imprescindível ao homem, uma plena tomada de consciência e reconhecer suas deficiências, desenvolver uma auto-análise da condução de seus pensamentos, palavras e obras para concluir se está alimentando seu Ego de forma útil ou nociva. Mediante a constatação de um Ego psicológico doente o primeiro passo é extirpar o abstrato lesionado e através da aprendizagem, ter a exata noção de compreender algo que se apresenta desafiador.  A intencionalidade de aprender deve estar presente em toda tentativa de aprendizagem. 

O homem tem que ter consciência que o EGO não é obrigado a se escravizar as emoções. Um EGO saudável elimina as mazelas psíquicas. São inúmeros os fatores que nutrem de forma nociva um EGO, os mais graves são:

Gula

A Gula pode significar fuga do sexo de forma inconsciente, pois os tabus fazem parte de uma grande maioria de famílias com relação a este assunto, considerando a vida sexual plena um grande pecado,  também pode simbolizar fuga de vários tipos de sentimentos e dificuldades, os quais fazem com que a pessoa viva em eterna ansiedade. A Ansiedade é a causadora da busca compulsiva pela comida, sinaliza na mente o perigo físico ou emocional. Quando os sintomas como: preocupação descontrolada, inquietação, irritabilidade, apreensão, tensão muscular e problemas de concentração se tornam persistentes, afetando os hábitos e padrão de vida comum é chamado de Transtorno de Ansiedade Generalizada.

A Gula no sentido literal é o excesso de comer e beber, simbolizada na voracidade que devora e destrói. Podemos relacionar que ao devorar o alimento compulsivamente, tenta-se, ainda que inconsciente, destruir o que está dentro, formando um círculo vicioso, autopunição e autodestruição. Quando o excesso perde os limites, causa transtornos alimentares, acarretando diversas doenças gastrointestinais e, quando se apresenta o diagnóstico, não existe mais a possibilidade da cura.

A Gula não se restringe a alimentação apenas, existe também a Intelectual, na qual o indivíduo, por considerar sua potencialidade em baixa, desenvolve o complexo de inferioridade e usa a mente de forma abusiva para absorver  conhecimentos, pois conclui que só suprirá suas expectativas através da sabedoria, ou seja, ao invés de alimentos engole ensinamentos.

Outra forma de desenvolver o processo da Gula é com relação ao poder, ou seja, o indivíduo se torna o ápice central de qualquer aspecto, familiar, profissional, afetivo, cabendo a ele dispor e indispor sobre seus semelhantes, afetando a estabilidade e afetividade em geral.  A Gula corresponde ao elemento Água.

Localização da Gula:

Chacra: No segundo Chacra, localizado na altura dos órgãos genitais.

Corpo Biológico: Rege a sexualidade, a criatividade e os sistemas responsáveis pela assimilação dos nutrientes.

Terapia para trazer a cura: Use a cor laranja em vestuário, roupas de cama e mesa. Faça uma análise, busque a origem de suas carências e procure suprir ordenadamente, deixe sua criatividade aflorar, viva todos os aspectos na plenitude, sem medos de represálias, reconheça seu real valor e aprenderá que nada material supre a autoestima.

Luxúria

A Luxúria é desenvolvida por pessoas inseguras que podem ter uma sede sexual muito intensa, pessoas que ainda não descobriram que o verdadeiro relacionamento está alicerçado no amor e não no fogo da paixão. São pessoas que não se sentem amadas e compensam esta falta com a supervalorização de corpos, apenas para satisfazer desejos físicos e, esta forma de cultuar o belo traz a angústia e a insatisfação. A mola propulsora se origina da educação familiar que reprime seus filhos de todo impulso sexual e da grande diferença que a mulher estabelece entre sexo, amor e intimidade e, a pouca importância que os homens tendem a dar aos dois últimos, tornando-se fonte de muitos conflitos nos relacionamentos.

O homem desde pequeno é incentivado a ter várias mulheres, experimentar todos aos prazeres da vida e mostrar sua masculinidade através de seus inúmeros amores e, muitas vezes este homem viaja entre a realidade e a fantasia, sem realmente ter satisfação interior.

Na atualidade tanto o homem como a mulher, por terem medo de assumir um compromisso saudável proporcionam a proliferação da Luxúria e isto lhe trará sérios conflitos internos, se afastando do caminho do autoconhecimento e da busca espiritual e quando conseguem emergir concluem que são os causadores de seus fracassos amorosos.

Aprenda a se amar, se respeitar, se valorizar, viva sua sensualidade ordenadamente, desta forma você conseguirá suas satisfações a nível físico e emocional. A Luxúria corresponde ao Elemento Ar.

Localização da Luxúria:

Chacra: No quinto Chacra, o laríngeo, localizado na altura da garganta e ligado à comunicação e à expressão (também criativa e artística).

 Corpo Biológico: corresponde à glândula tireoide, que fica no pescoço e controla a produção hormonal e as funções metabólicas

Terapia para trazer a cura:  Procure usar tons de azul em vestuário, roupas de cama e mesa. Dedique-se as artes em geral como pintura, a dança, a expressão tanto verbais como a escrita. Use seu tempo de folga para lazer saudável e desenvolva sua criatividade, deixe seus talentos aflorar, escute músicas produzidas por instrumentos de sopro e cordas.

Ira

A Ira é a soma de várias emoções como a raiva, o ódio, é um sentimento reprimido, o qual é liberado como um impulso momentâneo que afeta nossos pensamentos, palavras e obras, desencadeando uma série de atitudes destrutivas simbolizada pela falta de maturidade. A Ira é a soma da negação de afetividade ou agressividade na infância e age como um instinto de defesa quando o indivíduo se sente em perigo físico ou emocional e, muitas vezes, se torna uma reação irracional. Esta emoção má maioria das vezes faz com que o indivíduo odeie a si próprio, desta forma, é necessário que busque a raiz da emoção que está bloqueada, ter a coragem de enfrentá-la, usando a razão para nortear suas emoções.

Ela afeta a vida familiar, social, afetiva e profissional e, em todos os aspectos, traz desavenças e agressividade.

A Ira esconde autocrítica, a cobrança constante de acertos, o medo de enfrentar, competir e ser derrotado, os complexos de inferioridade ou superioridade, a incapacidade de agir com a razão, o desejo de vingança e da destruição. A Ira está ligada ao Elemento Fogo. 

Localização da Ira

Chacra: No primeiro Chacra, chamado básico, que fica na base da coluna e corresponde à cor vermelha.

Corpo Biológico: Está ligado às necessidades primárias e ao instinto de sobrevivência.

Terapia para trazer a cura: Use a cor vermelha em vestuário, roupas de cama e mesa, esta cor deve ser usada com cautela. Uma excelente terapia são os exercícios físicos, os esportes que lhe facilitam liberar as energias, a meditação, olhar seu Universo com os olhos da alma, buscando a beleza e a harmonia com tudo que lhe rodeia e, o mais importante aprender a amar e valorizar a si próprio. Como a Ira está ligada ao Elemento Fogo, escreva tudo que sente e queime o papel, este Elemento tem o poder de destruir toda a nocividade. Mas, a melhor terapia é a do perdão, perdoe em primeiro lugar a você e, posteriormente seu semelhante, desta forma, encontrará sua paz interior.

Preguiça

A preguiça simboliza falta de confiança, o querer não fazer nada, é a não aceitação ou aversão a rotina, falta de interesse em solucionar os problemas, o não querer aprender, querer sentir, pensar, é uma eterna lentidão, um adiamento constante de compromissos, projetos, definições de metas, mas sua essência é uma profunda insegurança em sua própria capacidade de agir, nada o incentiva, nem mesmo o sofrimento alheio, pois não se permitem pensar em soluções. Esta inércia afeta sua produtividade profissional, sua relação familiar e afetiva, pois o indivíduo sente um falso estado de conforto que é traduzido por estado de letargia, de fraqueza que atravanca o progresso no plano material e espiritual.

Localização da Preguiça

Chacra: No sexto Chacra, batizado de frontal e simbolizado pelo azul-índigo.

Corpo Biológico: Fica entre as sobrancelhas e está relacionado a intuição, percepção sutil e ativação das funções mentais.

Terapia para trazer a cura: Use a cor índigo nas práticas de análise, meditação, escutando mantras, músicas com harpas, flautas ou outras relaxantes. Desta forma sua mente se esvaziará das preocupações do dia-a-dia e você desenvolverá o processo de aceitação de suas tarefas, aprendendo a confiar em sua intuição. 

Inveja

O indivíduo ao fazer comparações experimenta uma mescla de raiva e tristeza, resultante da Inveja, considerado um sentimento muito primitivo. O que move a Inveja é comparar o que temos com o que o outro tem, em qualquer plano de consciência ou expressão. O Eu invejoso atua em qualquer circunstância, até mesmo com o sofrimento alheio, pois sua meta é minar o outro no sucesso profissional, afetivo, qualidades psicológicas, qualidades espirituais, etc. O indivíduo ao sentir-se diminuído perante a sociedade tem a tendência de desenvolver o complexo de superioridade que nada mais é do que a inveja embutida e, desta forma, evita a sensação de fracasso, de não ter ou não poder. Este sentimento não permite que a luminosidade de alguém seja observada, porque na verdade a cor da inveja é a treva a qual não permite a entrada da luz.

O Eu Invejoso danifica o homem, pois destrói os sentimentos puros e positivos, diminuindo a auto-estima, o crescimento material e espiritual e lança a semente do ódio, pois este homem a nega com veemência.

Esta projeção é reflexo da educação infantil à nível social e familiar, pois a “comparação”, na maioria das vezes é incentivada por familiares, amigos e mestres em vários aspectos, no decurso do crescimento, desde a infância. Afeta em todos os níveis, internos e externos do indivíduo, pois a falta de confiança em si, somada ao sentimento de impotência, colabora para acentuá-la. Se houver aprendizado no indivíduo ele pode reverter este sentimento em seu benefício, ou seja, seu autoconhecimento.

Localização da Inveja

Chacra: No terceiro Chacra, conhecido por plexo solar, ou esplênico, na região do estômago.

Corpo Biológico: responsável pelo metabolismo e pelas funções digestivas.

Terapia para trazer a cura:  Use tons de amarelo no vestuário, roupa de cama e banho. Trabalhe o sentimento de comparação e o transforme em metas saudáveis a ser alcançadas, não desenvolva para si a autopiedade, a autodestruição, reconheça sua essência interior, suas qualidades em todos os aspectos e observará que não é difícil ser produtivo e feliz.

Orgulho

O indivíduo que não conhece seu interior, nada lhe satisfaz, tudo é um vazio, está propenso ao Eu Orgulhoso, pois o mesmo está diretamente relacionado com a falta de amor-próprio. O desejo do poder, tanto a nível profissional, como bens materiais e até mesmo, relacionamentos afetivos, faz com que este indivíduo se sinta orgulhoso de ser o senhor absoluto do que tem em mãos. Este indivíduo por certo traz o Eu Orgulhoso como herança da educação familiar, ocasionado por um desamparo, fragilidade, falta de amor, falta de diálogo, ou mesmo uma impotência de lidar com sua estrutura.

O Orgulho distancia o indivíduo de sentimentos puros como a humildade, o amor universal, o caminho da religiosidade, muitas vezes acordando quando não existem mais oportunidades de aprendizagem, de reconstruir o que o Eu Orgulhoso, semeou em sua caminhada. 

Reflita e conclua que você está em permanente processo de aprendizagem, independente de seus bens materiais, de seu acúmulo de dinheiro, de seu nome, sua posição social, busque sua essência interior, pois ela é perfeita, sem vícios, sem defeitos.

Localização do Orgulho

Chacra: No sétimo Chacra, o coronário, simbolizado pela cor violeta. Localizado no alto da cabeça, é sede da espiritualidade. Promove a inspiração e a elevação da consciência.

Corpo Biológico: O Chakra coronário não está relacionado com nenhum plexo e sim com a glândula pineal.

Terapia para trazer a cura: Use a cor violeta em vestuário, roupas de cama e mesa. Volte-se para a análise, meditação, enfrente suas imperfeições, reconheça seus atributos com humildade, observe seus semelhantes e suas potencialidades, conclua que todos são iguais, com as mesmas oportunidades, basta acionar a ferramenta certa para ser feliz.

Avareza

Faz com que o indivíduo tenha um apego muito grande pelo dinheiro e nesta vibração está voltado a confiar apenas em si e, para alcançar seus fins não se preocupa com os meios, ou seja, mente, explora, ilude, engana, enfim,  agrupa uma gama de sensações negativas que o tornam um frio e insensível a tudo que lhe rodeia. Seus pensamentos giram em torno do não gastar nada, mesmo que seja em seu próprio benefício. Esta herança carrega através de seu crescimento, devido as dificuldades financeiras, carências afetivas, conflitos, insatisfação progressiva.  O Avarento não consegue conviver com a família, com seu lado sentimental, social e profissional, pois através das palavras magoa aqueles que fazem parte de seu ambiente, acreditando que a felicidade está em possuir coisas ou pessoas, o sentir não possui valor. Suas ações são direcionadas para poupar, não perder, o adquirir para não faltar.

Trabalhe melhor suas atitudes negativas, supra suas necessidades com o único bem que do indivíduo deve ser acumular que é sua integridade, pois ele marcará sua existência como uma semente de luz.

Localização da Avareza

Chacra: No quarto Chacra, o cardíaco, que expressa o amor, romântico e universal. De cor verde, fica bem no centro do peito.

Corpo Biológico: Corresponde ao timo, glândula responsável pelo sistema linfático e pela imunidade frente às doenças.

Terapia para trazer a cura: Use a cor verde em vestuário, roupas de cama, mesa, banho. Aprenda a enfrentar mudanças, desate os cordões que o ligam ao passado, rompa com situações estagnadas, aprenda somar alegrias, confiança.

 

Interligação de Emoções de acordo com as percepções e sensações

As emoções básicas se interligam e produzem uma gama de emoções que trazem sensações desconhecidas para o homem, tanto no corpo biológico e no corpo espiritual. Conhecê-las é necessário para sobreviver o cotidiano, nos aspectos: afetivo, social e religioso.

 

Abatimento – Cansaço, desalento, depressão.

Aborrecimento - Sentimento de contrariedade. É uma raiva sufocada decorrente da tolerância por conhecimento da situação com receio de complicar mais, caso perca a calma, a tolerância, ou a paciência.

Acanhamento - Sentimento motivado por medo de enfrentar seus semelhantes. Embaraço. Pode progredir para a vergonha, timidez ou para a confusão.

Ação – movimento pertinente ao segundo momento orientado para um estímulo adiante.

Aceitação - Acolhimento, ou consentimento no acordo. Assentimento de uma proposta ou proposição, acomodação, adequação, adaptação, equilíbrio entre assimilação e acomodação.

Admiração – Ação de olhar com assombro, respeito, estima e consideração.

Adoração – Culto, veneração, reverência, gosto excessivo de algo.

Afinidade – Tendência combinatória, semelhança ou coincidência de gostos ou sentimentos.

Aflição – Desespero intenso, sentimento de significativa perda, pesar. Pode progredir para padecimento físico e agonia

Amizade - Senso de simpatia mútua entre duas ou mais pessoas entre si. A boa fé, lealdade, companheirismo e o compartilhar contínuo são características da amizade íntima. A amizade racional é unilateral é incondicional. A simpatia dirigida, na amizade racional, independe de reciprocidade.

Amor – O amor pode ser dividido entre o não consciente, o qual está ligado à sua crença e enquanto a mesma se mantém e o consciente que além da crença, ele toma forma, se faz conhecer e se enraíza. Estes dois aspectos do amor se baseiam na forma universal ou pessoal.

Amor cognitivo – este aspecto do amor está ligado a força harmônica da paz social, vivenciado de forma coletiva integrado por uma solidariedade incondicional, onde todos se voltam à uma direção única, às consciências sociais.

Amor próprio - Sentimento de dignidade pessoal e de suas exigências morais e sociais. Surge por influência dos padrões socioculturais, interiorizados

Angústia - Sentimento complexo que envolve desde um sofrimento psíquico por tristeza e melancolia passageiras e até por sentimentos prolongados de apreensão e preocupação por ameaças e perdas futuras, leva a ansiedades intensas com abatimento moral e perturbação psíquica. A angústia demorada ou crônica é neurose com alterações fisiológicas constantes que debilitam o organismo.

Animosidade – Aversão persistente, má vontade.

Ânimo - Estado do organismo que se inicia com sensação de vigor, boa disposição física e psíquica pronta para a atividade.

Ânsia - Sensação correspondente ao alarme de um possível enfrentamento, de uma provável fuga ou esquiva com a previsão de ameaças em hora incerta. Sua causa tanto pode ser orgânica quanto psíquica ou psicológica.

Antipatia – Juízo ou disposição repulsiva de coisas ou pessoas.

Apatia - Insensibilidade e indiferença, leva ao isolamento

Arrependimento - Sentimento de refazer-se, mudar de conduta, ou recuperar-se por admitir o erro e o mau comportamento por admissão sincera e consciente da culpa.

Arrogância - Sentimento de poder absoluto, ou altivez e prepotência com misto de orgulho exagerado e insolência que leva o arrogante a alcançar sua intenção a qualquer custo.

Assombro - Sentimento misto de medo, perplexidade e admiração.

Antipatia – Juízo ou disposição repulsiva de coisas ou pessoas.

Apatia - Insensibilidade e indiferença, leva ao isolamento

Arrependimento - Sentimento de refazer-se, mudar de conduta, ou recuperar-se por admitir o erro e o mau comportamento por admissão sincera e consciente da culpa.

Arrogância - Sentimento de poder absoluto, ou altivez e prepotência com misto de orgulho exagerado e insolência que leva o arrogante a alcançar sua intenção a qualquer custo.

Assombro - Sentimento misto de medo, perplexidade e admiração.

Atração - Aproximação por simpatia e emoção. A atração física é sexualidade, alegria no convívio e prazer em estar junto, atração psíquica é o estar bem por identidade de idéias, pensamentos, conhecimentos, propósitos, entendimento e compreensão.

Auto-piedade - Compaixão por si. Condoer-se, compadecer-se, ter dó de si mesmo.

Avareza - Sentimento de mesquinhez. Paixão mórbida por dinheiro.

Birra - Zanga, manha, choro de raiva ou raiva sem direção. É um misto de rebeldia e revolta, passivas.

 Bom humor - Boa disposição psíquica com alegria e entusiasmo, sensação de bem-humorado. Estado de disposição saudável, diversão, alegria.

 Bom senso - Discernimento entre o verdadeiro e o falso. Senso de distinção do melhor numa situação duvidosa. Aplicação correta do raciocínio. Uso correto da razão nas decisões.

Bravo - Zangado. Pronto para dar bronca.

Bronca - Sentimento repreensivo para corrigir um mau comportamento. Sentimento para descarregar a raiva no sentido de controlar possível agressividade em reação a ato indesejado.

 Calma - Emoção natural que exprime o equilíbrio emociona, sem perigos ou ameaças.

 Carência - Necessidade por falta, ausência, ou por insuficiência.

 Chateação - Amolação ou estímulo impertinente gerador do estado ou sensação de incômodo, aborrecimento e indisposição.

 Choque - Abalo emocional, comoção.

Ciúme - Sentimento de paixão que envolve um terceiro elemento. Sentimento de defesa do domínio, posse, exclusividade, repulsa a uma terceira pessoa. O estado psíquico de tortura de origem e natureza sentimental provocado pelo ciúme dura do intervalo da propensão para a reação até a solução do impasse.

Ciúme patológico. Relação a três, real ou imaginária. Desconfiança e suspeita excessiva. A obsessão de posse exclusiva e de propriedade intocável aumenta o ódio e repulsa contra o terceiro imaginário e também contra a pessoa, objeto da paixão doentia.

 Cólera - Impulso violento contra o que nos ofende, fere ou indigna. Ferocidade dos animais.

 Compaixão - Sentimento misto de pesar, dó, piedade e solidariedade. Desperta paixão pela humanidade.

 Companheirismo – Camarada, cordial, afetuoso e leal.

 Compulsão - Impulso irresistível para certo comportamento ou conduta, embora indesejável, censurado ou reconhecidamente irracional.

 Confiança. Acolhimento de proposições no sentido de questioná-las, duvidá-las, ou criticá-las para se poder acreditar. Firmeza e segurança íntima de procedimento.

Conflito - Situação de delicada e penosa escolha, ter que optar, não querendo, por uma de duas ou mais possibilidades de difícil definição. A situação de conflito é uma luta interior que em não havendo informações determinantes boas, pensamentos decisórios bons não há como encontrar juízo de liberatório eficaz.

Confusão. Perturbação emocional acompanhada da atrapalhação hesitante. Há desordem no pensamento com falta de coordenação motora.

 Consideração - Atendimento com respeito, importância dada à pessoa.

 Consternação. Dor, aflição e pesar profundo. Desamparo, desolação e desalento. Tristeza profunda, abatimento.

Coragem - Sentimento originado por determinação de enfrentar o perigo por privação, crença, motivação, conhecimento ou reconhecimento, misto de raiva, medo, impulso, expectativa, audácia, atrevimento, cautela e determinação para o enfrentamento de uma situação difícil logo adiante.

Covardia - Sentimento originado por determinação de fugir ou esquivar, muito mais por ausência de coragem do que por medo, abandono, fraqueza e egoísmo. O covarde é impotente, fraco e medroso.

 Crer - Sentir firmeza ou ter por certo. Crer ou acreditar não chega a ser uma certeza absoluta. Mas acreditando é que tem a maior probabilidade de chegar até lá. Determinação indicativa de possibilidade, potencialidade, permissividade e proteção.

 Crítica - É opinião, parecer corretivo baseado em experiência ou em conhecimento anterior que orienta o autor sobre a sua produção ou ato.

Desengano - Malogro de uma esperança. Desapontamento em curso. Desencontro inesperado. Pode gerar raiva ou medo em alta intensidade, além de forte ansiedade.

Decisão - Resolução de uma direção a seguir, ou implemento duma idéia por método adequado, ou de um plano selecionado no sentido da solução do respectivo impasse. Atributo do pensamento que dá consistência à escolha difícil.

Dedicação - Consideração, ou dar de si com abnegação e afeto.

Dedução. Processo de raciocínio que parte das origens para as finalidades. Raciocínio pelo qual, com base em uma ou mais premissas, se chega a uma conclusão necessária, por força de correta aplicação das regras lógicas. A base deste processo é o silogismo.

Deleite - Prazer íntimo, suave e pleno.

Delícia - Prazer intenso, sensação deleitosa, extrema felicidade.

Delírio - Perturbação mental breve com alucinações e excitação.

Depravação - Perversão física e moral.

Desaforo - Provocação com desfeita, insulto, desafio e atrevimento.

 Desafio - Provocação e instigação para a contenda com insultos, ironia e desqualificações.

 Desapontamento - Desencontro no encontro. Produz chateação, raiva e bronca. A situação decepcionante decorrente do desapontamento em curso pode levar à frustração.

Desarmonia - Confusão. A ausência de harmonia provoca desencontro de motivos, conflito de interesses e vontades adversas.

Desdém - Desprezo com altivez e prepotência, com arrogância e orgulho.

 Desencontro - Desvio do encontro certo, é incompatibilidade de interesses, opiniões e idéias além da farsa, disfarce e fingimento nas manipulações de pessoas.

 Desespero - Perda total de esperança após situação decepcionante. Sentimento de aflição.

Deslealdade - Falsidade e fingimento em detrimento da relação de companheirismo. A pessoa desleal volta atrás após ter combinado com um a favor de outro por conveniência ou interesse particular.

Despeito - Desgosto com raiva que aparece da decepção machucando o amor-próprio.

Desprendimento - Libertação interior, a conquista definitiva do desprendimento é feita pela aprendizagem, treinamento e prática da ocupação de viver bem e do estar bem com os demais.

Desconsideração - Rejeição com prepotência, arrogância e, às vezes, furiosamente.

Devoção - Sentimento religioso, dedicação íntima.

Dignidade - Respeito a si próprio, brio, decência, honradez, merecimento.

Devoção - Sentimento religioso, dedicação íntima.

Disfarce - Fingimento, dissimulação, máscara, encobrimento ou ação de esconder-se sem ser notado ou percebido. O disfarce é ocultação da própria identidade. O disfarce, em emoções e sentimentos, significa representá-los por outros tipos. Quem disfarça uma emoção autêntica faz com que a pessoa visada acredite como real a sua representação.

Dó - Tal como a pena, o dó como sentimento, seja de lástima ou de comiseração tem um bocado de raiva embutida.

Egoísmo - Comportamento, conduta, ou procedimento voltado para saciar vontades, desejos e necessidades, de modo exclusivista.

Exaltação - Grande ânimo e intenso entusiasmo.

Expectativa - Breve espera do prazer prometido ou certo. Em decorrência pode ocorrer uma leve alegria misturada com uma leve apreensão e crença no prazer que se aguarda e, aumenta gradualmente, até a hora do acontecimento próximo tido como certo.

Firmeza - Sentimento resoluto de segurança e de imperturbabilidade.

Fixação - Sentimento de teimosia com misto de represália e autopunição na insistência irracional do mesmo padrão de respostas, diante de estímulos frustrantes ou impeditivos da realização de determinado objetivo.

Fobias - Medos excessivos e infundados de condições e objetos externos. Medos mórbidos. Aversões irreprimíveis.

Fracasso - Sentimento misto de frustração culpa e vergonha, sucumbência.

Frieza - Frio, sem paixão. Insensibilidade ou indiferença com ausências de senso moral e sentimentos

Frustração - Malogro. Sentimento de privação da satisfação de um desejo ou necessidade pela ausência do objeto ou por obstáculo interno ou externo. Ocorre a frustração quando certo de obter o objeto do desejo no lugar marcado, não o encontra.

Fúria - Ira violenta passageira. Parte-se para a agressão imediata e perseguição, compulsivamente, sem consciência do que faz.

Ganância - Sentimento ambicioso e egocêntrico de querer ganhar cada vez mais e mais que os outros.

Hesitação - Ausência de firmeza ante uma situação de escolha, opção, resolução, definição ou resposta.

Hostilidade - Provocação para agressão com ameaças de danos materiais e de violências ao inimigo declarado. A provocação persiste até as vias- de- fato.

Humanitarismo. Doutrina filosófica e política que visa eliminar as injustiças reinantes no mundo a fim de alcançar a felicidade humana.

Humildade - Virtude que nos dá o sentimento das nossas limitações com simplicidade e obediência saudável por disciplina, pureza, respeito e modéstia.

Ilusão - Persistência no errado tido como certo ou escolha errada por confiança no erro de percepção, aceitação do falso como verdadeiro pela expressão de sinceridade. A ilusão ocorre por ignorância, negligência, imprudência, imperícia e a distração com omissão.

Impaciência - Aversão ao uso do pensamento e suas faculdades. Indisposição e desinteresse em ter que pensar, raciocinar, analisar ou estudar e gastar o tempo nisso.

Impetuosidade - Enfrentamento com movimento repentino e violento sem reflexão. Havendo hostilidade, agressão ou não a impetuosidade pode levar o sujeito para uma desastrosa consequência tanto por descuido quanto por precipitação que lhe é peculiar.

Impulso - Força ou descarga de tensão que induz o organismo à reação imediata e premente ante um estímulo interno ou externo causador de violenta emoção, uma reação emocional de fuga em defesa da integridade do organismo ameaçado, ou assim acreditado.

Incompreensão - Falha na percepção, identificação e interpretação além de falta de conhecimento, sabedoria e entendimento. Julgamento tendencioso, precipitado e preconceituoso.

Indignação. Sentimento de repulsa com raiva e inconformismo. Pode levar à repugnância, aversão e desprezo com ódio, agressão e hostilidade.

Indiferença, perdas de esperança, reforço, motivação e interesse, ausências de vontade específica, desejos ou intenções.

Inércia. - Cessação da vontade, desejo e intenção, paralisação dos impulsos, motivações e interesses. Sofrimento sem reação, imobilidade física.

Insegurança. Situação de incerteza quanto à firmeza de propósito acompanhada da crença de desproteção. As seguidas frustrações e dúvidas geram a insegurança e ansiedade que levam rapidamente à angústia e depressão.

Insolência. Ousadia excessiva com raiva ofensiva, desrespeitosa, provocadora, ativa e desafiadora. Manifestação da raiva e coragem de maneira inconveniente e aversiva, conduta com atrevimento e desaforo.

Insolência - Ousadia excessiva com raiva ofensiva, desrespeitosa, provocadora, ativa e desafiadora. À insolência pode juntar a impetuosidade.

Interesse - Pretensão de uma vantagem. Participação em algo por conveniência, proveito, vontade e desejo, de modo intencional. A disposição completa é fruto da integração da vontade, do desejo e do interesse.

Intimidade - Permissão para entrar e sair do espaço físico, moral, intelectual e corporal. A intimidade entre duas pessoas é a abertura recíproca do espaço íntimo de cada um. A intensidade e frequência dessa abertura dependem do grau de afinidade, conhecimento, empatia e simpatia mútua, confiabilidade, credibilidade, sinceridade, afetividade, motivação e interesse.

Intolerância - É o não consentimento ou postura não indulgente por crença ou conhecimento gerador de sentimento de indisposição, o não querer.

 Intransigência - Que não há condescendência ou indulgência. Ausência total de tolerância. A intransigência pode ser um disfarce de fraqueza e insegurança ou para encobrimento de maldade ou fato vergonhoso. Geralmente, a intransigência é causada por falta de conhecimento e experiência, além do medo de perder autoridade, uma situação de vantagem ou posição de comando.

 Intriga - Mexerico, fofoca, a intriga é muito usada na manipulação perversa. O manipulador intencional perverso ou inescrupuloso manipula a curiosidade, a boa-fé, a ingenuidade e a predisposição gerando preocupação, desconfiança, confusão, tumulto, brigas e separações por vias oblíquas, boatos, em busca de vantagens especiais.

Introspecção. Análise ou observação da realidade subjetiva feita pelo próprio indivíduo. Pesquisa e exame dos próprios pensamentos, sentimentos, emoções e de seus outros aspectos de sua vida passada.

Ironia - Forma corajosa e respeitosa de mostrar desprezo e zombaria tentando disfarçar a irritação e a mágoa para encobrir uma verdade contundente ou para não se expor numa situação vergonhosa ou escandalosa.

Juízo. Integrador da emoção e sentimento com o senso. O juízo alinha-se com a deliberação, a norma e a sinceridade no sentido da auto-estima e felicidade. Sem a auto-estima não há juízo e sem juízo não há felicidade. Tem sentido quem diz que o juízo é a síntese conciliadora do melhor da razão com o melhor do sentimento que sustenta um julgamento eficiente e eficaz.

Julgamento. Procedimento para dar o parecer final do juízo, ou sua sentença, no passo da condenação ou absolvição. O parecer final refere-se à opinião, escolha, determinação, decisão e deliberações nas questões de impasses e conflitos.

Lassidão. Cansaço por excesso de esforço ou de atividade. Afrouxamento e prostração de forças. No estado de lasso requer repouso prolongado

Lealdade. Procedimento de consideração, dedicação e boa-fé que sustenta uma relação de amizade entre duas ou mais pessoas. Positividade dos movimentos na vivência humana na interação interpessoal em busca do triunfo sensato, relativa aos terceiros momentos biográficos e históricos, cujo senso de companheirismo, de boa-fé e de consideração

Luxúria. Lascívia, libertinagem e depravação. Brincadeira sexual com licenciosidade. Corrupção sexual

Mágoa. Sentimento complexo em sua formação. É um sentir-se machucado por ofensa e desconsideração. Duas pessoas que se gostam muito podem magoar-se mutuamente e mais intensamente. É um misto de raiva, tristeza, inconformismo e ansiedade com tendência ao ódio e vingança após o ressentimento e decepção. A certeza do estímulo causador da mágoa, seja desconsideração, desencorajamento, preterição, infidelidade ou ofensa, gera um sentimento de inconformismo, tristeza e chateação que não dá para esquecer ou perdoar de pronto. Enquanto isso não ocorre, é mágoa

Mal-humorado. Irritado, emburrado, aborrecido, indisposto

Mania. Síndrome mental caracterizada por exaltação eufórica do humor, insônia, excitação psíquica, hiperatividade, etc. Em certos casos, há a agitação motora em grau variável. Excentricidade, extravagância, esquisitice. Gosto exagerado ou sem moderação por alguma coisa. Obcecação resultante de desejo imoderado tal como a megalomania, o mau hábito, o vício, a obsessão, a paranóia.

 Meditação introspectiva. Recordação e lembrança de fenômenos, fatos, idéias e acontecimentos pretéritos no passo de análise profunda para conscientização, entendimento e compreensão de situações não resolvidas, ou inexplicadas

Motivação. Conduta produzida, mantida, acelerada ou desacelerada por um estímulo adiante conhecido, bom ou mau, não contingente

Nervosismo. Emotividade exagerada. Agitação nervosa. Distúrbios do sistema nervoso. Irritabilidade, ou excitação emocional, temporariamente incontrolável

Neurastenia. Afecção mental caracterizada por astenia física ou psíquica, preocupações com a saúde, grande irritabilidade, cefaleia e alterações de sono. Mau humor com fácil irritabilidade

Neurose. Desequilíbrio mental que compromete muito a personalidade com penosa consciência desse estado. Perturbação nos processos cognitivos, emocionais e desvios comportamentais, condutuais e procedimentais de natureza conflitiva. Provém de determinados registros de uma realidade não completa, fragmentária, deformada ou distorcida no banco da memória que provocam dificuldades no enfrentamento de certos problemas diários respectivos. Em consequência, geram angústias, fobias, obsessão, compulsão, fadiga crônica, depressão, desatenção e psicossomatização

Neurose obsessivo-compulsiva. Pensamentos desagradáveis, chatos, insistentes e inevitáveis. A repetição de atos desnecessários e irracionais decorre de impulsos indesejáveis, mas irresistíveis. Os atos repetitivos são realizados para afastar os “maus” pensamentos.

Nobreza. Dignidade, generosidade, magnanimidade

Nojo. Sensação repugnante. As coisas sujas, fétidas, deterioradas e asquerosas causam náusea e nojo

Nostalgia. Melancolia por saudade do pátria amada. Solidão por deixar algo para

Obsessão. Mania ou preocupação doentia e insistente em determinada idéia

 Ódio. Sentimento de intensa raiva contínua ou fúria periodicamente despertada. Cresce da raiva acumulada para a ira e fúria prolongando-se de forma duradoura. Chega à psicose ou a hostilidades frequentes podendo culminar em violenta agressão, matança, conduta criminosa com requinte de perversidade.

Omissão. Situação de ausente mesmo presente. Forma de esquiva, fuga, afastamento, covardia, perversidade ou manipulação diante de uma situação que requer solidariedade e transparência

Opinião. Proposição sujeita à confirmação. A certeza oferecida é carente. A sua simples crença por boa-fé pode complicar. Assentimento insuficiente objetiva e subjetivamente

Otimismo. Maneira de encarar a realidade sempre como a melhor possível. Isto é bom, se houver coerência entre o sentimento e a verdade dos fatos. Caso contrário, melhor encarar a realidade com mais pensamento, ação e ajuda. É péssimo disfarçar um otimismo quando o que se sente é o contrário. No otimismo autêntico, quando se cai, levanta-se, sacode a poeira e vai a busca do ótimo. Espinhos terríveis protegem as mais belas rosas. Para colhê-las é preciso respeitá-los. Mas, entre os espinhos há sempre um espinho mais belo que outros e uns que melhor protegem a roseira para novas e sucessivas rosas lindas e os seus maravilhosos botões.

Ousadia. Muita coragem e destemor com audácia e galhardia

Paciência. Senso de paz. Situação ou estado necessário para a qualidade do pensamento. A paciência é o suporte do pensamento e suas faculdades. Dá ritmo e compasso às atuações delicadas, prolonga a tolerância e conserva a calma

Paixão. Conjunto dos sentimentos positivos e negativos. Geradora energética da força dinâmica nos segundos momentos interativos do indivíduo na vivência humana.

Paixão-cultural. Geradora energética social da força dinâmica social que se refere ao subconsciente-social. Portanto, pertinente aos segundos momentos históricos. É a força dinâmica social que aciona a movimentação em busca do equilíbrio em nível imediatamente superior. É uma conexão cultural recíproca entre pessoas da mesma unidade grupal determinada por conhecimento, valores e padrões culturais, cujos desejos recíprocos contêm alguma identidade de sentimentos

Paixão-natural. Geradora energética social da força estática social. Corresponde ao inconsciente-social, portanto, referente aos primeiros momentos históricos. Busca o equilíbrio pela força estática. É uma conexão voluntária entre pessoas da mesma unidade grupal causada por atração recíproca. É o imediatismo coletivo.

Pânico. Medo repentino em excesso que foge do controle racional, não só individual como coletivamente. A sua propagação é rápida. É um medo sem motivo. O susto e o pavor repentino, sem fundamento, provocam uma reação desordenada que resulta em pânico. A síndrome do pânico é crise de medo ou pavor originado por disfunção orgânica

Paz. Consolidação do acordo, da conciliação e do consenso entre os “eus” individual, social e o ideal. A paz absoluta vem com o “eu” divino com a ausência de conflitos interno e externo.

Percepção. Ato ou efeito de dar-se conta no acolhimento classificatório da conexão

Precipitação. Antecipação arriscada botando a perder. Uma das causas da precipitação é a pressa. Outra é o desequilíbrio emocional. Saber ordenar e coordenar é dar-se tempo que precisa para fazer o que tem que ser feito evitando as precipitações

Perplexidade. Estado psíquico misto de hesitação, dúvida, crítica, espanto e pasmo, na avaliação consciente, pela complexidade do conhecimento da causa verdadeira. Acompanha a conformação, estranheza e o senso do absurdo e do ridículo. A perplexidade atua na irresolução e na indecisão podendo suscitar a curiosidade. Daí a predominância da perplexidade na conexão dos terceiros momentos com os demais.

Perseverança. Prosseguimento firme e constante. Procedimento persistente

Perspectiva. Expectativa, esperança, probabilidade, possibilidade

Perversidade. Monstruosa maldade. Atrocidade ou malvadeza em alto grau. A perversidade é praticada pelos que não têm registros éticos saudáveis, atitudes ou modelos de conduta de responsabilidade saudável no banco da memória. A perversidade encobre intensa covardia na sua índole traiçoeira com ciladas ou ataques de surpresa

Pesar. Sentimento de consternação. Tristeza, sofrimento por perda, desolação, desalento

Pessimismo. Forma de encarar a realidade como a pior possível. Posicionamento péssimo, próprio de perdedor contumaz

Piedade. Sentimento misto de dó e pena dos males alheios, sem disfarces. Conformação suave do estado lamentável isentando a responsabilidade do todo por transferência à expiação ou penitência e o infortúnio para a vontade de Deus

Pirraça. Desobediência voluntária só para contrariar o agente controlador. Atrapalhação propositada para aborrecer e chatear.

Plenitude. Senso de unidade, de inteireza ou de realização do pleno

Poder. Influir na vontade de outro podendo estender ao controle da maioria, tanto no comportamento, conduta como no procedimento. O poder implica a correlação de duas ou mais vontades havendo uma que predomina. O poder é um fenômeno social que objetiva o controle social. Sendo assim, o poder em si, é gerador de dois pólos opostos: a dominação e a submissão. Essas características do poder, tendo em conta a necessidade sucessiva de sua aplicação, acabam gerando insatisfação do polo dominado chegando o momento de questioná-lo como nociva à produção do bem comum. Decorrentes questionamentos e relações geram movimentos coletivos de distanciamentos ao poder coercitivo ou revolução contra ele. Podendo haver até a troca de posições, mas os pólos contraditórios persistirão onde quer que haja o poder

Precipitação. Antecipação arriscada botando tudo a perder. Uma das causas da precipitação é a pressa, ou a afobação. Outra é o desequilíbrio emocional. Saber ordenar e coordenar é dar-se todo o tempo que se precisar para fazer o que tem que ser feito. Assim, há menos chances de ocorrer consequências desagradáveis do tipo que causam as precipitações, além de evitar o mal-estar decorrente

Preocupação. Inquietação oriunda de uma possibilidade futura, ocupando-se previamente ou preparando-se para o evento por ter como certa a sua ocorrência. Desgaste de energia à toa forçando o organismo a operar a todo o vapor sem nenhuma necessidade premente, além de desorientar todo o sistema de defesa orgânica. Precipitação tempestiva por conhecimento deformado. Pertinente aos segundos momentos.

Prepotência. Opressão e abuso de poder. Abuso de autoridade. Geralmente o prepotente é também arrogante. Um e outro pertencem ao lúmen psíquico

Proibição. Forma covarde e perniciosa de controle punitivo. Forma de controle fácil por coação. É preciso rever determinadas proibições para evitar as suas consequências catastróficas em longo prazo

Prontidão. Estado de vigilância para agir prontamente quando o alarme tocar ou a situação exigir. Pertence aos segundos momentos biográficos e históricos

Proteção. Defesa da integridade e do equilíbrio do organismo. Cuidar da saúde e da vida do organismo mantendo-o em boas condições de disposição para a movimentação. A proteção é do segundo momento

Prudência. Qualidade e virtude cultivada por qualquer pessoa evoluída para evitar as más consequências dos seus atos. É preciso dar modelos de prudência para as crianças para que se habituem a serem prudentes ¾ conhecer os perigos, prestar atenção, cuidar-se e precaver-se ¾ para evitar as consequências catastróficas dos seus atos impensados.

Quietude. Qualidade de quieto. Tranquilidade, paz, sossego

Rebeldia. Ato de opor-se e resistir com raiva. A rebeldia é um mecanismo de defesa manifestando contrariedade a um estímulo padrão de controle, com certo teor de raiva ou inconformismo

Receio. Sentimento de apreensão ¾ medo controlado ¾ ante a possibilidade de dano, perigo ou perda

Recordação. Energização de um registro no banco da memória, por repetição ou concentração para efeito de lembrança rápida e eficaz

Recuo. Trégua para descanso. Afastamento ou distanciamento gradual do perigo, para recuperação de energias

Reflexão. Retorno das consciências sobre si mesmo para compreender e entender o seu próprio conteúdo. Na reflexão saudável é preciso meditar, pensar, imaginar, ter memória, recordar, lembrar, avaliar-se, definir-se e, com juízo, auto-estima e compreensão, adequar-se e deliberar uma posição

Regozijo. Gozo intenso. Satisfação enorme. Grande alegria ou prazer

Remorso. Sentimento de culpa angustiante revivido na lembrança de erro que resultou dano em outrem

Repressão. Ato pelo qual os sentimentos, lembranças dolorosas ou impulsos e desejos em desacordo com o meio social são mantidos fora do campo da consciência

Repugnância. Sensação de náusea e aversão. Tende ao sentimento de indignação moral, de oposição

Repulsa. Sensação de aversão acompanhada de raiva e repugnância.

Resignação. Perda de esperança de atingir certo objetivo admitindo como inútil persegui-lo. Renúncia espontânea a um objetivo. Submissão paciente aos sofrimentos da vida. A resignação de algo valioso sem nenhum fundamento justificável é um disfarce de covardia, de incapacidade inconfessável, ou da renúncia de si mesmo

Respeito. Sentimento de responsabilidade, consideração, disciplina, estima e apreço

 Ressentimento. Repetição de sentimento indesejável. Sentimento de mágoa profunda

Revolta. Insubmissão com agressão e raiva intensa por conformação e intolerância

Sadismo. Algolagnia ativa. Satisfação erótica e orgasmo obtido somente quando se pratica violência física ou agressão moral ao parceiro sexual

Sadomasoquismo. Conjugação do sadismo e do masoquismo

Satisfação. Extinção da privação. Bom êxito no suprimento das necessidades prorrogadas com os desejos atendidos. Refere-se aos segundos momentos. A satisfação é obtida

Saudade. Sentimento de melancolia suave e passageira decorrente de lembrança de pessoas ou coisas distantes ou desaparecidas. Ocorre em solidão na lembrança do passado feliz que se quer repetir. Sentimento decorrente da falta de pessoas especiais com desejo veemente de reencontrá-las

Segurança. Confiança, autoconfiança, certeza, firmeza, convicção, firmeza.

Sensação. Processo sensorial correlacionado com a impressão fisiológica na conexão estímulo « consciências. Impressão sentida no organismo, causada por um estímulo interior ou exterior. Forma a conexão estímulo « sensações « consciências

Sensações psíquicas. Impressões psíquicas provocadas por estímulos presentes resultando em presságios, premonições, especulações, profecias, pressentimentos, predições, previsões, intuições, inferências, etc. Impressões complexas recebidas nos três estados psicológicos atuantes causadas por estímulos complexos presentes subjetiva ou objetivamente e detectadas pelas respectivas consciências, ou pela consciência integrativa

Sensações somáticas. As gerais são as mecanoceptivas, as termoceptivas e as nociceptivas. As especiais são a olfação, a gustação, o equilíbrio, a audição e a visão

Sensações viscerais. As aferentes são as condições fisiológicas e patológicas das vísceras (reflexos visceraissensação de plenitude gástrica, vesical, retal, sensação de contrações uterinas, dores viscerais por distensão, cólica, inflamação, etc.). As viscerais eferentes são as atividades colinérgicas, a acetilcolina, as adrenérgicas ou catecolaminas (sensações ortossimpáticas: palidez, taquicardia, ejaculação, etc. ¾ e parassimpáticas: rubor, bradicardia, ereção, etc.).

Senso. Faculdade de apreciar, julgar, discernir, entender, sentir. Sentido da razão e a razão das emoções e dos sentimentos. O sentido da razão no estado consciente. Depurador das emoções, sentimentos e paixões. Equilíbrio racional dos sentidos das paixões nas interações objetivas.

Senso comum. Conjunto de opiniões predominantes em determinada época. Quem tem senso comum acompanha o pensamento da maioria.

Senso moral. Senso de discernimento. Senso de reconhecimento intuitivo do bem e do mal, sobretudo nos fatos concretos. Senso ético.

Sensualidade. Uma das formas da sexualidade de atrair ou causar excitações e desejos de prazeres lúbricos.

Sentimento. Estado afetivo decorrente de emoções prolongadas e intensas, mistas ou suas derivadas não dissipadas nos primeiros momentos que influem na disposição psíquica e física do indivíduo. Reações afetivas prorrogadas ou persistentes decorrentes de situações de primeiros momentos não resolvidas em razão de insuficiência de condições apropriadas ou por influência sociocultural.

Sobressalto. Sensação de tremor ou estremecimento súbito e involuntário. Movimento brusco, provocado por sensação de perigo proveniente de um estímulo repentino e violento.

Solidariedade. Sentido moral ou senso ideal que vincula o indivíduo à vida, às motivações, aos interesses, aos reforçamentos e às responsabilidades sociais saudáveis. Uma das condições indispensáveis à situação de felicidade em nível superior.

Sossego. Estado de aquietação por ausência de preocupações

Suspeita. Descrença e desconfiança em nível de acusação com base na livre convicção. Geralmente, a suspeita provoca precipitação

Susto. Sobressalto rápido. Acompanha um medo repentino provocado por um estímulo imprevisto e brusco ou por notícia ruim inesperada. Pode seguir também sorriso ou riso com explosão de alegria quando a notícia é boa.

Tédio. Aborrecimento originado por não ter o que fazer, porque nada há para fazer ou porque nada pode ser feito para mudar uma situação.

Teimosia. Crença obstinada no mesmo padrão de respostas custe o que custar. Reação ou resistência passiva contra agente aversivo quando não é possível o enfrentamento para obter situação favorável, tal a birra e a pirraça. Na teimosia tem raiva embutida.

Temeridade. Ação ou atitude arriscada, perigosa e atrevida de lançar-se a um empreendimento aventureiro

Tendência. Intenção, desejo e vontade de favorecer um lado a qualquer custo

Tensão. Estimulação contínua e intensa provocando grande concentração de energia psíquica que pode terminar numa violenta explosão de emoção.

Ternura. Sentimento de afeto brando e carinhosamente suave

Tolerância. Estado ou situação de suportar sensações ou estímulos indesejáveis, aversivos e nauseabundos. Há um limite para a tolerância

Tormento. Suplício, tortura, angústia, aflição, desgraça, miséria

Tristeza. Lágrimas rolam... São de uma tristeza profunda. Saber que não poderá mais vê-lo, tocá-lo, amá-lo. Saudades. A tristeza, no fundo, é um sentimento para curtir uma felicidade que se foi e será revivida na lembrança com saudade. A tristeza é um conjunto de sentimentos que envolvem desde as sensações de abandono ou falta que se traduzem em lágrimas, emoções apropriadas às perdas, apatia, amargura, saudade, inconformismo, melancolia, afastamento, ansiedade, angústia, depressão, etc., podendo terminar em inanição

Temeridade. Ação ou atitude arriscada, perigosa e atrevida de lançar-se a um empreendimento aventureiro

Tendência. Intenção, desejo e vontade de favorecer um lado a qualquer custo

Tensão. Estimulação contínua e intensa provocando grande concentração de energia psíquica que pode terminar numa violenta explosão de emoção.

 

Alquimia Interior

Quando falamos em Alquimia visualizamos grandes Alquimistas nos laboratórios entre símbolos, ferramentas, cálculos matemáticos, anotações, produtos químicos, etc. No laboratório humano é diferente, pois o Homem trabalha a sós, com as energias do Cosmo e da Natureza, em conjunto com um turbilhão de emoções e sentimentos que alimentam o pensamento. Independe de cultura, pois todo o indivíduo é capaz de desenvolver este processo, depende da consciência e percepção, da necessidade de remover o estagnado, trabalhar seu autoconhecimento e obter sua Alquimia Interior. Este processo difere de indivíduo para indivíduo, pois cada ser possui uma identidade única.

O Homem, quando sonha, mergulha no caos de suas percepções em estado de vigília, bem como, após o exercitar suas faculdades ocultas (Clariaudiência, Intuição, Telepatia, Viagem Astral, Clarividência, Vidas Passadas, Polividência), estes sonhos mudam o padrão energético e mostram a transmutação, ou seja, a percepção torna-se total, parte integrante da unidade de todas as coisas.

A ferramenta ideal para seu processo alquímico está em seu interior e ao seu alcance em qualquer momento – “Aprenda a controlar sua respiração como um diapasão e descubra a integração de sua consciência, de sua essência, com o Cosmo e a Natureza”.

Neste estágio ocorre o desapego dos cinco sentidos, pois os mesmos foram limitados para que possamos perceber apenas aquilo que faz parte do mundo sensorial. Assim, construímos ao longo do tempo uma percepção de mundo embasada em um raciocínio lógico e dedutivo, formado por nosso acúmulo de experiências sensoriais.

O Homem é capaz de perceber que tudo que lhe rodeia são movimentações contínuas de energias de luz que pulsam e vibram, em diferentes frequências e cristalizam a essência, em diferentes formas. Desta forma, entende que a matéria é uma energia cristalizada em uma determinada forma e que o universo é composto de energias em constante mutação, onde o homem é uma energia oura original em ação, já que é capaz de transmutar e criar, através de sua força pensante e independente, canalizando corretamente a energia criadora para materializar os desejos da Alma.O homem é responsável por sua semeadura entre pensamentos e obras e a partir de sua cristalização consciente ou não constrói seu destino, felicidade,  paz interior, ou seja, obtém sua colheita. Cada anseio da Alma é um ato alquímico interior que impulsiona as pequenas e grandes realizações.

Sono

O sono clinicamente é ainda uma entidade desconhecida, que ocupa uma parte significativa da nossa existência. É, sem dúvida, uma necessidade fisiológica como comer, beber e respirar. É uma característica que nasce conosco. É muito complexo, mas é necessário existir para a sobrevivência, sua causa é biológica, pois faz parte de nosso “ciclo biológico”. Sua característica é individual, pois funciona de maneira diferente entre as pessoas de acordo com sua necessidade, é um fenômeno fundamental para a 'arrumação' de todos os processos sensoriais e de automatismos que complementa a atividade de vigília durante o dia. O sono tem uma ciclicidade e é constituído por cinco fases distintas. Ao começarmos a dormir passamos pelas quatro primeiras etapas de sono de ondas lentas, que vai aumentando de profundidade de fase para fase, até chegarmos à fase REM, a dos movimentos oculares rápidos. Durante a noite, em um sono de sete, oito horas de duração este ciclo, repete-se quatro a seis vezes. Mas o sono não fica restrito há uma necessidade física, pois é também uma necessidade espiritual. O homem é composto de quatro partes densas, através das quais ele interage com a vida material: -Corpo Físico – denso, -Corpo Etérico – vital, - Corpo Emocional – dos desejos, - Corpo Mental – freio dos impulsos. No estado de vigília estes corpos ficam confinados dentro do mesmo espaço, como em uma nuvem oval que envolve totalmente o corpo visível, desde a cabeça até os pés. Não é só o corpo que cansa, a Alma também está cansada e com o sono do corpo físico ela pode ter sua liberdade para elevar-se ao mundo espiritual, receber mais energia de vida e retornar ao corpo de manhã, quando então despertamos. Mas é necessário ter conhecimento que também, existe a consciência da Alma e que essas duas forças são conflitantes quando despertamos. Ao longo do tempo a alma vai ficando cansada, aprisionada pelas energias negativas do corpo e já não consegue se desconectar para entrar na dimensão de energia e se reabastecer. Aí a pessoa pode dormir o quanto quiser e sempre estará cansada, por isso quando aprendemos a respeitar o processo da vida entendemos que a Alma anseia pela Luz do Mundo Infinito.

Sonho

Clinicamente, o sonho é considerado a quinta fase do sono, onde a atividade cerebral é maior, onde os quadros vividos tão repassados um a um. Analisar um sonho é fundamental porque a pessoa descobre as razões que o fizeram comportarem ao longo da vida. Muitas vezes o sonho dá saltos que nada tem a ver com a série histórica da vida, você encontra fatos da infância que são relacionados com a sua atividade de adulto. Você pode encontrar a chave do seu comportamento atual em outras épocas da sua vida. O sonho cura e fortalece as energias sustentadoras do sentido de propriedade, da disciplina, da intimidade e do amor. Ele mantém, reparam e revigoram o corpo. Sonhar libera toxinas emocionais (medos, raivas, sentimentos reprimidos). O sonho aguça o pensamento e sentimento, criatividade, imaginação e intuição. O sonho é também uma oportunidade de comunicação do Eu Superior, com Portais de Luz. Sonho Pesadelar: Estes sonhos são ligados a traumas, medos de infância. Sonho Lúcido: Podemos citar aqui a projeção semiconsciente. Há sempre interferência das imagens oníricas. Sonambulismo: Não existe a rememoração. É a procura de satisfazer as necessidades físicas ou psicológicas. É ainda um mecanismo de defesa do Ego. Este caso pode ser patológico e deve ter orientação médica. Use a Técnica do Subconsciente – Quando estiver deitado a ponto de dormir, fale com sua mente subconsciente, dizendo: “Quero encontrar um lugar dentro de mim onde eu tenha um sonho para solucionar tal problema”.

Existem três níveis de sonhos:

1º nível: As mensagens são misturadas, verdades e mentiras, e quando a pessoa desperta sente-se confusa, sabe que sonhou e passa dias tentando entender o sonho ou livrar-se da confusão. Os outros dois níveis são sonhos espirituais.

2º nível: São os sonhos repetitivos. Esse tipo de sonho pode ter uma mensagem que quer nos mostrar ou ensinar algo, às vezes até de nossas vidas passadas. Neste nível estão também os sonhos dos quais nos lembramos de maneira muito vívida, como se tivéssemos vivido mesmo esse sonho.

3º nível: São os sonhos proféticos. Já lemos ou ouvimos falar de Profetas que entraram em estado de transe e receberam profecias através de sonhos. São os sonhos de nível mais elevado.

Como podemos perceber o sono ou os sonhos não são fenômenos isolados; a qualidade de nosso sono e de nossos sonhos está diretamente relacionada aos nossos pensamentos e ações durante o dia todo, todos os dias.

O sonho é um tesouro individual que você pode guardá-lo a sete chaves no interior de sua mente. Assim como você organiza sua casa no plano físico, organize seu castelo de sonhos no seu Plano Mental. Para entrar neste castelo você programará ainda acordado, exercitando seu poder mental através da Meditação. Assim como a Natureza possui os quatro elementos você interiormente também é composto por eles então se una os Anjos da Água, Ar, Terra e Fogo e transponha os obstáculos para encontrar seu EU Superior e ao encontrá-lo dispa-se dos sentimentos negativos do dia a dia, mesmo que algum sentimento negativo seja alimentado por você porque dele gosta. Dessa forma você conseguirá encontrar seu Altar Sagrado interior.

A partir deste momento você poderá programar os sonhos, ou seja, analisar suas dificuldades e pedir a solução nos seus Planos Físico, Mental, Emocional e Intuitivo.

 

O Homem e o Hábito

 Desde o nascimento o homem desenvolve uma aptidão que reproduz certos atos com facilidade e que em sua repetição constante é denominado de Hábito. Muitos confundem hábito com costume, o qual simboliza uma acomodação às circunstâncias de seu meio ambiente. Esta acomodação tem o nome de adaptação passiva ou o hábito passivo. O hábito representa um automatismo, a partir de um sinal dado, facilita ao ser vivo dominar as circunstâncias que o envolvem. Tem por finalidade a continuidade e o progresso, reduzindo o esforço exigido pela ação e, pode ser classificado como: hábito intelectual – relacionado com o conhecimento, hábito motor, relacionado à execução de aptidões a executar e hábitos morais – relacionados às qualidades e defeitos.

O hábito reforça os órgãos e as faculdades conferindo a força e agilidade, diminui a consciência, pois o ser age automaticamente e reforça as necessidades, aumentando gradativamente os instintos aos quais pode sucumbir. Sua formação depende de condições biológicas, representando a dualidade da natureza (matéria e espírito), respeitando os limites, condições fisiológicas, formado pela criação de vias nervosas que facilita a passagem do influxo nervoso em conjunto com a disciplina do sistema muscular e, as condições psicológicas representada pela inteligência, pois a mesma é quem separa os movimentos úteis e inúteis.

Da mesma forma que o hábito é adquirido pode ser rompido, desta forma, basta abster-se de exercer, ou seja, desorganizar o sistema que os criou e, neste caso cessa o perigo que produz o mau hábito de anular as sensações e emoções e de fazer com que o ser, perca sua liberdade, identidade e responsabilidade. 

 

O Homem e a vida sensível

 Instinto

O conjunto das tendências naturais derivada das necessidades fundamentais ou primárias do ser é chamado de instinto. As tendências inatas ou   adquiridas, são inconscientes, como a própria vida. Não podem ser tratadas diretamente em si mesmas, mas apenas nos seus efeitos, que são os fenômenos afetivos. O instinto é determinante para a conservação da raça humana, pois ele nos motiva a agir quando necessário. Existem três espécies de instintos fundamentais: o alimentar e o sexual são básicos e peculiares a todas as espécies vivas mais diferenciadas, particularmente na série dos vertebrados. O nutritivo atua continuamente na vida do indivíduo e apenas cessa com a sua morte. O sexual permite a reprodução e perpetuação da espécie. Estes instintos estão sempre em atividade, estimulando as demais funções psíquicas e se exprimem de modo diverso, conforme o nível de amadurecimento do indivíduo e, o gregário, leva os homens a se juntarem, perdendo, momentaneamente, suas características individuais. Este instinto nos coloca lado a lado por uma lei de atração, é estar-se exposto a conflitos de inter-relacionamento inevitáveis.

Memória

A memória sensível é a faculdade de conservar e de evocar os estados de consciência anteriormente experimentados e a memória intelectual, ou memória das idéias como tais é apenas uma função particular da inteligência. A memória fixa as lembranças que não se fazem presentes no dia-a-dia, mas dentro da necessidade aflora mostrando até mesmo o que gostaríamos de não mais lembrar. Esta fixação divide-se em fisiológica e varia de um homem para outro de acordo com a influência do estado físico em geral, fazendo com que a memória seja boa ou uma memória rebelde, isto é notado na criança e no velho e, em psicológica que se subdivide em intensidade, uma lembrança que se fixa e se conserva, a organização de idéias, as idéias e os sentimentos se fixam e se conservam quanto mais estiverem ligados de maneira lógica.

A evocação da memória pode ser espontânea quando uma lembrança aflora a consciência, sem que nada pareça evocá-la, mas, provavelmente está ligada a algum dos elementos deste conteúdo ou, voluntária, supõe um esforço mais ou menos longo e mais ou menos difícil, põe em jogo as associações de idéias ou de imagens, até que, de aproximação em aproximação, por eliminação sucessiva de respostas falsas da memória, a lembrança procurada surja finalmente.

A memória tem grande importância na formação intelectual, moral e, a maneira de exercitá-la é através da atenção visual, auditiva, verbal para que o nocivo seja dissolvido, dando espaço às novas memorizações e ordenação das lembranças. 

Tendências

As tendências humanas estão ligadas à sua natureza intelectual e moral e, sua raiz comum está na razão. Estão divididas entre o Bem e o Mal e são múltiplas entre o plano físico e o plano intuitivo. A fonte mais segura para conhecer um homem é através de seus atos positivos ou negativos. O homem positivo crê em Deus, em sua obra, no amor universal, nos dons divinos e desenvolve estes atributos em sua religiosidade, na sociedade, na família, em sua vida profissional, intelectual. Este homem consegue ver o Universo com os olhos da alma, portanto, vê a beleza em tudo e em todos, semeando o amor, a paz, a fé e a harmonia por onde anda.

O homem negativo é árido, não sabe semear e, para sua defesa é movido por medos intensos, com um comportamento incrivelmente destrutivo, imaturo, regressivo, antissocial, nocivo e inconfiável, colocando em segundo plano sua verdadeira natureza. Este homem se descobrirá com seu autoconhecimento, quando se sentir verdadeiramente livre para conhecer sua essência interior e perceber tudo que o cerca nitidamente, então se encaminhará para a globalidade e a integração, tornando-se um ser construtivo.

Sentimentos

Muitos confundem emoções com sentimentos, embora se interliguem são distintos, pois o sentimento é possível esconder e a emoção é demonstrada através de expressões corporais e espontâneas. O ser humano possui em seu cérebro uma estrutura chamada de sistema límbico, responsável pelas emoções e sentimentos. O sistema límbico, quando recebe um estimulo, seja ele “visual”, “auditivo” ou “sinestésico”, envia mensagens para o tálamo (a maioria dos impulsos sensitivos passam pelo tálamo) e  hipotálamo (integra o sistema endócrino ao sistema nervoso autônomo e atua como responsável pela manifestação das emoções e sentimentos - controle emocional) que automaticamente, produzem repostas, ativando o sistema endócrino glandular. Quanto maior for à repetição de determinados estímulos sensoriais positivos em nosso dia-a-dia, mais habituado o organismo ficará com determinadas substâncias produzidas em decorrência destes estímulos. Nem sempre é possível realizar nossos desejos e os sentimentos devem ser educados para esta realidade, desta forma, é possível conviver com tudo e todos sem desgaste emocional.

Paixões

Podemos dividir as paixões em fisiológicas derivadas do temperamento físico e moral e as psicológicas derivadas de nossa vontade e inteligência. A paixão é despertada no homem desde seu nascimento através da amamentação e do olhar carinhoso de sua mãe incentivando a sugar o seio, ou seja, toda a paixão é estimulada por um objeto, uma situação ou alguém. No decorrer das fases da infância e juventude as inclinações, os talentos afloram e o ser vive de paixões como: um ídolo, arte, professores, amigos, pelo sexo oposto, futebol, trabalho ou por uma profissão em especial, animais, natureza, roupas, joias, automóveis, política, dinheiro, livros, por uma ciência ou uma fé.

O alimento das paixões é a alegria, a tristeza, o medo e o desejo e, assim como incentivam as conquistas dos objetivos podem conduzir o homem aos vícios, degradação moral, perca da identidade e até a morte e, quando se tornam obsessivas, perturbam a alma e opõe-se à evolução espiritual do homem.

Nem toda a paixão é maléfica, pois muitos homens são apaixonados pela verdade, honestidade, caridade, religiosidade e, para alimentar, é necessário dominar a imaginação que é a grande fonte das paixões, não crie circunstâncias perigosas, afaste-se dos perigos de seu ambiente externo, ou seja, das tentações que podem destruir seu amor próprio.

Atenção

A atenção é uma ferramenta da consciência e por isso existem diversas formas de atenção. Dependendo do nível de consciência da pessoa que a está utilizando, ela poderá apreender os aspectos qualitativa e quantitativamente diferentes da realidade e também, atuar de acordo. Os aspectos mais estudados sobre atenção são: atenção espontânea é aquela que se impõe por si mesma ao sujeito, resultante das preocupações dominantes do momento, atenção voluntária é a que resulta de uma concentração ativa e deliberada das faculdades de conhecimento num objeto, seja interior ou exterior, atenção afetiva exerce um papel considerável nos emotivos, apaixonados e nervosos, ela se aplica aos sentimentos e às emoções, atenção intelectual é sob sua forma espontânea, a curiosidade natural dos problemas intelectuais, e, sob sua forma voluntária, o que se chama a contemplação, ou fixação do espírito num objeto de pensamento, com um esforço firme para eliminar as distrações e as preocupações estranhas ao objeto contemplado, atenção e reflexão a atenção pode aplicar-se à nossa vida psicológica, é a observação ativa dos objetos exteriores que se reserva geralmente o nome de atenção, enquanto a observação que ativa os estados interiores se chama reflexão.

Alguns efeitos fisiológicos que a atenção traz são: ativação da circulação, principalmente nos centros cerebrais, relaxando-a na periferia, relaxa o ritmo respiratório, produz fenômenos motores como adaptação dos órgãos dos sentidos, convergência e acomodação dos olhos, contração da fronte etc, paralisação dos movimentos do corpo, a retração do campo da consciência e a multiplicação dos atos perceptivos. A atenção normalmente não é um ato absolutamente contínuo, compõem-se, ao contrário, de uma série de observações ativas e de reflexões concomitantes. De fato, ela se renova continuamente, e se desenvolve segundo um ritmo de tensão e afrouxamento sucessivos.

A atenção voluntária deve ser desenvolvida e dirigida, pois é a verdadeira atenção do homem e resultará, no poder máximo de sua atenção e no uso bem conduzido da mesma, direcionada à retidão moral, pois tudo que conduz a nocividade deve ser afastado do foco de sua atenção, ou seja, esquecido.

Pensamento

De uma forma resumida vou situar a localização do pensamento, no cérebro. O córtex cerebral corresponde à camada mais externa do cérebro, sendo rico em neurônios e desempenha um papel central em funções complexas do cérebro como na memória, atenção, consciência, linguagem, percepção e pensamento.

Pensar é recolher dados acerca de algo, considerado como um ato de avaliação, pois só conhecemos algo de novo, integrando-o no conjunto dos conhecimentos já adquiridos, o que remete para uma necessária ponderação dos elementos novos e da sua compatibilidade com os já adquiridos.

Pensar é, também, julgar, ou seja, é comparar objetos (conceitos), de forma a que possamos distinguir e relacionar, de uma forma pertinente, os elementos da nossa realidade, interna e externa.

Pensar é, raciocinar, é a partir da análise do que conhecemos sermos capazes de descobrir novas relações entre os objetos do nosso conhecimento, ou novas qualidades do real, que não poderiam ser simplesmente conhecidas através da experiência sensível.

Os instrumentos do pensamento são a linguagem (através da palavra ou visual como o gesto e a escrita) que tem a finalidade de expressar os fatos psíquicos e, o pensamento e a linguagem (o pensamento se atualiza na e pela palavra, esta não faz mais do que exprimir o pensamento). Sem pensamento, não existiria linguagem, mas simplesmente reações emocionais estritamente expressivas do estado afetivo de um indivíduo incapaz de se aperceber das diferenças entre ele próprio e o que o cerca.

Ideia

Para que haja uma ideia, tem de haver primeiro uma mente, pois a mesma é o produto da mente, Mente/ideia possuem afinidades. A Mente causa/gera idéias semelhantes/efeitos. Assim, para entender a idéia, deve-se começar por entender a mente que a concebeu. A mente não tem forma qual objeto material, sua forma é antes um modo de agir mental. Os pensamentos dessa mente têm a forma da ação dessa mente, a direção de seus interesses, a consecução de seus ideais. Cada ideia tem suas qualidades, que torna o homem uma individualidade e se a idéia concebida não contiver as qualidades, estas não podem ser incluídas no objeto. Cada ideia é uma unidade absolutamente indestrutível, imóvel, imutável, intemporal, eterna e, do conjunto de idéias é que o homem traça seu caminho em seus quatro planos de consciência ou expressão.

Juizo

O juízo deve ser cultivado pelo homem para que o mesmo possa ter discernimento correto de seus valores, caso contrário seu julgamento será sempre deficiente. O juízo também é conhecido como o senso crítico, tanto da decorrência de pensamentos, palavras e obras produzidos em nossos quatro planos de consciência ou expressão, como os de nossos semelhantes. O homem intelectual de certa forma está com seu discernimento mais apurado embasado pelo estudo, autoconhecimento e o convívio social, pois busca enriquecer e aprofundar-se em suas crenças, de maneira refletida. Mesmo assim, o espírito crítico pode gerar conflitos, pois para muitos, a verdade é a sua e não a da maioria. Dessa forma, o homem traça um caminho com frustrações, muitas vezes vivendo na solidão por um juízo malconduzido. 

 

Conhecimento Intelectual

O conhecimento intelectual está subdividido em vários aspectos a serem analisados como o “raciocínio” que é a ação onde o homem une seu primeiro conhecimento (passado) com o encadeamento de idéias (presente) que deve ser acompanhada do bom senso e, um novo conhecimento (futuro) que aprenderá pela primeira vez. A relação entre o conhecido e o desconhecido no raciocínio é de causa e efeito. A causa se distingue do efeito, pois é possível atender primeiramente à causa, sem o respectivo efeito, mesmo quando o efeito se fizer necessário. O novo conhecimento não só é desconhecido, mas atualmente não existe, passando a ser produzido, como resultado do propósito estabelecido para chegar a ele. É na causa do novo conhecimento que se situa a especificidade do raciocínio. Pelo lado psicológico, raciocínio é a operação mental como atividade do espírito. Neste sentido, uns têm maior capacidade outros menor, podendo inclusive haver uma educação para raciocinar com versatilidade e sistema integrado. Com o passar dos anos poderá diminuir a capacidade humana de armazenar conceitos e memorizar informações. Com o aumento da idade pode acontecer uma perda da memória recente, compensado, com crescimento do poder de raciocínio. Este é o fenômeno da maturidade e a sabedoria da que só se adquire com as experiências ao longo da vida. O raciocinar acompanha o homem em seu dia-a-dia trazendo-lhe benefícios ou não, dependendo da veracidade de sua primeira aprendizagem e, é mais uma bagagem de conhecimento em sua vida para os desafios constantes que lhe circundam.

Outro aspecto a ser analisado é à “vontade”, pois é através da vontade que o homem realiza seus pensamentos, palavras e obras, é um princípio inteligente, desde que conheça os meios, o objeto e as conseqüências ao atingi-lo, ela pode ser bem dirigida e sobrepor-se aos instintos. A vontade é dividida em três aspectos: deliberação (marcada pela indecisão, a análise, o sim e o não), a decisão (eu desejo e vou em frente, eliminando a insegurança anterior), a execução (realização da escolha). Muitas vezes este processo é simultâneo, sem poder distinguir as etapas, A reflexão é um fator muito importante para uma vontade saudável, se a reflexão estiver perturbada à vontade será contaminada e consequentemente as decisões trarão prejuízos, ocasionando distúrbios como a obstinação que nada mais é, o escudo usado para esconder uma vontade fraca. A melhor maneira de polir à vontade é através da educação intelectual, desta forma, conduzirá o raciocínio com clareza, objetividade, desviando-se dos impulsos instintivos. É possível criar o hábito salutar da “vontade”, implica em vigiar sua liberdade que é dividida entre querer e poder

Ainda temos um aspecto importante que é a “liberdade”, ou seja, o fazer o que se quer, mas a vida não é assim, a realidade é diferente. Nenhum indivíduo é totalmente livre, pois está ligado há vários seguimentos que muitas vezes, atuam como elos opressores, como a vida em sociedade. O homem está ligado à herança de seus antepassados em todos os aspectos de sua vida, aos padrões morais, familiares, religiosos, etc. Este homem cresce rodeado de tabus, críticas, a palavra não é uma constante em sua vida, bem como, o rótulo de pecado, em todas suas ações e pensamentos, dessa forma, sua consciência é manipulada e comprometida e, o homem esquece que é uma unidade. O primeiro elo deste homem está ligado à consciência, pois o homem pode enganar a todos, menos a ele e, qualquer infração cometida gera muitas vezes, a autopunição e a autodestruição. São inúmeros os aspectos onde é necessário exercer a liberdade e que devem ser analisados, minuciosamente, para que você conclua de que forma está conduzindo seu tesouro precioso, seu bem mais precioso, a liberdade individual, em seus quatro planos de consciência ou expressão: No plano Físico: praticidade, eficiência, trabalho, honestidade, aventura, esperteza, adaptabilidade, versatilidade, audácia, expressão, otimismo, profissões, mudanças, ideais políticos. No plano Mental: raciocínio, pensamento, lógica, criatividade, determinação, espírito de liderança, independência. No Plano Emocional: imaginação, sensibilidade, diplomacia, paciência, adaptação às mudanças, impulsividade, arte em geral, disciplina, afetividade em geral. No Plano Intuitivo ou espiritual: religiosidade, análise, intuição, energia interior, coragem, autoconhecimento.

Muitos homens, por comodidade ou até mesmo para não causar mágoas à terceiros, relegam sua liberdade para amanhã, esquecendo que um presente sem satisfação interior é o causador de fracassos e de uma velhice infeliz, no futuro.

 

Autoconhecimento

Cada indivíduo tem necessidades inerentes a sua essência. É necessário conhecer a origem dos problemas que afligem o indivíduo, pois se a raiz não for explorada a solução não ocorrerá. Como exemplo, a depressão, um sintoma que cada vez mais assola a humanidade, tratada como um desequilíbrio, com inúmeros antidepressivos, mas o que ocorreu para ocasionar a depressão, ela tem uma origem, onde ela está? Pode ser afetiva, perdas, insegurança, desta forma sem conhecer a raiz, os sintomas não serão sanados enquanto não ocorrer à análise, o autoconhecimento, a conscientização do que é necessário para sentir-se realizado, o indivíduo continuará perdido nos atalhos de sua caminhada, indo e retornando sem vislumbrar seu ponto de chegada. No Plano Mental o primeiro passo é enfrentar a realidade e nos responsabilizarmos pelo que ocorre em nossa vida, pois nos cabe avançar ou estacionar, viver dentro da realidade ou de um mundo de fantasia, onde nos escondemos de nós, ou seja, desenvolvemos um processo de fuga interior. No Plano Físico existem muitos desafios a serem vencidos, pois suprir nossas necessidades significa desnudar-nos e reconhecer nossas dificuldades, nossos erros, nossas más escolhas, o reconhecimento de que lidamos na maioria das situações com a oscilação dos sentimentos de superioridade ou inferioridade, a instabilidade econômica. Retorne as situações que fizeram com que esta necessidade se acentuasse, faça uma análise, em frente e direcione seus atos para solucionar. No Plano Emocional, muitas vezes, as necessidades são ocasionadas pela insegurança, o medo de arriscar, perdas mal trabalhadas, laços afetivos mal resolvidos, carências afetivas, ocasionando a necessidade de ser amado, valorizado.  No Plano Intuitivo as necessidades afloram por uma fé mal direcionada e o desconhecimento de sua força interior, que ficou soterrada por acomodação ou até mesmo por falta de coragem de enfrentar seus desafios. Não tema sua análise para descobrir suas necessidades, se permita sonhar, desejar, programar, desta forma poderá liberar seus anseios, conhecê-los e sair em busca de suas realizações, pois elas estão à sua espera.

O Homem tem que estar disposto a fazer trocas em sua trajetória, ou seja, livrar-se de tudo que está estagnado ao seu redor. Não é um processo fácil de lidar até porque em primeiro lugar é necessário buscar coragem suficiente de enfrentar mudanças. As mudanças não podem ser abruptas, necessitam de tempo para serem decretadas e de uma abertura inovadora. Qualquer mudança necessita de um projeto, o qual provém do Plano Mental, onde está localizada a mola propulsora que se chama vontade e, para concretizá-lo são necessárias as ferramentas da criatividade e do poder de decisão.

O primeiro passo do processo da troca é reconhecer o que são afirmações nocivas, pois cremos no que pensamos e o que afirmamos se materializa em nossa vida. Algumas das afirmações nocivas que causam grandes obstáculos são: sou pobre, sou doente, sou infeliz, sou só, ninguém me ama, nunca ganharei dinheiro para suprir minhas necessidades, não tenho amigos, não tenho família, não consigo emprego, tenho muitas dívidas, não mereço, estou sendo castigado, estou rodeado de inimigos, Estas são algumas de uma lista sem fim de citações negativas, as quais devem ser substituídas por Decretos positivos.

Todo homem que possui um poder mental equilibrado, muitas vezes não o utiliza em função de suas paixões e emoções. Primeiro concebe e depois se manifesta, primeiro tem uma ideia, vislumbra uma possibilidade e a partir daí, decreta no mundo de maneira firme e decidida objetivá-la, mudando o meio, adaptando-o a sua vontade, trabalhando incansavelmente e, se esse objetivo estiver de acordo com as Leis Cósmicas raramente deixará de atingi-lo. Medite antes de registrar seus decretos e os transforme em oração à noite antes de adormecer, sua mente absorverá suas necessidades e através de seu decreto definido com clareza, conhecerá a realização. Uma vez por mês escolha um lugar tranquilo para meditar sobre seus decretos, avalie o que conseguiu e os obstáculos que terá que transpor. Decretos são palavras de força que devem ser ordenadas em frases positivas afirmativas, que constantemente repetidas atraem cada vez mais o que desejamos, ao mesmo tempo nos estimulando e impulsionando em direção ao objetivo. - - Frases positivas afirmativas:Frase – um conjunto de palavras que contém a idéia de sentido completo.

Positivas - são energias benéficas

Afirmativas – é uma ferramenta usada para dar clareza ao objetivo.

O resultado simboliza os pensamentos e os decretos que são implantados na mente com a finalidade de redirecionar o subconsciente, eliminando os ciclos viciosos de negatividade, mudando nossos padrões de comportamento, servindo de motivação para nos transformarmos no que desejamos realmente ser. Estas frases devem ser curtas e repeti-las quantas vezes for necessário para se fixar na mente. Inconscientemente, as pessoas procuram outras pessoas que possuem discurso corajoso e positivo, rápidas em elogiar, que relutam em censurar e que ressaltam sempre em suas conversas os aspectos positivos de suas ações e de seus semelhantes, pois suas palavras estimulam e fortalecem, faz com que nos sintamos bem. A primeira frase que você deverá pronunciar: “Eu me amo”. Partindo desta afirmação você estará pronto para vencer.

Para o Plano Físico: Eu sou capaz. Eu sou corajoso. Eu sou uma pessoa saudável. Eu obtenho sucesso. Eu sou próspero. Eu tenho méritos. Eu venço todos os desafios. Eu sou sucedido profissionalmente. Eu sou uma pessoa estabilizada. Eu me permito viver com abundância.

No Plano Mental: Eu sei direcionar minhas metas. Eu sou criativo. Eu alcanço meus objetivos. Eu recebo diariamente oportunidades positivas. Eu mantenho minha inteligência inquiridora.

No Plano Emocional: Eu sou admirado por todos. Eu sou respeitado por todos. Eu me permito ser amado. Eu me permito ser feliz. Eu sou uma pessoa com emoções equilibradas. Eu conservo a harmonia familiar.

No Plano Intuitivo: Eu sou feito de energias positivas. Eu descobri minha força interior. Eu pratico minha fé de forma consciente. Eu tenho paz interior. Eu sou humanitário. Eu pratico a solidariedade.

Estes são pequenos exemplos para você se direcionar, mas as suas necessidades apenas você conhece, desta forma, faça suas afirmações com suas palavras nunca esquecendo, em primeiro lugar, escrever ou dizer “Eu...”. Esta reprogramação mental o direcionará as realizações.

Uma das melhores formas de abrir as portas da mente para realização de seus decretos é a meditação, pois ao meditar a mente se esvazia e se conecta com o Universo de onde provém a energia de seres divinos. Seja qual for sua fé, sentirá a manifestação. Existem muitas formas de meditação, como a baseada em Chacras, Mantras e Mantras. Ainda que as formas de meditação variem entre si, todas empregam técnicas de concentração que nos auxiliam a deter nossos pensamentos. Quando a mente está calma, tal como um lago sem ondulações, é possível conhecer a paz e o poder total.

Sugestões para Meditação

Independente da forma de meditação faça um banho refrescante com cravo, canela, erva-doce, busque um lugar especial ao ar livre ou no interior de sua casa, é importante manter as costas eretas seja sentado no chão ou em uma cadeira, pois a energia flui pela coluna vertebral. Não se alimente em excesso, pois poderá se sentir pesado e cansado, no final sempre se recline para frente em sinal de gratidão e ofereça sua meditação de volta para o Cosmo. Hoje em dia existem muitas práticas, geralmente elas envolvem a concentração nos centros de energia do corpo, podem ser acompanhadas de sons musicais energéticos, como os mantras e de exercícios respiratórios. Independente do estilo, todas tem um objetivo comum que é deter os pensamentos. Quando os pensamentos param, é possível se conectar com mundos de luz, força, sabedoria e consciência pura. Experimente cada técnica e determine qual é a que lhe convém, poderá até alternar técnicas de vez em quando. Qualquer que seja o método que escolher, sentirá que cada sessão trará um pouco mais de clareza e poder mental. A meditação requer prática, portanto não espere muito em pouco tempo, se sentir sua mente divagando para longe, não se sinta frustrado, simplesmente traga sua mente de uma forma suave para a técnica. Confie em você e acredite em sua prática. "Só com o os olhos da alma é que podemos ver corretamente, o essencial e invisível aos olhos da face”. Mantenha seus pensamentos voltados para o que é o mais elevado e nobre entre todas as coisas – “A Iluminação."

Após sua meditação será possível definir com mais clareza suas metas, não pedindo o que é impossível, pois antes de decretar os bens materiais que deseja terá que ter seu trabalho, o qual fornecerá subsídios para adquiri-los, antes de decretar sua felicidade você terá que estar desejando ser feliz, antes de decretar a paz você terá que equilibrar sua dualidade interior. As ferramentas utilizadas para a clareza mental estão no plano mental e intuitivo, pois deles depende seu sucesso, ou seja, aflorar a criatividade baseada em sua fé.

Outro aspecto que deve ser analisado é sobre a lembrança do decreto sem trégua, isto não pode acontecer, pois ao invés de sucesso ocorrerá o bloqueio não permitindo a solução adequada e confiável. Permita que o Universo responda por teus decretos, pede a Deus, aos Anjos, as energias de tua crença que ajudem, pois de sua dimensão analisam nossas necessidades de outra forma, trazendo o melhor. Apenas caminhe em direção a sua meta. Não esqueça, quando fizer seu decreto, seja humilde e agradeça a graça já alcançada.

Não esqueça que é necessário desejar e decretar que você quer sua estabilidade com uma frase afirmativa, como exemplo: Eu sou uma pessoa estabilizada, pois tenho um trabalho estável que me proporciona uma ótima situação financeira. Muitos, dirão, mas não consigo emprego, muito menos um estável e que ganhe bem, esta afirmação não lhe permitirá conhecer a estabilidade. Você tem que pensar grande, usando sua imaginação criativa e, visualizar o que sua competência profissional pode gerir. Visualize uma grande empresa, um grande escritório ou seu próprio negócio, os objetos externos são de grande importância para as realizações e os internos como sensações de desânimo e a falta de coragem devem ser extirpadas. As emoções e pensamentos estão em contínua transformação, em perene flutuação, desta forma, o viver e atuar de forma objetiva é um caminho, completamente novo. Se quisermos que cada ato, cada experiência, cada trabalho, seja de energia projetiva para a estabilidade, use sua energia mental de forma consciente e determinante, analisando, edificando e projetando para seu mundo exterior, pois você sabe o que quer e, com todas suas forças, com todos os seus meios, conhecerá o caminho do emprego e da estabilidade.

 

Auto-realização

Uma grande arte dos indivíduos passa sua existência sem realizações plenas. Este fato ocorre, em virtude de vários fatores que neutralizam os esforços diários para ultrapassar os obstáculos. Enquanto o indivíduo estiver voltado para sua autocontemplação e ver apenas sua imagem refletida no espelho não terá oportunidade de aprendizagem. O início do caminho para a autorrealização é o autoconhecimento, desta forma, é possível estabelecer prioridades e buscar as ferramentas necessárias para as vitórias.

O primeiro passo para alcançar seus objetivos é o autoconhecimento e uma reforma interna e, o primeiro item a ser abordado é nosso berço ou nossa família, como fomos educados, orientados, amados e incentivados. O nascimento em uma família positiva conduzirá o homem à realização, provenientes de uma família negativa vai gerar limitações em todos os planos. Após a análise vem o primeiro ato, chamado perdão, perdoar sua árvore genealógica, pois seus pais são frutos de uma geração e, apenas lhes transmitiram o que aprenderam. Não existem culpados pois todos estão em aprendizagem e acertos de outras vidas.

Quando o homem alcança sua independência ele pode romper com as barreiras e tornar-se o que deseja, ou seja, não construir uma vida com as mesmas características do familiar, pois ele tem que registrar sua história individual. É a sua oportunidade de trocar a negatividade através de seus pensamentos, palavras e obras, pois a origem dos traumas foi focada, tratadas e sanadas, dando oportunidade para sua autorrealização.

Auto-realização no plano físico

Neste Plano o homem usa a adição do pensamento bem dirigido, das emoções equilibradas e, como resultado traz a forma, a praticabilidade, o cuidado ou não com seu corpo. Neste plano o homem desenvolve o trabalho, a adaptação, versatilidade, aventura e a busca das grandes oportunidades.

Um dos desafios a ser enfrentado neste plano é o aspecto econômico com as dificuldades financeiras para a sobrevivência. O homem até conseguir sua estabilização passa seu tempo em busca de melhores empregos, cursos de aperfeiçoamentos, em luta constante para um bom alicerce para o futuro. Se o homem cresce em um ambiente negativo onde o valor do dinheiro é fator predominante, o homem passa seu tempo em busca do mesmo para se sentir realizado e valorizado. Somente quando muda seu pensamento poderá entender que seu valor real, não está ligado as cifras e sim com toda formação física/mental/emocional/intuitiva e, esse equilíbrio o dinheiro não compra.

O dia-a-dia vivido com medo das dívidas não abre espaço para que a mente projete as soluções, neste estágio, use da sua criatividade, imagine uma vida sem obstáculos financeiros, visualize o dinheiro em suas mãos, na conta bancária, afaste de seu pensamento seus questionamentos de como vou pagar, não tenho dinheiro. Este hábito salutar vai lhe proporcionar o dinheiro através de rendas extras, até mesmo com suas habilidades artística, que todos possuem, mas decorrem a vida sem conhecê-las ou vivenciá-las. Este processo desenvolvido em famílias que não possuem “mente empresarial ou de êxito”, é um tanto moroso, mas não é impossível, pois é facultado a todos os seres, o direito de ser afortunado.

Não considere dívidas como castigo Divino e, sim como mau planejamento ou como antecipação de um desejo, sem realmente ter condições financeiras de pagar.   Com esta atitude o homem adquire mais duas preocupações, a financeira e a moral que somadas ocasionam sérias depressões onde acaba perdendo o interesse pelo bem adquirido ou sofrendo com o seu convívio. As dívidas no caminho do homem significam amarras, não as multiplique e, até conseguir o controle geral das finanças, não as critique, não as amaldiçoe. Agradeça a Deus por lhe proporcionar o conforto de sua casa, com o uso de telefone, computador, TV, alimentação, vestuário, lazer, enfim, tudo que lhe rodeia e traga satisfação, agradeça lhe oportunizar manter um padrão razoável familiar. Lembre-se de pedir que seja provido através de seu plano mental de novas metas que resultem em fontes financeiras honestas.

Outro desafio é o aspecto social, se não conseguiu administrar sua autoestima, o homem viverá na defensiva, afastando muitas vezes grandes oportunidades de conviver com seus semelhantes em todos os aspectos, transferindo seus bloqueios para todos os relacionamentos à nível de trabalho e amizade. É aqui que observamos muitas vezes sem entender, o homem instável, em que nada se fixa, não construindo uma meta definida e não deixando sua marca, apenas um rastro de alternativas. Faça uma permuta de pensamentos e emoções, não carregue as carências, suas deficiências impregnadas no seu dia-a-dia, esta é uma bagagem que se torna pesada e faz com que o homem canse e não encontre o caminho planejado.

Outro desafio é a liberação de seus talentos que representam as vibrações que a pessoa mais domina, os talentos são heranças de vidas passadas, outorgados a cada um, para serem empregados em benefício do próximo. Cada um de nós traz, ao encarnar, tarefas a realizar em benefício próprio e dos semelhantes. Por menores e modestas que elas sejam, são igualmente úteis e valiosas. Os talentos que foram soterrados na infância e juventude farão falta no Ciclo Formativo e no Ciclo da Maturidade ou Colheita.

Outro desafio é o Tempo, esse tempo que se mistura entre passado, presente, futuro, a prisão onde uma grande parte dos seres humanos vivem acorrentados, com a recordação de um passado mal vivido, um presente que não é sentido e um futuro que é inquirido. O passado é a história, é o registro do bom ou do mau, a morada do pecado induzido em nossas mentes por um sistema falso de moral por seres corrompidos e imorais tanto em âmbito familiar como social, é a raiz, é o reflexo do que fomos e não desejávamos ter sido ou do que não fomos e nos marcou com frustrações. O presente não é vivido por muitos plenamente, pois a trajetória é feita de autocrítica e autopunição, fazendo com  que muitos seres olhem o segundo que passou concluindo, que foi tão vazio que nem deu para ser notado, ocasionando perdas de oportunidades  onde pensamentos, palavras e obras poderiam iniciar um novo processo de reciclagem e ir ao encontro da autorrealização. O futuro é o próximo minuto, como não o contaminar, como projetá-lo? Se a história não foi bem alicerçada no passado, não deu tempo para refazê-la no presente é a incógnita que nos acompanha quando pensamos no futuro. O homem que não conseguiu viver um passado e presente estabilizado, tem razão ao afirmar que o Tempo é seu maior inimigo. Onde buscar a sabedoria para vencê-lo? Na harmonia entre o pensamento, a sensação e a ação.

Outro desafio é encontrar a abundância, ou seja, satisfazer nossos desejos de bem-estar.  A abundância está sempre ao nosso redor, infelizmente os olhos da face não conseguem visualizar sua morada, pois ela só se apresenta aos olhos da visão interior e para desenvolver esta habilidade é necessário que o homem conheça sua essência, abra sua mente e seu coração para recebê-la. Abundância são as sementes por nós plantadas no decurso da vida e ao serem germinadas foram rotuladas e guardadas nos recantos mais próximos ao habitat, na Natureza. Só colheremos as flores, os frutos, o alimento, a prosperidade e a saúde se tivermos arado a terra com amor, pois a Mãe Terra sempre devolverá na mesma proporção, pois a má semeadura trará o infortúnio.

Outro desafio é lidar com as oportunidades. Deus presenteou o homem com seu Livre Arbítrio e a inteligência e essas energias fundidas mostram ao homem que sempre haverá uma próxima oportunidade, pois o Universo coloca tudo ao nosso alcance. Ao homem cabe projetar de uma forma salutar que tipo de oportunidade necessita para fixar as energias. Direcione suas escolhas sem medo, sem angustia, sem culpa, sem confusão, sem dúvidas, pois para cada homem há um caminho distinto, em cada caminho novos processos se descortinarão de acordo com a premência de suas necessidades.

Outro desafio é a Lei da oferta e da demanda, o homem tem que acreditar que qualquer produto ou serviço que possamos oferecer ao mundo e útil para os demais e, portanto, tenderá à demanda. Nem sempre uma profissão depende de um título e sim de um excelente profissional desenvolvendo seu trabalho. É notório que um título é a chave que pode abrir portas com mais facilidade em muitas áreas, mas o êxito depende, realmente da estratégia profissional. Quando o homem e o trabalho são harmônicos o resultado flui sem esforços e quando é desagradável se converte em uma luta constante trazendo obstáculos na caminhada. Neste caso é conhecido o significado da palavra “fracasso” que na realidade é uma lição de vida má conduzida e que se torna necessário vivenciá-la para a aprendizagem. E neste estágio que o homem troca de trabalho, busca alternativas que o realizem, mas este homem não pode esquecer que a vida é um ciclo de aprendizagem e em qualquer lugar que estiver sentirá o reflexo da lição que não vivenciou.

Outro desafio é a Lei da Troca e da Oferta. Dar e receber tem o mesmo peso da balança do Cosmo e, torna-se necessário acreditar que é merecedor. Nesta Lei tudo é troca, um carinho, um elogio, uma palavra de autoajuda e o ato de dar ou receber com humildade se renova em energias as quais se somam e se cristalizam no Universo, multiplicando-se indefinidamente, alimentando a autoestima. Abra a porta de suas emoções, acorde com um sorriso e o direcione a quem estiver mais próximo, membros de sua família, colegas de trabalho, clientes, enfim, até por aquele semelhante que por nós passa pois um  sorriso, pode mudar o rumo de um dia na vida de alguém, principalmente se a doação for desinteressada. Não saber doar ou expressar um sentimento é um estado de pobreza emocional, muitas vezes são bloqueios de berço que necessitam ser vencidos para que o homem construa relacionamentos fortes tanto à nível afetivo como profissional.  No lado profissional a doação deve ater-se apenas ao convívio com o meio ambiente, pois o fruto de seu trabalho deve ter a recompensa financeira justa e aqui, também muitas vezes, o homem não se valoriza, teme citar cifras até porque ele próprio conclui que está explorando. Cada tarefa tem seu valor e, somente você pode saber o equivalente, não deixe que lhe explorem, que avaliem seu potencial a nível salarial, pois o que você sabe, o que você faz não tem preço a ser estipulado, a não ser por você. Não deixe que a dificuldade financeira faça de você mais um escravo, sempre haverá uma nova porta, alguém que não vê o homem como máquina e sim como seu semelhante. O dinheiro não compra tudo, principalmente ao que se refere às emoções e à espiritualidade, mas a nível físico é a mola mestra para a sobrevivência mesmo que seja em nível modesto e o mesmo deve ser buscado como solução dos problemas econômicos, como forma de liberar e quitar preocupações.

Abundância

Muitas pessoas possuem uma origem familiar modesta que transmite de geração em geração a ideia de que a abundância pertence aqueles que nasceram em um berço de ouro, ou seja, simbolizada pelos bens materiais que o indivíduo tem, causando limites às realizações, pois a busca é concentrada no mundo externo, enquanto a solução está em seu interior, em seu estado mental. A abundância é mais uma das ferramentas de seu poder mental e deve ser aproveitada de forma positiva, ou seja, eliminar as barreiras que impedem a abundância chegar à sua vida, como suas limitações financeiras, localizadas em seu inconsciente que obstrui seus esforços para o sucesso. Mesmo que seu consciente trabalhe para o progresso não é possível traçar metas e alcançá-las. É necessário que identifique os obstáculos que foram projetados em sua mente em sua infância, pois esta é a fase da vida que vai condicionar aquilo que dita o inconsciente e até a nossa própria vida, uma vez que enquanto crianças, a capacidade de interpretar e dar sentido ao que acontece é mínimo.  Isto pode ser explicado com base nas crenças, aquilo que nos é dito ainda em crianças pelos pais representa a verdade absoluta. As crenças têm então uma força excepcional, somos manipulados, de forma natural a interpretar a realidade sem que nos apercebermos de tal coisa, somos condicionados por essas mesmas crenças.

Não perca tempo pensando no que você não tem, expanda sua mente para o padrão que deseja alcançar, sem medo de riscos, com coragem, independente da meta escolhida, sempre haverá um espaço para você ascender e conhecer a abundância não só no Plano Físico, adquirindo seus bens materiais, como no Plano Mental, descobrindo sua criatividade que é sua mola propulsora e a capacidade de explorar todas as possibilidades, como no Plano Emocional atraindo o equilíbrio, a harmonia, o amor e no Plano Intuitivo o acréscimo de sua energia.

As possibilidades estão aí para você explorar, saia de sua rotina diária, assuma riscos, tente algo diferente, não tema as oportunidades, acredite em você, no que é capaz, olhe com os olhos da alma sua abundância ao invés de olhar com os olhos da face, a carência, a pobreza. Não existe o impossível, ao homem foi facultada a inteligência, as dificuldades estão apenas em sua mente, e a abundância é uma energia, use de sua criatividade, apenas acredite que esta energia pode mudar você, sua vida e lhe trazer a autorrealização.Encare seus desafios, esvazie a mente e faça seus decretos como: sou rico, poderoso, abastado e convivo com a abundância diariamente. 

Para vencer os desafios deste Plano pratica a Meditação e te conecta com forças superiores pedindo ajuda para solucionar tuas dificuldades, seleciona os pensamentos com clareza e objetividade para direcionar os decretos com afirmação definida, permita que o grande Universo receba tua missiva e providencie os detalhes, com as energias correspondentes.

 

O Homem e seu processo cognitivo

Cognição é capacidade do homem em processar informações e transformá-las em conhecimento, com base em um conjunto de habilidades mentais e/ou cerebrais como a percepção, sensação, atenção, associação, imaginação, juízo, raciocínio e memória. Para o aprendizado passa por diversos desafios e os maiores obstáculos são as multiplicidades de emoções que  dividem-se em primárias (instinto e sobrevivência) secundárias (divididas entre estados afetivos sensoriais e estados afetivos vitais) mistas (envolvem misturas de estados afetivos contrastantes, caracterizando um conflito emocional), sentimentos (divididos em anímicos, os estados afetivos como qualidades do eu, com o mundo de valores e referem-se a coisas, pessoas ou acontecimentos, atribuindo valor, como a tristeza e alegria e sentimentos espirituais que tendem à valores absolutos, como estética, intelectuais, morais ou religiosos)

Fazem parte da trajetória do homem uma gama de aspectos armazenados nas três unidades principais do cérebro humano, o cérebro primitivo, que compreende as estruturas do tronco cerebral, como bulbo, cerebelo, ponte e mesencéfalo; o cérebro intermediário, formado pelo sistema límbico e principal responsável pelas emoções; e o cérebro superior, constituído pela maior parte dos hemisférios cerebrais. Essas três unidades são responsáveis pelo processo evolutivo. Percebe-se que as emoções desempenham, uma ferramenta fundamental na cognição. Embora não sejam atos racionais, são elas que, através dos sentimentos, desencadeiam o processo cognitivo.

 

O Homem e a profissão

Avaliação do Profissional

Não preencha um cadastro, não envie um currículo ou saia para uma entrevista, sem primeiro fazer uma análise do que poderá ser avaliado em você, torna-se necessário uma autocrítica construtiva e, seu maior desafio são suas emoções, as quais devem ser mantidas em equilíbrio para que sua mente se esvazie de preocupações ou ansiedades.

Os itens a seguir relacionados não são regras de todos os empregadores, mas fazem parte de uma maneira geral da avaliação psicológica ocupar determinada vaga, pois o homem é um ser social, ou seja, observado como um todo e, em permanente relação com o ambiente.

São vários os componentes que atuam como avaliação em um profissional como: sua esfera intelectual (onde reside a inteligência e a capacidade de se adaptar as novas situações): aptidões (seu potencial de realizações); raciocínio verbal (capacidade de estabelecer relações lógicas entre conceitos verbais); produção: (pensar e trabalhar utilizando seu raciocínio dedutivo), atenção (rapidez, percepção, controle da dispersão, distribuir a atenção para mais de um aspecto de forma simultânea); memória (recordação de informações); raciocínio (capacidade de previsão e planejamento); aprendizado (interesse, organização, dedução, flexibilidade), personalidade (habilidades, valores, ajuste ao meio ambiente), temperamento (emoções, estados de humor); caráter (moral e conduta).

Quando se trata de um cargo de Chefia além dos itens acima relacionados o candidato será avaliado em sua visão estratégica, seu planejamento de metas lógicas visando pequeno e médio alcance, sua organização, capacidade de identificar as causas de um problema, definir alternativas adequadas de forma prática sem adiamentos, sua capacidade para executar as metas traçadas com os recursos existentes, seu poder de liderança formando equipes, qualificando outros funcionários para que ocorra uma progressão funcional, estabilidade no julgamento e na ação, delegando poderes, a comunicação verbal ou escrita de forma clara, o relacionamento com as pessoas do grupo, a sociabilidade, a perseverança, o poder energético a tolerância, a empatia, a confiança mútua, a manutenção da qualidade do trabalho, a perspicácia, a disciplina, a análise, a crítica, a ousadia, a iniciativa, a flexibilidade, o senso crítico, o poder de persuasão e negociação e, principalmente, sua autenticidade. Analise estes dados e os projete em sua mente, por certo estará preparado para conseguir aquele bom emprego que lhe trará a estabilidade tão almejada.

 Convívio Profissional

O conviver no campo profissional é uma arte, a qual tem que ser desenvolvida com criatividade, ou seja, você deverá criar em sua mente que seu lugar de trabalho é formado por pessoas maravilhosas, companheiras, a qual tem como objetivo, o crescimento da empresa. O dia-dia nos relacionamentos é muito difícil de ser vivenciado, porque cada pessoa é uma unidade, com seu temperamento.

Temperamento é um estilo pessoal inerente, uma predisposição que forma a base de todas as inclinações naturais, ou seja, o que sentimos, pensamos, o que fazemos, representando uma configuração de inclinações. Na medicina os temperamentos são conhecidos como Sanguíneo (temperamento marcado pelo caráter exuberante, cheio de vida e muito ativo), Melancólico (temperamento marcado pela solidez, introspecção e pela reflexão), Colérico (temperamento caracterizado pela impulsividade e pela agressividade e pela falta de reflexão) e Fleumático (temperamento caracterizado pela impassibilidade, pela serenidade e pela lentidão). Dentro destes quatro temperamentos você vai lidar com vários tipos de pessoas, o otimista que é bem humorado e confiante, o mediador aquele que traz a paz, o questionador sempre levanta controvérsias em qualquer assunto, o perfeccionista sempre exigente, mas valorizam os detalhes e a competência, o perseverante racional e disciplinado, o dominador impõe o respeito e a disciplina, o formal convencional, impessoal, o crítico que censura, o irônico que manipula escondendo seus sentimentos, o oportunista que aproveita todas as oportunidades, o defensivo que está sempre prevenido e o individualista que prefere trabalhar só, o paternalista que se preocupa demais com os outros, o criativo sempre buscando soluções, o autoritário que é intransigente, o centralizador só ele sabe, só ele faz.

É necessário aprender a conviver com esta gama de diferenças sem ser atingido e a melhor maneira de convivência é estar com seu pensamento aberto para a energia do amor universal, sem preconceitos, sem ataque, sem críticas, desenvolvendo sua tarefa com competência e permitindo que os outros façam a sua.

 

 

 

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
Intuição  (22-07-2019)
Textos para reflexão  (22-07-2019)
Mandalaterapia  (22-07-2019)
Al-Khymia dos Cristais  (22-07-2019)
Microcosmo Místico  (21-07-2019)
O Homem e a Oração  (18-07-2019)
Autobiografia Espiritual  (18-07-2019)
Angelographya  (03-03-2019)
Referências  (25-02-2019)

Rating: 2.6/5 (743 votos)




ONLINE
1




Partilhe esta Página